sexta-feira, 9 de junho de 2017

Nova safra

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) divulgou ontem a nona estimativa para a safra de grãos de 2016/17, que está em período de colheita no País. A área plantada recorde alcançará 60,5 milhões de hectares, o que representa expansão de 3,7% ante a safra passada, e a produção total de grãos deve atingir o nível histórico mais elevado de 234,3 milhões de toneladas, avançando 25,6% em relação à safra anterior. 

Pelo sexto mês consecutivo, a Conab revisou suas estimativas: na comparação com o mês passado, a produção total foi revisada para cima em 2,3 milhões de toneladas, com destaque para 910 mil e 1 milhão de toneladas a mais de soja e milho, nessa ordem. Assim, as duas maiores safras, de milho e soja, chegarão aos níveis recordes de 93,8 e 113,9 milhões de toneladas, subindo 41,0% e 19,4% ante a safra passada, respectivamente. Revisões positivas também foram divulgadas para a produção de feijão (1,9%) e arroz (1,4%), em relação ao esperado no levantamento anterior. Somado a isso, para a 2ª safra de milho, que começará a ser colhida a partir de junho, a estimativa de produção foi ajustada para cima em 1,3% ante o mês passado, atingindo 63,5 milhões de toneladas (o que representa expansão de 55,8% na comparação com o ano passado). Dessa forma, a confirmação do forte crescimento da oferta nacional de grãos seguirá favorecendo a queda dos preços domésticos, aliviando os custos nos segmentos de carnes e de leites e derivados e os preços de alimentos ao consumidor, além de impulsionar a renda agrícola nas regiões produtoras de grãos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário