quarta-feira, 21 de setembro de 2022

Mourão participa de Seminário Brasil-Peru em Lima

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, participou, nesta terça-feira, do seminário “Potencial do Comércio Bilateral de Alimentos entre Brasil e Peru", na Embaixada do Brasil em Lima. Em seu discurso a empresários brasileiros e peruanos, o vice-presidente destacou a corrente de comércio bilateral, que alcançou US$ 4,25 bilhões em 2021, um crescimento de 78% em relação ao ano anterior. 

Mourão é candidato ao Senado pelo RS. Ontem a noite, de Lima, participou de live com o deputado Onyx Lorenzoni, candidato ao Piratini.

A seguir, material da Agência Brasil de hoje:

"Os dados disponíveis para 2022 confirmam a tendência de incremento desse intercâmbio. Entre janeiro e agosto deste ano, a corrente comercial alcançou US$ 3,3 bilhões, o que representa um incremento de 21% na comparação com o mesmo período do ano passado. Ou seja, caminhamos para um novo recorde em 2022", afirmou. Mesmo assim, Mourão destacou que, no setor agropecuário, o potencial de crescimento do fluxo comercial ainda é bastante promissor. 


"A produção agroalimentícia é parte dessa expansão, mas há setores que ainda seguem abaixo de seu potencial, como o caso do segmento de proteína animal. O Peru é o 22º importador de carne de frango do Brasil e as importações de carne bovina e suína seguem pouco expressivas. Esse resultado não reflete o potencial de um país vizinho com mais de 30 milhões de habitantes e com o qual mantemos um fluxo comercial dinâmico", observou. 


Mourão também visitou hoje a ExpoAlimentária, a maior feira de alimentos e bebidas da América Latina, com 560 expositores. O Pavilhão Brasil conta com a participação de 13 empresas expositoras, além de outras pequenas e médias que integram o "Espaço da Bioeconomia", onde serão apresentados produtos da biodiversidade brasileira, com destaque a empreendimentos da agricultura familiar.  


O vice-presidente está desde sábado (17) no Peru, onde cumpre agenda oficial. Ontem (19), ele se reuniu com a vice-presidente do país andino, Dina Boluarte, que está exercendo a presidência interina do país enquanto o titular, Pedro Castillo, participa da 77ª Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), em Nova York (EUA). 


De acordo com a legislação, candidatos não podem assumir o posto de presidente da República nos seis meses anteriores ao pleito. Primeiro na linha sucessória, Hamilton Mourão disputa uma vaga no Senado, pelo Rio Grande do Sul. Por causa disso, ele viajou para fora do país para não precisar assumir à Presidência da República


Quem também está em viagem oficial é o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), que é o segundo na linha sucessória. Ele acompanha a comitiva do presidente Jair Bolsonaro na Assembleia da ONU, em Nova York. Lira disputa a reeleição ao cargo de deputado federal e também poderia ter a candidatura questionada se assumisse interinamente a Presidência, que no momento está sendo exercida pelo presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG).

Nenhum comentário:

Postar um comentário