sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

Artigo, Luís Milman - A RBS vai atrás de FHC, mas por que nunca abriu o bico sobre a ex-amante de Olívio Dutra e seus filhos do Uruguai ?

O rebaixamento moral da RBS só é comparável à sua subserviência ao petismo. O recente noticiário sobre a relação extraconjugal do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso com a jornalista Miriam Dutra, que Zero Hora repercute na sua edição desta sexta-feira, dia 19 é prova disto. Miriam Dutra, é verdade, requentou uma notícia, em entrevista à Folha de São Paulo, que já fora, há anos, amplamente divulgada: a de que ela manteve um romance com FHC, do qual resultou um filho. E que recebia pagamentos mensais do ex-presidente como se fosse funcionária de uma rede de lojas, sem que isto jamais tenha ocorrido. 

Até aí, tudo certo, Miriam Dutra resolveu abrir a boca sobre o caso e o jornal paulista foi até ela e publicou a entrevista. Afinal FHC é um homem público e deve satisfações de todos os detalhes de sua vida que possam indicar traços de seu caráter.

Mas, e o caso Olívio Dutra, o ex-governador do estado, que manteve um romance clandestino com a tupamara Ines Graciela Abelenda Buzo, refugiada em Porto Alegre no início dos anos 80, quando Olívio presidia o Sindicato dos Bancários. Para quem não sabe, não foi uma aventurazinha inconsequente. Olívio fez dois filhos em Ines, que hoje vivem com a mãe em Montevideu. E, para piorar, os manteve escondidos, sequer reconhecendo a paternidade de ambos, por mais de trinta anos. O caso só veio à tona porque foi descoberto pelo jornalista Vitor Vieira, do site Videversus, que o revelou em novembro do ano passado, às vésperas das eleições nas quais Olívio foi candidato à senador.

Zero Hora, que agora publica a matéria sobre FHC, por acaso, noticiou uma linha sobre o caso de Olívio Dutra e a tupamara Ines Graciela? Noticiou algo sobre como os dois filhos que ambos tiveram permaneciam clandestinos depois de tantos anos? Como foram sustentados? Procurou entrevistar Ines Graciela ou Olívio Dutra sobre as razões pelas quais Olívio não reconheceu a paternidade dos filhos até hoje? Não, nada disso. O jornal silenciou e silencia completamente, conivente e acobertador de uma conduta que atesta ausência de dignidade e caráter de uma figura pública que já foi governador do Rio Grande. E que, pasmem, gosta de posar de moralista, com aquele bigodão à moda Stálin. Dia destes, um jornalista conhecido, que escreve uma coluna semanal em Zero Hora, afirmou até mesmo que Olívio Dutra era austero. Quem quiser que aceite este servilismo cínico com relação aos petistas, mesmo quando todos nas redações de Porto Alegre sabem – embora escondam- que Olívio Dutra exemplifica aquilo que um homem apresenta de mais abjeto com relação a uma mulher: não reconhecer os filhos que teve com ela. Isto Fernando Henrique Cardoso não fez

6 comentários:

  1. Como disse o Luiz Coronel, no Pampa Debates de ontem: uma vez se respeitavam as braguilhas na política.

    ResponderExcluir
  2. Como disse o Luiz Coronel, no Pampa Debates de ontem: uma vez se respeitavam as braguilhas na política.

    ResponderExcluir
  3. Na minha opinião, só interessa ao público de fato e,merece investigação,quando vida pessoal e pública se misturam, seja em relação a um político deste ou daquele partido. Lula,que hoje se sabe bem quem é,perdeu uma eleição porque era o "único brasileiro que tinha amante", então,seja FHC,LULA,OLÍVIO ou o Políbio, vida pessoal só interessa quando mistura o público com o privado.

    ResponderExcluir
  4. Abjeção por abjeção, e José Antonio Pinheiro Machado, pai de gêmeas que nunca reconheceu? Nossa "justiça" determinou que não deveria fazer teste de paternidade, pois ninguém precisa produzir provas contra si mesmo. Mas e as meninas? Ficam sem pai e está tudo ok? O fato foi até questão de prova no Direito da UniRitter, citando o exemplo dele. Vamos ver se o protecionismo dos jornalistas não deixa de publicar...

    ResponderExcluir
  5. Que pessoa idiota escreve neste Blog. O problema não ter amante o anta, o problema é não declarar pagamentos no exterior e camuflá-los como salário. E de onde FHC tira dinheiro para fazer tais pagamentos.

    ResponderExcluir