terça-feira, 29 de outubro de 2019

Brincadeiras orientam crianças em Porto Alegre sobre riscos do AVC

Campanha direcionada aos pequenos busca ensinar quais são os sinais da doença

      A luta de quatro heróis contra um vilão: com essa história lúdica e universal, mais de cem crianças em uma escola no extremo Sul de Porto Alegre aprenderam sobre o Acidente Vascular Cerebral (AVC). Riscos, sinais de manifestação da doença e como acionar o socorro foram abordados durante a atividade. A capital gaúcha é a primeira cidade do Brasil a implantar o programa internacional da iniciativa Angels, da Boehringer Ingelheim e endossado pela World Stroke Organization, que já existe em países como Canadá e Japão.

      A campanha “Salve o seu herói” apresenta quatro personagens (Simão, Bruno, Fiona e Tiago) e um vilão, o coágulo do AVC. Cada herói mostra os sinais do acidente no ser humano: a falta de controle no rosto, a perda de força nos braços e a dificuldade de articulação na fala. O quarto herói, Tiago, é o mais rápido para pedir socorro e salvar vidas.

      Nesta segunda-feira (28), a escola municipal Vereador Carlos Pessoa de Brum, do bairro Restinga, recebeu voluntários do projeto – que explicaram sobre os cuidados e a prevenção do AVC. As professoras da rede pública também participaram da formação, que terá prosseguimento em mais quatro escolas. A ação é organizada pelos hospitais Moinhos de Vento e Clínicas, além da Rede Brasil AVC e da Prefeitura de Porto Alegre.

      Conhecimento que salva vidas
      Chefe do Serviço de Neurologia do Hospital Moinhos de Vento e presidente da Rede AVC Brasil, Sheila Martins destaca que as crianças muitas vezes são a única companhia de pessoas idosas, que mais têm risco de ter AVC. “Essa capacitação é destinada para que crianças de quatro a oito anos possam reconhecer os sinais do acidente e chamar socorro, aumentando as chances do paciente chegar mais rápido no hospital e obter o tratamento.”

      Entre as crianças no ginásio da escola, a professora de Educação Física Adriana Soares relatou que a experiência foi proveitosa, pois a linguagem da campanha e dos heróis é simples e direta. “O tema do AVC é complexo, mas as crianças entenderam bem a mensagem”, avaliou.

      Atualmente, 100% das equipes do SAMU estão treinadas para esse atendimento. Porto Alegre, que está iniciando um programa na atenção básica para prevenção, foi indicada recentemente pela World Stroke Organization como referência para países em desenvolvimento por sua atuação.
     

Nenhum comentário:

Postar um comentário