quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

Paulo Pimenta divulga Carta Aberta à RBS

ARTA ABERTA À RBS
Desde que o desejo da maioria do povo brasileiro foi vitorioso nas eleições presidenciais, de 2014, e frustrou os interesses dos grandes grupos de comunicação do país, com a reeleição da Presidenta Dilma Rousseff do PT, o Brasil vive um clima de hostilidade, de extremismo e de inúmeros ataques, por parte daqueles que até hoje estão inconformados com a derrota nas urnas contra agentes políticos e, especialmente, membros do Partido dos Trabalhadores. Infelizmente, essa onda de ódio é, em grande parte, promovida e alimentada pela imprensa brasileira.
Foi o que puderam constatar os milhões de gaúchos e gaúchas ouvintes da Rádio Atlântida FM, do Grupo RBS, nessa semana. Indignados, muitos me procuraram para que fossem tomadas providências e o caso fosse denunciado.
Em um dos programas de maior audiência dessa rádio do Grupo RBS, o locutor do "Pretinho Básico" incita os ouvintes a "cuspirem" na cara do ex-Presidente Lula. Entre as inconformidades do locutor estão, segundo ele mesmo, a possibilidade de que [eles, o povo] "vão votar no PT de novo" e o teor das últimas declarações do ex-presidente. "Ninguém cospe no Lula, velho? Que troço desesperador, isso é desesperador. Ninguém dá uma cuspida no Lula, um sujeito desses é digno de uma cusparada". A incitação ao crime, cometido pelo locutor, está prevista no Código Penal.
Qual seria a reação da mídia se agentes políticos passassem a defender agressões a jornalistas em razão da manipulação diária promovida pelos meios de comunicação no país, da seletividade de sua cobertura ou da diferença de posições políticas? Certamente, denunciaria um ataque à liberdade de expressão. E por que razão, então, consente com a incitação de ataques de seus profissionais a políticos? Pretende, ao fim, que alguns atores políticos sejam espancados ou retirados à força da cena política como na época da ditadura?
Crimes ao microfone, como o cometido por esse locutor, respaldam, posteriormente, atitudes de violência na rua. Quem defende a doutrina do ódio contribui para a naturalização e o agravamento da violência praticada em nosso país. Ao permitir que tais palavras sejam proferidas em um de seus programas de rádio, o Grupo RBS fomenta a ideia de que vivemos em uma sociedade que valoriza a violência, a opressão e a vingança. Precisamos rejeitar esse pensamento.
Vivemos em um Estado de Direito, onde a liberdade de expressão de cada indivíduo é tão importante quanto a certeza de que a dignidade da pessoa humana será protegida. Negar isso é recusar que somos todos iguais, afastando outro preceito fundamental do Estado de Direito.
Esse discurso busca, na verdade, criminalizar a política e os agentes políticos, bem com, mais especificadamente, estigmatizar e discriminar não somente o ex-presidente Lula, seu partido e seus correligionários, mas todos brasileiros e brasileiras que, de alguma forma, estimam Lula e que têm ele e seu legado político como símbolos da tolerância, promoção da igualdade e da justiça social.
O discurso de ódio leva a sociedade para um único fim. Foi o que vimos na Segunda Guerra Mundial, originada, em grande parte, da incitação ao ódio a grupos específicos de pessoas, num discurso promovido pelo casamento entre líderes políticos intolerantes e os meios de comunicação.
Desde então a comunidade internacional e o sistema internacional de direitos humanos protegem a liberdade de expressão na mesma medida em que repudiam o discurso de ódio. Portanto, em episódios como esse da RBS, é inútil se esconder atrás da liberdade de expressão e invocá-la para justificar o cometimento de um crime.
A humanidade de forma geral tem um alto grau de condenabilidade do discurso de ódio. Chegamos aqui após sofrer suas piores consequências. Por isso, em nosso país, vivemos para a defesa da pluralidade e para construção de uma sociedade que promova a paz.
O que nos perguntamos, agora, é se:
Essa é a opinião da RBS?
A RBS concorda com incitação ao crime?
A RBS concorda e defende que o ex-Presidente Lula seja agredido?
A RBS aceita ser corresponsabilizada por qualquer agressão ao ex-Presidente Lula?
A RBS considera que o papel da imprensa é incitar ao crime e promover o discurso de ódio?
A RBS pretende tomar alguma providência frente a esse episódio de incitação ao crime?

À parte as diferenças ideológicas entre o Partido dos Trabalhadores e a defendida pelos grandes grupos de comunicação, entendemos que não é no campo da violência que as disputas entre o campo político e o midiático, ou entre modelos políticos para o país, serão resolvidas."

15 comentários:

  1. Polibio. As diferenças existem para que possamos discuti-las. Preto ou branco, colorados ou gremistas, de direita ou de esquerda. Discordar e repudiar a corrupção e os crimes cometidos por políticos é mais do que um direito; é um ato de cidadania. Mas quando deixamos nossas diferenças se transmutarem em ódio, seja ele na formaverbal ou física, perdemos a razão e demonstramos a falta de argumentos. Discordando ideologicamente ou partidariamente do Dep. Paulo Pimenta, sinto-me apequenado na razão de suas palavras. Estamos nos transformando numa sociedade de ódios irrscionais?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não há ofensa tanto no strictu sensu quanto no sentido figurado. Uma cusparada não lesa ninguém e tampouco é capaz de criar trauma de qualquer monta. Trata-se de linguagem figurada, tão comum no dia-a-dia, principalmente em meios de comunicação informal como o rádio. Paulo Pimenta cria caso, mas não tem um caso.

      Excluir
  2. Deputado Comunista Paulo Pimenta, em relação a incitação clara de violência feita por Sibá, o Sr. tem a mesma opinião?

    ResponderExcluir
  3. Cuspir em alguém é crime de natureza privada (Injúria Real), uma das modalidades de crimes contra a honra! Por ser de natureza privada, a vítima precisa se sentir injuriada e raramente isso acontece no caso de uma cusparada! No caso em comento, não acho que a potencial "vítima" seja honrada a ponto do crime de injúria real ficar caracterizado!!!

    ResponderExcluir
  4. O partido que mais prega o ódio e a divisão no pais falando em incitação à violência, este deputado está de brincadeira. Por que então ele não explica o caso da lista dos alunos e professores judeus da UFSM?

    ResponderExcluir
  5. Deputado comunista petralha, Paulo Pimenta:

    O que você tem a dizer sobre os comentários odiosos de Marilena Chauí?
    Do presidente boquirroto da CUT, que disse em ir para trincheiras com armas nas mãos?
    Do babaca do Mauro Iasi, que num evento público afirmou que quem é da classe média merece ser assassinado com fuzil e ir pra cova rasa?
    De Sibá Pomba Gira Machado, ameaçando "ir pro pau" contra manifestantes e enviou sim agressores ao acampamento deles em frente ao Congresso???
    Vocês são uns sem vergonha, usam de dupla moralidade. A hora de vocês chegou, paciência tem limites. Em tempo: parabéns, vocês conseguiram falir a Petrobrás!!! Além de arrogantes, são "ótimos gestores" de banheiro de rodoviária.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Melhor resposta, parabéns!

      Quem é "famiglia" podem tudo, os outros são reacionários e golpistas...

      Excluir
  6. Deputadosinho de merda, tem mais é que levar mijo , ovo podre, catarro na cara e nunca mais poder sair em lugares públicos. O teu grupo de assaltantes matou, sequestrou, destruiu, alijou, escangalhou enfim fez tudo errado com a esperança de milhões de brasileiros e agora tu , seu merdinha da Santa Maria, vem com essa conversinha mole se fazendo de leitão vesgo? A tua sigla quadrilheira apelidada de partido ainda será proibida de divulgar, confeccionar, distribuir ou usar em camisetas o símbolo do mal, a maldita estrela da morte, tal qual a suástica foi proibida na Alemanha.Deveria levar uma tunda de cinta só por defender o cachaceiro.

    ResponderExcluir
  7. Defendo o fuzilamento do lula, e de toda a esquerda nacional. Cuspir na cara é pouco. Esses parasitas acabaram com o Brasil LADRÕES.

    ResponderExcluir
  8. Petista não deve levar cuspe na cara....Deve levar é bala no meio da testa. Cambada de ladrões safados, vampiros do povo, escória criminosa. Só matando mesmo.

    ResponderExcluir
  9. Petista não deve levar cuspe na cara....Deve levar é bala no meio da testa. Cambada de ladrões safados, vampiros do povo, escória criminosa. Só matando mesmo.

    ResponderExcluir
  10. Bala neles e se não der, vamos de cuspe mesmo na "cumpanheirada"!

    ResponderExcluir