sexta-feira, 9 de setembro de 2022

Vistos para os Estados Unidos vem sendo negados com maior frequência

De acordo com a advogada americana Kris Lee, é importante ter cautela e preencher os requisitos antes de aplicar para um visto para os Estados Unidos

A frequência de negativas em solicitações de vistos para os Estados Unidos, seja para estudantes, turistas ou trabalhadores, tem aumentado consideravelmente nos últimos meses, dificultando a vida de brasileiros que têm a intenção de realizar uma viagem ao país norte americano.

De acordo com Kris Lee, sócia e advogada americana da Lee Toledo PLLC, com mais de 30 anos de prática jurídica, uma negativa de visto para os Estados Unidos não impossibilita que o solicitante receba a autorização de entrada em outros países. “Muitas pessoas realmente querem sair do Brasil devido à instabilidade econômica que o país enfrenta. E os EUA, na maioria dos casos, é a principal escolha de destino dos brasileiros em busca de trabalho. No entanto, no caso de uma negativa, existem outros países que precisam de mão de obra e esses trabalhadores podem ser extremamente bem-vindos. É válido olhar esse panorama de maneira positiva”, pontua.

Em alguns casos, mesmo com todos os requisitos preenchidos a possibilidade de negativa na solicitação ainda é uma realidade. “É uma deliberação exclusiva do agente da imigração e, em algumas situações, eles interpretam que o solicitante não tem vínculos que os façam retornar ao Brasil, levantando a suspeita de que esse imigrante possa tentar permanecer nos Estados Unidos mesmo após o período de expiração do visto. Essa é uma das principais preocupações dos agentes consulares e algo que eles sempre levam em consideração durante a entrevista”, revela o advogado.

Nesse tipo de situação, Kris afirma que o auxílio de um especialista é a melhor solução. “Caso a negativa aconteça por suspeita de um possível overstay, sugiro que o solicitante converse com um advogado especialista em imigração, pois ele vai tentar entender porque o visto foi negado e agir a partir dessas informações”, alerta.

Embora não existam números que corroborem a informação, a sócia da Lee Toledo PLLC acredita que o número de negativas realmente cresceu nos últimos meses. “Presenciei casos de pessoas que preenchiam todos os requisitos para a aprovação, como imposto de renda em dia, patrimônio relativamente acima da média, empresa estabilizada no Brasil e mesmo assim tiveram suas solicitações negadas. É uma deliberação dos agentes consulares e não sabemos o porquê desse aumento nas negativas”, lamenta.

Para Kris Lee, esperar um cenário mais positivo para solicitar o visto pode ser a melhor alternativa nesse momento. “Eu recomendo que as pessoas só apliquem o visto quando realmente tiverem estrutura para fazer a aplicação pois, se o visto for negado, isso ficará registrado dificultando a aprovação de um novo pedido no futuro”, finaliza.

Sobre Kris Lee

Sócio administrador e advogado nos Estados Unidos no escritório de advocacia Lee Toledo, licenciado nos Estados Unidos, no Distrito de Columbia e no Estado de Nova Iorque. Com mais de 30 anos de experiencia jurídica, Kris especializou-se em assessoria e na representação perante USCIS e em lidar com questões legais de clientes perante outras agências governamentais e tribunais federais.

Sobre o escritório Lee Toledo 

A parceria entre os escritórios de advocacia YouJin Law Group e Toledo resultou no Lee Toledo. Os principais diferenciais do novo escritório, que contam com a experiência de 30 anos do advogado Kris Lee e 18 anos do advogado Daniel Toledo, são a possibilidade de atender clientes no seu próprio território nacional, sendo este dentro do Brasil e da União Europeia, garantido pelo acordo de reciprocidade entre a Associação Portuguesa de Advogados e a associação de advogados de outros países europeus e dos Estados Unidos. Os atendimentos podem ser feitos em português, inglês, português e coreano. Para mais informações: https://leetoledolaw.com/.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário