sexta-feira, 4 de maio de 2018

Brasil, Alemanha e Espanha são os principais favoritos ao título na Copa da Rússia

Dois estreantes, vários regressos, grandes ausências e quatro favoritos em todas as apostas (Alemanha, Espanha, Brasil e França) anunciam a próxima Copa do Mundo, que será disputada em 11 cidades russas a partir de 14 de junho de 2018. No dia 1º de dezembro, em Moscou, serão definidos os grupos e a tabela de jogos durante o sorteio das equipes. As 32 seleções já conhecem sua divisão nos quatro potes que definirão os oito grupos de quatro times e o trajeto até a final de 15 de julho na capital russa. Confira a definição dos grupos:

Grupos da Copa

Pote 1: Rússia, Alemanha, Brasil, Portugal, Argentina, Bélgica, Polônia e França.
Pote 2: Espanha, Peru, Suíça, Inglaterra, Colômbia, México, Uruguai e Croácia.
Pote 3: Dinamarca, Islândia, Costa Rica, Suécia, Tunísia, Egito, Senegal e Irã.
Pote 4: Sérvia, Nigéria, Austrália, Japão, Marocos, Panamá, Coreia do Sul e Arábia.

Confira abaixo os principais favoritos ao título:

ALEMANHA
- Obteve 10 vitórias em 10 partidas para chegar à Rússia; desde 2001 não perde um jogo de classificação para uma Copa. O desafio será administrar e encontrar uma mistura entre a equipe que saiu campeã há quatro anos no Brasil e a nova geração que chega.
Ranking FIFA: 1º/ Posições nas últimas cinco Copas: 7º (1998) – 2º (2002) – 3º (2006) – 3º (2010) – 1º (2014)

ESPANHA
- O ano invicto de 2017 serviu para completar uma transição que parecia complicada. O grupo de classificação foi resolvido com 36 gols marcados e apenas 3 sofridos, nove vitórias e um empate, e a consolidação de nove jogadores e um técnico, com Isco como símbolo de uma nova geração que se entrosa com campeões do mundo ainda remanescentes dentro de campo.
Ranking FIFA: 8º/ Posições nas últimas cinco Copas: 17º (1998) – 5º (2002) – 9º (2006) – 1º (2010) – 23º (2014)

BRASIL
- É a única seleção que disputou todas as Copas, mas em meados de 2016, após seis rodadas, estava em sexto lugar e fora da zona de repescagem. Tite então assumiu o comando no lugar de Dunga, levando os brasileiros a vencerem nove jogos, tornando-se a primeira seleção a carimbar o passaporte para a Rússia.
Ranking FIFA: 2º/ Posições nas últimas cinco Copas: 2º (1998) - 1º (2002) - 5º (2006) - 6º (2010) - 4º (2014)

FRANÇA
- A progressão de Varane e Umtiti consolida a zaga e, a partir daí, o técnico Deschamps tem opções para escolher, por mais que ignore Benzema e continue procurando um camisa 9 que se ajuste à seleção e possa atuar ao lado de Griezmann e Mbappé.
Ranking FIFA: 7º/ Posições nas últimas cinco Copas: 1º (1998) – 28º (2002) – 2º (2006) – 29º (2010) – 7º (2014).

Nenhum comentário:

Postar um comentário