terça-feira, 10 de julho de 2018

Canoas recebeu. hoje, nova edição das Jornadas Brasileiras de Relações do Trabalho


         Em mais uma edição das Jornadas Brasileiras de Relações do Trabalho, foi a vez da cidade de Canoas conhecer melhor as mudanças e melhorias da Lei 13.467/2017, publicada em 13/07/2017, que altera diversos pontos da Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT).
            O deputado Ronaldo Nogueira, Presidente da comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público da Câmara, Federal, abriu o ciclo de palestras abordando o antes e o depois da nova lei trabalhista. “No dia 22 de dezembro de 2016, todas as centrais sindicais estavam no Palácio do Planalto para celebrarem um consenso. E eu notei que nós precisávamos avançar e quebrar paradigmas. Não tem como um pensar em crescer, pensando na desgraça do outro. O sucesso de um está atrelado ao sucesso do outro”, argumentou Ronaldo Nogueira, idealizador da lei.
      Lembrando que há mais de 30 anos já se falava em flexibilização do Trabalho, o Desembargador Bento Herculano Duarte Neto, vice-presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região (TRT-RN), afirmou que a lei trabalhista foi, inicialmente, feita para poucos e no Brasil, nós tivemos uma demora enorme para mudar as leis trabalhistas.  Lembrou que governos anteriores fizeram mudanças, mas nenhum alterou as leis trabalhistas. “A nova lei faz uma espécie de atualização do que existia. Mas nenhum juiz pode se achar o legislador”, exemplificou o desembargador.
      Encerrando as palestras, o ministro do Superior do Trabalho (TST), Aloysio Correa da Veiga, afirmou que é preciso que a sociedade tenha os princípios da valorização do trabalho. “Nós temos duzentos e sete milhões de almas no Brasil. E elas precisam de valorização e precisam ser valorizadas. A Reforma trabalhista veio por essa necessidade trazer, ao mundo formal, milhões que estão sem proteção”, enfatizou o ministro Aloysio Correa.
A próxima edição das Jornadas Brasileiras de Relações do Trabalho acontece amanhã (11), na cidade de Pelotas, ao meio dia, no M. Tower, na Rua Félix da Cunha, 213. Mais informações no site www.ibecnet.com.br.

Um comentário:

  1. Políbio:
    Por incrível que pareça, o jornal ZERO HORA de hoje (10/07/2018), não colocou a data em sua capa.
    Decadência total......

    ResponderExcluir