sábado, 1 de julho de 2017

Artigo, MerceloAiquel - Macacos me mordam

Artigo, MerceloAiquel - Macacos me mordam
           MACACOS ME MORDAM! Rosnava o personagem Popeye nos desenhos animados do século passado. A TV era do tipo preto e branco (sem emissão colorida), mas o “bordão” pegou e é utilizado até hoje sempre que alguém quer demonstrar surpresa – ou grande estranheza – com relação a algum fato curioso.
         MACACOS ME MORDAM! Digo eu – entre pasmo, indignado e incrédulo – após escutar as ridículas justificativas dos novos acusados das delações do conhecido gangster goiano Joesley Batista.
         Pois é. Quando, recentemente, o bandido bilionário delatou o presidente da república, um bando de mortadelas parou tudo para fazer um carnaval fora de época. Ensandecidos, festejaram feito doidos enlouquecidos o que seria o fim dos “golpistas”. Tudo com base numa gravação pra lá de questionável, como prova judicial.
         Pois ontem, sexta-feira, o mesmo gangster goiano mirou suas baterias na direção de Lula da Silva, Dilma Rousseff e do eterno e fiel “companheiro” Guido Mantega, contando que pagou mais de 300 milhões de reais às campanhas eleitorais da turma petista.
         E, MACACOS ME MORDAM, o mesmo bando de mortadelas reagiu furiosamente para desacreditar as declarações do bandido bilionário.
         Então tá combinado. Quando a “M” for atirada contra os outros, tudo bem. Mas, quando os nossos são o alvo, tudo não passará de mentira!  
         É simplesmente inacreditável tamanha desfaçatez.
         Ouso afirmar que uma pessoa que age assim, não tem um “pingo” de caráter.
         Não tem mesmo, sendo que jamais poderá ser adjetivado de mau caráter! Pela simples razão que, para ser mau caráter – ANTES – o sujeito precisa ter um mínimo de caráter.

         E, data vênia, esta gente não tem.

Um comentário: