quarta-feira, 25 de julho de 2018

Felipe Hahn da Silva, 31 anos, biólgo - Por que apoio Jairo Jorge


Há muitas eleições o Rio Grande vem buscando saídas para o caos que nos metemos ao longo de 40 anos. Nenhum daqueles que ocupou o cargo de governador, independente do espectro politico, conseguiu alcançar a reeleição que todos, quando foi possível, almejaram. Não porque faltasse capacidade ou não fossem dignos de ocuparem tal cargo, muito antes pelo contrário. Mas sim porque as soluções enquanto governaram não surtiram efeito, foram muito semelhantes, mudando apenas o lado que comandava o RS, mas sem apresentar nada de novo. E por acreditar que o estado precisa de alguém criativo e inovador para achar novas saídas para o RS vou votar em Jairo Jorge do PDT, e digo porque.
Primeiro porque Jairo tem experiência administrativa. Muito do que ele diz que vai fazer (e dizer o que se pretende fazer é sempre muito importante) já foi testado no município de Canoas, onde ele foi 2 vezes prefeito, sempre muito bem avaliado. Diminuiu impostos e quadruplicou a arrecadação. Reduziu o tempo para abertura de empresas de 2 meses para 48 horas. Realizou muito mais ações criativas, mas só estas duas já são capazes de exemplificar o caráter inovador das suas administrações e como existem saídas além das costumeiras repetidamente aplicadas no estado.
Segundo, Jairo Jorge sabe olhar para o lado e não tem vergonha de copiar o que dá certo. É o caso quando ele propõe o efetivo uso dos COREDES no estado. Os COREDES foram instituídos pelo ex-governador Alceu Collares. Santa Catarina copiou e hoje é um dos estados mais pujantes da nação, usando algo que nós gaúchos deixamos de lado e que Jairo, vendo que deu certo, quer fazer funcionar de maneira efetiva aqui no pago, estabelecendo escritórios regionais, enxutos, que serão a ponte de cada região com o governador do estado, respeitando a particularidade que lhes é inerente, descentralizando as decisões.
Falando em descentralização, este é o terceiro ponto. Jairo Jorge propõe a diminuição das estruturas do estado de 17 para 10, cada uma com no máximo 3 níveis hierárquicos.
Quarto, Jairo quer fazer o servidor público parceiro da administração gaúcha, e não pintar toda essa importante categoria como a responsável pela ruína do estado, como alguns fazem.
Finalizo no quinto ponto. Jairo Jorge está profundamente comprometido com o Rio Grande do Sul. Ninguém visita os 497 municípios do estado (e planta uma árvore em cada um deles) se não estiver motivado para governar todos os gaúchos. Não é de Nova York, São Paulo ou de dentro do Palácio Piratini que vamos recuperar o estado. É indo pra rua e olhando no olho de cada gaúcho que quer e precisa de um lugar melhor para viver. E é isso que Jairo Jorge mostrou que vai fazer. JJ2018!

5 comentários:

  1. Pelo amor de Deus Pai!!!!
    O quarto e quinto pontos das razões para votar no petralhão, dá vontade de vomitar.
    Piedade!

    ResponderExcluir
  2. Como biólogo o Felipe é um grande sofista!
    Canoas é um município pujante, cheio de indústrias, onde o IPTU é baixo, ao contrário de P.Alegre, onde é, pareçe, uma questão de vida ou de morte. Canoas não teve prefeitos do quilate dos governadores Olívio e Tarso que conseguiram liquidar com tudo o que os outros conseguiram, mesmo que não tenha sido lá estas coisas!

    ResponderExcluir
  3. Jairo Jorge é mais do mesmo em termos de politicas esquerdistas. O mais simples dos nossos cidadãos sabe que sem responsabilidade fiscal não há salvação. O carinha acima nada mais é do que um bobo funcionário publico que está nem ai pro cidadão, o que ele quer mesmo é mais impostos para ser trasferido à corporação dos funcionários público.
    O nosso estado só tem um caminho, manter o gringo no governo; com mais 4 anos ele conserta o estado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meus Deus...de onde vem o dinheiro que o Sartori paga para comentaristas...olha o que o cara tá falando.

      Excluir