quinta-feira, 23 de maio de 2019

Sondagem industrial da CNI sugere atividade fraca no começo do segundo trimestre e expectativas contidas


O desempenho da produção da indústria permaneceu praticamente estável em abril, na comparação com março, segundo o resultado da Sondagem Industrial, divulgado ontem pela CNI. Além disso, as expectativas continuaram recuando, conforme observado nas últimas divulgações, corroborando o cenário de atividade em baixa.
O indicador de produção atingiu 49,6 pontos em abril – ligeiramente abaixo do nível neutro (50 pontos) –, enquanto no mercado de trabalho houve redução dos postos – o indicador de emprego registrou 48,8 pontos. Já a utilização da capacidade instalada da indústria permaneceu inalterada (em 66%), indicando bastante ociosidade.
A falta de dinamismo é corroborada também pela evolução de estoques, que permaneceram acima do planejado no mês passado, enquanto a intenção de investimento recuou. Assim, as expectativas para maio, embora ainda otimistas (por estarem acima do nível neutro), desaceleraram pelo terceiro mês consecutivo – com destaque para a redução do otimismo para demanda e compras de matéria-prima.
Essa leitura, em linha com dados de outras sondagens, confirma nossa percepção de atividade industrial em ritmo bastante moderado no curto prazo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário