quarta-feira, 13 de julho de 2016

Artigo, Marcelo Aiquel - A Operação "Vaca Louca"

              Depois de ter sugado todas as reservas das tetas da República brasileira, dilapidando o país, e deixando um prejuízo maior que o causado pelo roubo do nosso ouro pelos colonizadores portugueses, a guerrilheira bolivariana e seus asseclas festejam o resultado de uma “vaquinha” organizada para bancar as viagens da defenestrada ex-presidente pelos quatro cantos do mundo.
                É a tal “vaquinha” para pagar as viagens?
                Que é tão hilária e debochada quanto foi à outra “vaquinha”, criada para ajudar o pobre e coitadinho do Zé Dirceu a quitar uma multa que a Justiça lhe impôs. Naquela coleta, em que alguns ridículos artistas nacionais sacaram até dinheiro do bolso para, após, descobrirem que o ZD havia faturado muitos milhões, mesmo estando preso, por obra das “consultorias” mágicas que fazia. (pois é, e só depois descobriram? Evidente, até porque o bom petista NUNCA sabe de nada...)
                Não é que agora, novamente “choveu dinheiro” na conta aberta para ajudar à guerrilheira?
                E, pelo volume noticiado (apenas no “oficial”, sem caixa dois. Ou será que não vai ter? Afinal isto é tão típico no comportamento do PT...) vê-se que não foi o povo empobrecido pelo governo demoníaco dos bolivarianos quem colaborou.
                Isto é tão claro quanto a luz do sol! Eis que os empregos desapareceram e os professores e funcionários públicos comandados pelo PT, pelo PSOL, e pelo PC do B, pela CUT, e outros capachos esquerdistas, lotam as ruas a reclamar por melhores salários, pois mal ganham para sua própria sobrevivência.
                Então, me causa profunda estranheza que algum destes ativistas – que dizem não ter dinheiro sequer para o seu dia a dia – vá esvaziar sua já ressequida carteira para doar um só centavo para a Dilma esbanjar em jatos superpotentes e pedalar sorridente por aí.
                Como a lógica é similar a uma ciência exata, especialmente quando separa a verdade da falácia, apresento aqui uma ótima premissa para começarmos a esclarecer a realidade desta “vaquinha”:

(i) SE a esmagadora maioria do povo brasileiro considerava o governo da ANTA como ruim ou péssimo (os institutos de pesquisa que diziam isto foram os mesmos que declararam que o Lula teria quase 80% de aprovação);
(ii) SE o índice de desemprego alcançou níveis altíssimos (equivalente aos 12 milhões de desempregados);
(iii) SE os partidos de esquerda levaram às ruas milhares (sempre segundo seus cálculos) de indignados com os salários, clamando por reajustes; cabe uma pergunta simples e objetiva:

                               DE ONDE SAÍRAM os quase 800.000 reais anunciados?

                É muita grana para se juntar através de contribuições voluntárias de quem, EM TESE, não tem nem o que comer...
                Hum, que cheiro de dinheiro sujo tem aí! Que pode ser sobra do petrolão, do caixa 2 do PT, dos desvios do BNDES...
                Mas, vou estender ainda mais a premissa original, com relação ao universo eleitoral que “votou” na Dilma (pelo menos foi o que “disse” a urna eletrônica):

a) SE a chapa DILMA/TEMER recebeu 54.500.000 votos (Fonte: TSE);
b) SE 30% dos seus eleitores haviam saído da miséria absoluta para um nível de pobreza razoável (Fonte: diversas declarações do Lula);
c) SE outros 30% do total eram eleitores do PMDB (se não eram, qual a razão da aliança feita?);
d) SE 5% votaram na chapa porque tinham rejeições ao PSDB (números plausíveis se comparados a outras eleições recentes);

ENTÃO RESTARAM 35% de eleitores petistas, que equivalem a um total de 19.000.000 de pessoas.

                SE TODOS estes eleitores exclusivos do PT e da Dilma tivessem colaborado nesta “vaquinha”, cada um teria que ter contribuído com R$ 00,04 (quatro centavos). 00,04 x 19.000.000 = R$ 760.000,00
                Partindo do princípio que uma família média tem 4 (quatro) eleitores, o gasto familiar para a “vaquinha” seria de R$ 0,16. Ou o equivalente à despesa diária na compra do pãozinho para cada membro desta família.
                Querem me fazer crer que 5 (cinco) milhões de famílias ficaram sem comer o pão do dia para ajudar a DILMA a viajar?
                E eu nem incluí nesta conta os descontentes (78%, SEGUNDO AS PESQUISAS).
                Ora, que os responsáveis pela coleta voluntária demonstrem publicamente (não gostam de falar em transparência?) que a tal conta da “vaquinha” recebeu milhões de depósitos de QUATRO CENTAVOS. Ou então de DEZESSEIS CENTAVOS.
                Tá bom, contem outra que esta não deu para acreditar.
                Eu nunca fui bom em matemática, mas o óbvio é óbvio.
                E ainda somos obrigados a ler que os “promotores” da tal vaquinha, felizes, esperam dobrar a meta. Só pode ser piada.
                Sugiro à Receita Federal, dotada de tecnologia avançadíssima, que faça uma auditoria, passe um pente fino nesta conta.
                E depois, entregue o resultado da auditagem ao Juiz Sérgio Moro, que o Brasil vai assistir a “Operação Vaca Louca”...


                Marcelo Aiquel – advogado (12/0

Nenhum comentário:

Postar um comentário