quinta-feira, 27 de abril de 2017

Contra a corrupção dos aliados não houve greve

By Michel Siekierski

Não houve paralisação contra o maior esquema de corrupção da história;
Não houve paralisação contra o apoio e financiamento de ditaduras pelo mundo todo;
Não houve paralisação contra o partido que nos jogou em nossa mais profunda recessão;
Não houve paralisação contra a fraude fiscal;
Não houve paralisação pelos 12 milhões de desempregados;
Não houve paralisação por quase metade dos trabalhadores, que estão em situação informal graças aos "direitos" que uma casta de privilegiados tenta preservar;
Não houve paralisação contra uma eleição financiada por negociatas entre o rei e os empresários amigos do rei;
Não houve paralisação contra a apuração secreta dos votos;
Não houve paralisação contra a compra do Poder Legislativo;
Não houve paralisação contra o aparelhamento do Estado;
Não houve paralisação contra as indicações mais do que suspeitas para a suprema corte;
Não houve paralisação contra a criação da Guarda Nacional;
Não houve paralisação por haverem feito um referendo e ignorado seu resultado;
Não houve paralisação contra o projeto totalitário de poder;
Não houve paralisação pela prisão dos responsáveis pela situação em que nos encontramos nem, muito menos, do chefe da quadrilha que idealizou tudo.
Isso é tudo que você precisa saber sobre essas pessoas que agora se dizem muito preocupadas com "retrocessos".


Nenhum comentário:

Postar um comentário