quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

"Aliado", PDT joga seus sete deputados contra o governo que "apoia" no RS

O barrigudo Carlos Lupi, de barba na foto, conduz o PDT gaúcho para o extermínio.


A extinção da Corag foi aprovada esta madrugada por 28 votos contra 24. A bancada "aliada" do PDT, 7 deputados, votou maciçamente contra o governo Sartori. PMDB, PP e PSB são as Partidos mais legais ao Piratini. Com este tipo de aliado, o governo não pode nem sonhar com alterações constitucionais para privatizar CEEE, Sulgás e CRM, mas deverá forçar votação para que a população saiba quem é quem no jogo do atraso.

As votações que ocorrerão a partir das 14h na Assembléia do RS, prometem ser tão dramáticas quanto foram as votações dos últimos três dias, tudo por conta da deslealdade do PDT, o Partido da base aliada que mais trai o governo do qual faz parte no RS.

O PDT tem sete deputados. Na votação do caso da Corag, todos os sete alinharam-se com o PT.

A maioria, cinco deputados, transformou-se de novo em satélite do PT, fazendo o que manda o líder Fernando Mainardi. Nos casos de pouca importância, o quociente é um pouco maior a favor do governo do qual fazem parte os trabalhistas.

O caso exemplar da traição do PDT foi a última votação, a que determinou o fim da Corag, esta madrugada, porque toda a bancada votou contra o governo Sartori.

O governo conseguiu vencer por apenas três votos de diferença e isto porque o PTB, que apresenta-se como independeente, concedeu 3 dos seus 4 votos. A base também contou com os votos do PR, PRB e PV, além dos votos totais das bancadas do PMDB (8), do PP (6) e do PSB (3), que são as três bancadas mais leais da base aliada.

CLIQUE AQUI para saber como votou cada deputado no caso da Corag. A lista foi solicitada pelo editor ao serviço de imprensa da Assembléia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário