quarta-feira, 31 de agosto de 2022

Artigo, Renato Sant'Ana - Armadilha doce e realidade amarga

Entre uma verdade amarga e uma mentira doce, o que é que os patetas preferem? A resposta interessa aos enganadores da política, o que inclui candidatos e marqueteiros que vivem da patetice dos outros.

É de se ver o ilusionismo do Lula. Disse que o povo tem de voltar a comer picanha e tomar cerveja. Tudo para plantar a ideia de que ele é o pai da abundância - uma doce mentira. Ele finge não saber - ou talvez não saiba mesmo - que, para ter renda e comprar picanha e cerveja, "o povo" necessita de emprego, o que não existe sem crescimento econômico. E está visto que o crescimento econômico é incompatível com o socialismo que Lula, declaradamente, quer impor ao Brasil.

Foi assim a sua entrevista ao Jornal Nacional, favorecido por William Bonner e Renata Vasconcellos, os entrevistadores, que, se fossem sérios, questionariam a inconsistência de um discurso vazio de ideias, quando Lula deu várias pistas de que pretende fazer com o Brasil o mesmo que o chavismo fez com a Venezuela, e o peronismo com a Argentina, dois países que passaram de ricos a miseráveis por efeito da mesma ideologia.

Mas o intuito da Globo é desinformar o brasileiro médio, que tem pouca memória e tende a acreditar nas doces mentiras de qualquer falastrão. Quantas armadilhas a Globo ainda reserva para este período eleitoral?

 

Renato Sant'Ana é Advogado e Psicólogo.

E-mail: sentinela.rs@outlook.com


Nenhum comentário:

Postar um comentário