terça-feira, 13 de abril de 2021

Governo Leite não manda remédios e Hospital da Brigada é obrigado a fechar 16 dos 22 leitos de UTIs

O governo Leite recebe os medicamentos enviados pelo governo Bolsonaro, mas não repassa nada para o Hospital da Brigada. A falta de remédios provoca o fechamento de 16 dos 22 leitos de UTIs, que servem aos brigadianos e a civis associados ao IPE.

Mais preocupado com sua campanha eleitoral antecipada ao Planalto, o governador Eduardo Leite deixa que faltem remédios para o Hospital da Brigada Militar, o que determinou o fechamento 16 dos 22 leitos de UTIs. A falta de medicamentos tem provocado transferências de pacientes, que correm risco de vida iminente por causa disto.

A notícia foi dada hoje a uma comitiva que decidiu verificar o que estava acontecendo.

O governo alega que não repassa remédios porque o hospital não atende pelo SUS.

Depois da visita, eis o que mandou dizer o deputado dr. Thiago, DEM, que participou da comitiva:

- O hospital tem equipamentos modernos, tem equipe com médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, tudo para atender 22 leitos de UTIs, mas faltam medicamentos como anestésicos e bloqueadores neuromusculares.


Nenhum comentário:

Postar um comentário