quinta-feira, 31 de março de 2022

Entrevista de Bia Doria

Bia Doria, a primeira-dama paulista, diz que a desistência do marido de disputar a Presidência, anunciada na manhã desta quinta-feira (31), foi um "grande alívio, a proteção da minha família".

"Quero meu marido de volta em casa. Ele tem que voltar para casa, preciso dele íntegro para cuidar da família, dos filhos. Nosso patrimônio está se dilapidando, nossa família estava sendo ameaçada, o povo joga bomba, joga coisas na nossa casa. Não sei de onde vem essa raiva de quem trabalha. Nós estamos sendo ameaçados de vida."

Bia afirma que não participou da tomada de decisão que abalou o mundo político e pode mudar os rumos da eleição presidencial.

"Ele refletiu sozinho, estava muito magoado com tudo, uma coisa estranha. E então dialogou conosco", ela diz, mas depois afirma ter incentivado a desistência. "Falei para ele terminar o mandato e voltar para a família, voltar para nós, o desgaste é insano."

Ela não quer, inclusive, que o marido volte para a vida política depois do atual mandato de governador. "Não quero mais um futuro político. Se depender de mim e dos filhos, política nunca mais."

Essa desilusão com a política se estende a todo o panorama atual. "O que está aí não me representa", diz Bia, acrescentando que votará em branco para o resto da vida. "O problema são os políticos velhos, enraizados, os políticos antigos que não aceitam novas ideias, uma nova liderança."

A primeira-dama não quis citar nomes de adversários políticos do marido, mas se ressente da forma como o governo João Doria foi avaliado. "Cadê o reconhecimento do povo paulista? Ele lutou pelas vacinas para salvar vidas, e os mercenários queriam que ficasse aberto o comércio."

Sobre o atual quadro político e o apoio à eleição de Bolsonaro em 2018, Bia Doria diz que ela e o marido sabiam "desde o início que Bolsonaro era uma loucura". "Nós votamos no Bolsonaro achando que poderia haver uma mudança, mas nunca mais.



Taxa de desemprego fica em 11,2%

 A taxa de desocupação no país atingiu 11,2% no trimestre móvel de dezembro de 2021 a fevereiro deste ano. O índice é inferior aos observados no trimestre findo em novembro (11,6%) e no trimestre encerrado em fevereiro do ano passado (14,6%).


O dado, da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua), foi divulgado hoje (31) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).


A população desocupada também recuou e chegou a 12 milhões de pessoas no trimestre encerrado em fevereiro, 3,1% abaixo do trimestre anterior (encerrado em novembro), ou seja, 389 mil pessoas a menos. Na comparação com o mesmo trimestre do ano passado (encerrado em fevereiro de 2021), a queda foi de 19,5%, ou menos 2,9 milhões de pessoas.


A população ocupada (95,2 milhões) manteve-se estável em relação ao trimestre anterior, mas cresceu 9,1% na comparação com o mesmo trimestre do ano passado.

Governo Central registrou déficit primário de R$ 20,6 bilhões em fevereiro.

O resultado ficou abaixo do esperado (- R$ 16,2 bilhões). Essa divergência foi explicada principalmente, pelas despesas (que subiram 6,5% na comparação interanual, em termos reais): houve avanço dos gastos com abono salarial, despesas obrigatórias, incluindo despesa com o Auxílio Brasil, e despesas discricionárias, diante da base de comparação reduzida, já que o orçamento anual não havia sido aprovado em fevereiro de 2021, impedindo gastos maiores nessa rubrica no período. Do lado da receita líquida (alta de 14,8% ante mesmo período do ano passado, em termos reais), destaque para o recebimento de R$ 11 bilhões pela concessão de blocos de petróleo na segunda rodada de leilões da cessão onerosa, ocorrida em dezembro. Para o resultado do setor público consolidado do período, a ser divulgado em breve pelo Banco Central, também esperamos déficit primário, a despeito da contribuição positiva do resultado dos governos regionais.

Guilherme Baumhardt, Correio do Povo - Quem vai parar Alexandre de Moraes?

Há exageros, há excessos e, principalmente, há a ausência daquilo que deveria ser a marca da magistratura: o respeito à lei


Uma locomotiva sem freios, uma jamanta ladeira abaixo. Não parece haver limite para um dos ministros (uso a palavra por obrigação formal) do nosso Supremo Tribunal Federal. Alexandre de Moraes, pelas suas decisões recentes, em quase nada lembra um ministro. Não há moderação, não há ponderação, não há respeito aos limites de atuação de um integrante do STF - o inquérito aberto de ofício é o maior exemplo. Há exageros, há excessos e, principalmente, há a ausência daquilo que deveria ser a marca da magistratura: o respeito à lei.


É possível que eu já tenha expressado aqui o que estará nas próximas linhas (a culpa pela repetição não é minha, é do Alexandre): pelo deputado federal Daniel Silveira não nutro simpatia e não endosso algumas das bandeiras que ele defende. Mas ele foi eleito. E, especialmente no caso envolvendo a Suprema Corte, passo a ter uma admiração pela sua postura, por dizer o que precisa ser dito e por expor ao ridículo a decisão de submetê-lo a uma tornozeleira eletrônica. E o que ele disse?


Para um jornalismo que só enxerga radicalismo na direita e que é incapaz de escrever “extrema-esquerda”, para uma imprensa que morre de medo do “ditador Bolsonaro” – que só ela vislumbra – e que fecha os olhos para os arroubos do STF, Daniel deu uma aula (ou seria chinelada?): “Vocês fazem ideia do que está acontecendo? O ministro Alexandre de Moraes já desbordou todas as legalidades constitucionais e tem a mídia aplaudindo isso. Vocês não vão acordar, não? Vocês não estão vendo que é o único ministro que está fazendo um bando de atrocidades jurídicas, que qualquer aluno do primeiro período de Direito sabe que está errado? E vocês estão aplaudindo. Vocês sabem o que vai acontecer daqui dez anos se houver uma escalada por uma única pessoa da Corte?”.



Daniel Silveira tem imunidade parlamentar, o que dá a ele uma condição especial na hora de falar, de se manifestar. A lei confere isso aos deputados e senadores. Salvo alguma informação que não tenha vindo a público ainda, ele não fez absolutamente nada que justificasse prisão ou uso de tornozeleira. Daniel disse o que pensa, teceu críticas ao que faz o Supremo. Críticas duras, sim. Mas a vida não é um mar de rosas. Como o vitimismo barato tomou conta do país, não é preciso muito para que uma “crítica” seja transformada em “ataque”. E se é uma crítica a um dos poderes constituídos, mesmo que venha de um parlamentar, ela está a um passo de virar um “ataque à democracia”. Coisa de quem nunca assistiu a um debate no parlamento britânico ou viu o trabalho de uma comissão do Senado dos Estados Unidos. Não colocar Merthiolate em joelho ralado de moleque dá nisso. Criamos a geração "palavras machucam".



As decisões de Alexandre de Moraes contra o deputado, além de não encontrarem respaldo legal, escancaram um Supremo Tribunal Federal que é feroz na hora de amordaçar aqueles que lhe são críticos, mas é incapaz de punir gente com colarinho branco e longa ficha de serviços pouco republicanos prestados. Contra Renan Calheiros adormecem perdidos em gavetas do STF processos que poderiam resultar, quem sabe, na sua inelegibilidade. E Lula? Condenado em primeira, segunda e terceira instâncias (STJ), eu pergunto: quais foram os arautos que viram uma injustiça contra a alma mais honesta do Brasil?



Ministro das Suprema Corte podem muito, mas não podem tudo. Quem vai parar Alexandre de Moraes? A tarefa cabe ao Senado, mas por lá poucos se manifestam – uma das raras exceções é o gaúcho Lasier Martins, quase um cavaleiro solitário na tarefa de questionar os exageros do STF e de seus ministros.

quarta-feira, 30 de março de 2022

Senador Lasier Martins cobra imediato impeachment do ministro Alexandre de Moraes

 Em pronunciamento nesta quarta (30) no Senado, Lasier Martins (Podemos-RS) condenou duramente a ordem do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), para que o deputado federal Daniel Silveira (União-RJ) volte já a usar tornozeleira eletrônica. 


O senador defendeu a prerrogativa parlamentar de livre manifestação e cobrou do presidente do Congresso, senador Rodrigo Pacheco (PSD-MG), que dê tramitação ao pedido de impeachment de Moraes, protocolado ontem (29) no Senado pelo advogado Paulo César Rodrigues de Faria. “O Senado não pode mais se omitir e deve cumprir a sua missão constitucional. Não é possível deixar Alexandre de Moraes livre para continuar os seus despachos ilegais. Ele foi longe demais. Se cabe tornozeleiras para o deputado, deve caber algemas a quem descumpre a Constituição”, discursou.


Segundo Lasier, Silveira está sendo perseguido por Moraes e descumprindo o artigo 53 da Constituição, que fixa a inviolabilidade civil e penal de deputados e senadores, salvo em flagrante crime inafiançável. “O deputado não cometeu delito e sofre brutal violência do ministro, que segue atuando há três anos por meio do ilegal inquérito (Fake News)”, protestou.


O senador lembrou que, após seis meses encarcerado, Silveira prossegue numa prisão preventiva absurda e sujeito ao arbítrio do ministro para tudo, tornando-o preso física e verbalmente. “Ele não pode mais usar mídias sociais e nem emitir opinião. É um absurdo também ver um parlamentar ser impedido de viajar para outro lugar fora do trajeto de Brasília e Petrópolis”, sublinhou. 


Para o senador, o juiz atua em causa própria, pois foi xingado pelo deputado no uso de suas prerrogativas de parlamentar. “Agora Silveira vive um inferno sob a tirania do seu carrasco Alexandre de Moraes”, completou. Em razão disso, Lasier clama aos congressistas que defendam a inviolabilidade do deputado e a independência do Legislativo.


Na terça-feira, logo após a determinação de Moraes, o senador manifestou sua indignação com o juiz do STF. “Tornozeleira também é prisão! Alexandre de Moraes ultrapassa todos os limites da ilegalidade contra um deputado federal”, disse nas redes sociais.


Em seu despacho, Moraes mandou a polícia fazer “fixação imediata” do equipamento de monitorização no deputado, com ressalva para dependências da Câmara. Desde então, Silveira não saiu do Congresso, mantendo-se refugiado no Congresso.

Artigo, Claudia Wellner Pereira - Apatia é lugar de nascimento de ditadores, mentirosos e mártires

- A autora é tradutora e redatora, de Londres

Folheava despreocupadamente um best-seller da lista do New York Times. Um livro dirigido para inspirar meninas e jovens a ocuparem os seus lugares no mundo e a serem livres para fazerem as suas próprias escolhas. Foi quando me deparei com a história de Anna Politkovskaya.

Jornalista russa, nascida em Nova Iorque, filha de diplomatas de origem ucraniana. Que combinação! Tornou-se internacionalmente conhecida por cobrir a guerra da Chechênia e denunciar esquemas de corrupção e métodos de controle e desinformação. 

O seu compromisso com a verdade custou-lhe a própria vida. Mais de uma vez tentaram calar a sua voz. Tiveram sucesso em 2006: Anna foi encontrada morta no elevador do seu prédio. 

Êxito parcial dos cinco homens que foram responsabilizados pelo assassinato e do próprio mandante, que até hoje não é conhecido de forma pública e oficial. Anna foi materialmente calada, impedida de seguir enriquecendo o mundo com o seu talento e caráter. Impossível, no entanto, silenciar as suas palavras e ideias.

Você ainda acha que o mundo é grande? Que se há conflito em algum lugar, isso não terá impacto em outro, e que você pode ficar de fora, sentado em sua varanda admirando suas petúnias ridículas? 

O grito de Anna chacoalhou a humanidade no contexto da guerra da Chechênia. Um esforço sacrificial para remover pessoas e países da inércia nascida da indiferença e de um sistema estreito de tomadas de decisão movido por interesses e prazeres particulares.

A atualidade do grito chega a doer! Rússia e Ucrânia podem parecer geograficamente bem distantes, dependendo da latitude e longitude em que se está. Imagino o que Anna estaria fazendo agora, sendo tão geneticamente envolvida com o conflito. Talvez, estivesse gritando - como é possível que um indivíduo ou um pequeno grupo de indivíduos consiga controlar e conduzir uma massa muito maior de indivíduos rumo a catástrofes? E ainda dar a impressão ao mundo de que carrega a vontade de uma Nação?

Aqui detecto a minha própria apatia e passividade. A minha cumplicidade na morte de pessoas como Anna, Lincoln, Luther King, que ficaram sozinhos e expostos lutando pelo despertar da humanidade.

Anna poderia estar instigando um indivíduo ou um país específico a sair da varanda e a ocupar o seu lugar de governo, de poder de influência, capaz de promover verdade e justiça no mundo. Que não seja eu, que não seja você, que não seja o meu, o seu país, o alvo desse duro juízo.

 


A partir de hoje, agro ingressa no mundo da tecnologia 5G

O presidente da República, Jair Bolsonaro, participa nesta quarta-feira (30) da solenidade que marcará o ingresso do 5G no agronegócio brasileiro. O ato acontece na Fazenda Ipê Agroindustrial, localizada no município de Baixa Grande do Ribeiro (PI). A demonstração da tecnologia será feita numa máquina agrícola. O deputado federal Jerônimo Goergen (PP-RS) embarcou com a comitiva presidencial e participa deste momento histórico para o setor produtivo. “A conectividade integrada ao campo deve proporcionar uma nova revolução no modo de se produzir, reduzindo custos de produção e proporcionando ganhos de produtividade”, destacou o parlamentar.

A tecnologia 5G vai alçar as propriedades rurais a um novo patamar tecnológico, com a ampliação do acesso a serviços como máquinas autônomas, robótica, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Esta tecnologia deve turbinar a velocidade de transmissão e recepção de dados, superando em até 20 vezes a velocidade do 4G. O funcionamento das redes 5G ocorre por meio de ondas de rádio. E diferentemente das tecnologias das gerações anteriores, a cobertura alcançada por esse novo sistema é muito maior. “Sabemos que hoje muitas propriedades rurais sequer dispõem de sinal de telefonia celular. Então será preciso que as operadoras invistam pesado em infraestrutura para que a excelência tecnológica seja democratizada e acessível a pequenos, médios e grandes produtores”, ponderou Jerônimo.

EUA oferecem recompensa para identifidar beneficiários das propinas da Odebrecht e Braskem

 Nos EUA, segundo o blog O Antagonista, que publica a notícia, os responsáveis pela cleptocracia, Lula et caterva, brasileira, estariam todos presos e com seus bens confiscados, e não livres para disputar eleições e perseguir juízes, procuradores e delegados. Leia a nota do blog:

O Departamento de Justiça dos EUA e o FBI estão oferecendo recompensa de R$ 24 milhões a quem fornecer informações que levem à identificação de destinatários de propinas da Odebrecht e da Brasken.

A Lava Jato já identificou os destinatários principais.

A iniciativa faz parte do chamado “Programa de Recompensas de Recuperação de Ativos da Cleptocracia”, aprovado pelo Congresso com objetivo de promover o compromisso do governo americano no combate à corrupção de governos estrangeiros.

No comunicado divulgada nas redes sociais, o Tesouro americano lembra que a Odebrecht admitiu em seu acordo de confissão de culpa, com o Departamento de Justiça dos EUA, que pagou US$ 788 milhões em propinas para ou em benefício de funcionários do governo em 12 países, incluindo Angola, Argentina, Brasil, Colômbia , República Dominicana, Equador, Guatemala, México, Moçambique, Panamá, Peru e Venezuela entre 2001 e 2016. A Braskem SA, por sua vez, é a petroquímica criada pela Petrobras em sociedade com a Odebrecht, e também usada no esquema do petrolão.

A Odebrecht diz que não é com ela, que cumpre o acordo de leniência assinado em 2016 com o governo dos Estados Unidos.


terça-feira, 29 de março de 2022

Relógio de Lula














Artigo, Sebastião Melo - Um dia que fica na história de Porto Alegre

- O artigo do prefeito foi publicado no jornal do Comércio.

Uma cidade que pretende um futuro glorioso deve honrar sua história e respeitar os legados construídos. Na véspera do aniversário de 250 anos da capital de todos os gaúchos e da entrega oficial para a Cultura transformá-lo no Museu de Arte de Porto Alegre, o Paço Municipal recebeu um encontro simbólico de sete dos nove ex-prefeitos vivos: Guilherme Socias Villela, João Dib, Olívio Dutra, Raul Pont, José Fogaça, José Fortunati e Nelson Marchezan Júnior. O grande Alceu Collares foi representado por dona Neuza Canabarro, impossibilitado por razões de saúde.


Cada um dos gestores recebeu placa com o seguinte dizer: "Homenagem da cidade e dos porto-alegrenses aos prefeitos municipais que deixaram sua marca na história dos 250 anos da capital gaúcha, contribuindo para a construção de uma Porto Alegre plural e acolhedora". Um gesto singelo, em uma solenidade proposta pela gestão com todo o respeito, a fim de agradecer o empenho de cada um, que deu o seu melhor para chegarmos na Porto Alegre de hoje.


Quando digo que esse 25 de março também é um momento histórico, quero reforçar que essas presenças, representando o reconhecimento a todos os 44 prefeitos que teve a Capital, demonstraram a grandeza daqueles que fizeram aqui sua trajetória. Nenhuma cidade vence pela obra de um só gestor. E o maior símbolo dessa realidade que acertadamente rompeu barreiras entre governos chama-se orla do Guaíba. A transformação de autoestima que Porto Alegre vive hoje deve-se muito a ter deixado de dar as costas para o rio. Uma proposta nascida com Fogaça, que virou realidade com Fortunati, foi entregue e continuada por Marchezan e, agora, com o trecho 3 concluído pela nossa administração, que trabalha também pelo trecho 2.


Estamos falando de ocupação qualificada de espaço público, prática de esportes, lazer, geração de emprego e renda com os negócios e serviços e referência para o desenvolvimento do turismo. Por todos esses ganhos de qualidade de vida que talvez ainda hoje nem tenhamos condições de mensurar na íntegra, tenho a convicção que os futuros eleitos para liderarem as políticas públicas da cidade terão a sabedoria de construir conexões para todos os 72 quilômetros de extensão de orla que temos.


Assim, celebremos a maturidade política da nossa cidade e nosso potencial de soma de esforços para transformar realidades. As amarras da máquina pública não permitem construir soluções mágicas em quatro anos. Quem quer realizar, precisa da consciência da continuidade. A cidade precisa da consciência da continuidade pelo bem do cidadão. Parabéns à cidade da nossa vida e parabéns a todos os prefeitos que dedicaram o seu tempo a fazer a Porto Alegre dos 250 anos!


Sebastião Melo

Prefeito de Porto Alegre

segunda-feira, 28 de março de 2022

Sargento suicida-se em prisão da BM

 Quase toda a mídia gaúcha continua ignorando o suicídio do ex-sargento da Brigada Militar Alexandre Curto dos Santos, condenado pela morte do sem-terra Elton Brum da Silva em 2009, em São Gabriel. Ele foi encontrado morto em sua cela, no Batalhão de Polícia de Guarda (BPG), em Porto Alegre, na manhã deste sábado.

No final de semana, este blog publicou artigo de Marcelo Bagé, contando o que aconteceu.

Em 21 de agosto de 2009, o então sargento Curto dos Santos matou o sem-terra Elton Brum da Silva, de 44 anos, durante reintegração de posse da Fazenda Southal, um latifúndio de cerca de 10 mil hectares localizado em São Gabriel, na Fronteira Oeste.

O sargento respondia em liberdade, mas em sentença que condenou Curto dos Santos, o juiz Orlando Faccini Neto (o mesmo que viria a condenar os réus da boate Kiss no ano passado), decretou a perda imediata da função na Brigada Militar e a prisão do sargento.

CLIQUE AQUI para saber mais detalhes nesta reportagem do site Paralelo29.


.

Confiança da construção ficou menor em março

 O Índice de Confiança da Construção (ICST), medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), caiu 0,8 ponto em março na comparação com fevereiro. Com o recuo, o indicador chegou a 92,9 pontos, em uma escala de 0 a 200 pontos.


A queda da confiança dos empresários da construção foi provocada pela piora das avaliações em relação aos próximos meses. O Índice de Expectativas (IE-CST) desceu 3,8 pontos e atingiu 93,9 pontos, o menor nível desde maio de 2021 (89 pontos).


O Índice de Situação Atual (ISA-CST), que mede a confiança no presente, subiu 2,1 pontos e chegou a 92 pontos, a primeira alta neste ano.


O Nível de Utilização da Capacidade (Nuci) da Construção melhorou pelo segundo mês e cresceu 0,8 ponto percentual, indo para 76%.

Agência Brasil explica limites de pontos na carteira de motorista

Número que pode levar à suspensão passou de 20 para 40

As alterações feitas no Código Brasileiro de Trânsito completam um ano no mês que vem. Desde 2021, os motoristas devem ficar atentos ao número de pontos que podem gerar a suspensão de dirigir por até um ano. No caso de reincidência, a restrição pode chegar a dois anos, além do pagamento de multas.


O limite de pontos que pode levar à suspensão da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) passou de 20 para 40. No entanto, o total de pontos para perder a carteira temporariamente pode diminuir conforme a quantidade de multas gravíssimas acumuladas pelo condutor. 


De acordo com o código, a CNH só é devolvida ao motorista após o término da penalidade e do curso de reciclagem, que é obrigatório. 


Se o motorista for flagrado pela fiscalização dirigindo um veículo com a carteira suspensa, terá que pagar multa de aproximadamente R$ 900, terá o veículo retido até a chegada de outra pessoa habilitada, além da cassação da carteira por dois anos. 


Nova pontuação 

Antes da entrada em vigor das alterações, o motorista que atingisse 20 pontos durante o período de 12 meses ficaria com a carteira suspensa. Agora, a suspensão ocorre de forma escalonada. O condutor tem a habilitação suspensa com 20 pontos (se tiver duas ou mais infrações gravíssimas, 30 pontos (uma infração gravíssima na pontuação); 40 pontos (nenhuma infração gravíssima na pontuação). 


No caso do motorista que exerce atividade remunerada, como taxistas e de aplicativos de transporte, a suspensão ocorre somente quando atingir o número fixo de 40 pontos, independentemente da gravidade da infração. 


A multa gravíssima é de R$ 239,37 e gera sete pontos na CNH. O motorista comete esse tipo de infração ao dirigir falando ao celular, avançar sinal de trânsito, andar na faixa exclusiva de ônibus, parar em vaga destinada à pessoa com deficiência, entre outras condutas


As demais infrações geram menos pontos - grave (cinco pontos), média (quatro pontos) e leve (três pontos). 


Para consultar o número de pontos na carteira, o motorista pode acessar o site do Detran de seu estado ou baixar o aplicativo oficial CNH Digital para celulares. 

domingo, 27 de março de 2022

Troca de cartas

O ex-prefeito Tarso Genro repeliu o convite que lhe fez o prefeito Sebastião Melo, que queria reunir os ex-prefeitos vivos da Capital, tudo para homenagear os 250 anos de Porto Alegre.

Compareceram os ex-prefeitos Guilherme Socias Villela, João Dib, Alceu Collares, Olívio Dutra, Raul Pont, José Fogaça, José Fortunati e Nelson Marchezan Júnior.

Tarso não foi por causa dos seus prejuízos ideológicos esquerdopatas, bem reproduzido neste intolerante trecho da carta que enviou a Melo:

- Neste momento político, todavia, de crescimento do fascismo miliciano e de expansão do "negacionismo" científico -  ambos  os movimentos inspirados pelo Governo Federal que o Sr. promove - eu me sentiria profundamente deslocado em tal evento. Este encontro poderia  ser interpretado como uma aproximação sem princípios entre nós, criando uma situação negativa para ambos. 

Raul Pont, Olívio Dutra, Villela, Dib, Collares, Fogaça, Fortunati e Marchezan Júnior, mais civilizados, foram ao encontro.

Ao fazer o convite, Melo nem pensou que estaria na companhia de políticos liderados pelo chefe da mais nefasta organização criminosa jamais criada no País, cujos crimes foram desvendados e punidos no Mensalão e na Lava Jato.

A seguir, leia o texto do convite e a resposta do perfeito esquerdista latinoamericano.


Prezado prefeito Tarso Genro


Tenho a enorme honra de convidá-lo para a solenidade de Homenagem aos Ex-Prefeitos de Porto Alegre. O ato integra os eventos de comemoração dos 250 anos da nossa cidade. Na ocasião serão homenageados o senhor e os ex-prefeitos Guilherme Socias Villela, João Dib, Alceu Collares, Olívio Dutra, Raul Pont, José Fogaça, José Fortunati e Nelson Marchezan Júnior.


Gostaria de imensamente de contar com a vossa participação.


Atenciosamente,

Sebastião Melo

Prezado Prefeito, recebi o seu honroso convite e passo a respondê-lo. Ressalto que o Sr. tem toda a legitimidade, como nosso Chefe do Executivo, para propor e conduzir as cerimônias de celebração do aniversário da nossa cidade.  Neste momento político, todavia, de crescimento do fascismo miliciano e de expansão do "negacionismo" científico -  ambos  os movimentos inspirados pelo Governo Federal que o Sr. promove - eu me sentiria profundamente deslocado em tal evento. Este encontro poderia  ser interpretado como uma aproximação sem princípios entre nós, criando uma situação negativa para ambos. Não tome esta resposta como um desrespeito pessoal, mas sim como uma postura política que não desconsidera o seu cargo, nem o seu mandato conferido pelas urnas.  Tarso Genro

O RIO GRANDE DO SUL ESTÁ DE LUTO!!!

Perdemos mais um profissional e pai de família que tombou ao ser zeloso no cumprimento do dever e vítima da ideologia impregnada em boa parte do Poder Judiciário. O Sargento Alexandre Curto, ao participar de uma reintegração de posse, no Município de São Gabriel, em legítima defesa, sob o manto da excludente de ilicitude, alvejou um integrante do movimento invasor (MST) que acabou por vir a óbito. O Estado-Juiz, no entanto, mesmo após a o conselho de disciplina da Brigada Militar tê-lo absolvido, condenou-o à expulsão dos quadros da instituição e à prisão, como se criminoso fosse. Um profissional de comportamento excepcional, pai de família, servidor zeloso e militar exemplar, não suportando tamanha humilhação, no dia de ontem, tirou sua própria vida.


O Estado-Juiz, o mesmo que, rotineiramente, absolve criminosos, mandou um Sargento exemplar para a cadeia, para o rol dos condenados e, em última instância, para a morte. O Estado foi covarde e, mais uma vez, inverteu os valores predominantes na sociedade, tornando vítima um transgressor da lei que invadiu a propriedade alheia e que atacou os agentes estatais no cumprimento do dever, e julgou criminoso quem estava lá para proteger a lei, a ordem e a propriedade. 


Estamos de LUTO pelo Sargento Alexandre e por todos os agentes públicos que estão na linha de frente para fazer cumprir a lei e que não recebem o adequado respaldo estatal.

sábado, 26 de março de 2022

Geórgia Paiva, logo após dispensar Carlos Bolsonaro, avisou que irá para as Ilhas Maldivas, com um grupo de amigas.


O “Soneto de fidelidade”, de Vinicius de Moraes, seria o preferido de Geórgia Paiva, segundo alguns amigos. Eis o que diz:


Soneto de Fidelidade

Vinicius de Moraes


De tudo, ao meu amor serei atento


Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto


Que mesmo em face do maior encanto


Dele se encante mais meu pensamento.


 


Quero vivê-lo em cada vão momento


E em louvor hei de espalhar meu canto


E rir meu riso e derramar meu pranto


Ao seu pesar ou seu contentamento.


 


E assim, quando mais tarde me procure


Quem sabe a morte, angústia de quem vive


Quem sabe a solidão, fim de quem ama


 


Eu possa me dizer do amor (que tive):


Que não seja imortal, posto que é chama


Mas que seja infinito enquanto dure.

Ai, a sofrência do Gauchão e cabeças pensando...

 Ai, a sofrência do Gauchão e cabeças pensando...


Por Facundo Cerúleo



        Quando os mais velhos não participam, o futuro vai pelo ralo. É assim na vida, é assim até no futebol.


        Eram cinco cavalheiros. Em comum, serem gremistas, terem cabelos brancos e não acreditarem nas perspectivas atuais do time tricolor.


        Mas o curioso e digno de registro naquele papo à mesa de um café foi o debate em torno de uma pergunta que, por aí, todo mundo julgaria insólita: seria melhor o Grêmio vencer o Ipiranga e ser campeão ou tomar uma lapada e encarar a realidade de não ter nem título regional?


        Uma das cabeças brancas disse que o título traria ânimo ao grupo, o que ajudaria reerguer um time em ruínas. Mas... as outras quatro cabeças brancas fecharam questão num outro sentido: seria melhor perder esse título - dito irrelevante - e cair na realidade.


        Pois que não se pronunciem em público. Perigam até ser agredidos...


        Aliás, se a conclusão estiver certa, ela será aplicável ao Grêmio, ao Internacional e a qualquer clube. Ai, que frio na barriga!


        Este colunista apenas faz a crônica do que viu, tá? E, claro, tira algumas conclusões. Mas não fecha questão quanto ao que seria melhor.


        Um ponto muito saliente no debate era que todos eles enxergavam o futuro em perspectiva, desejando que seu clube do coração voltasse a erguer-se como grande entre os grandes, lugar que já frequentou.


        E não dá para voltar a ser grande sob o comando de fanfarrões que "jogam pra torcida", ainda mais que "torcida" é o mesmo que "massa". E a "massa" é governada por instintos, não tolera frustrações e se deixa iludir com o blá-blá-blá dos fanfarrões que buscam o aplauso fácil.


        Os cinco são unânimes: o Grêmio não está em boas mãos... E a ilusão do título regional, dizem, mascara o fracasso do clube.


        O treinador... Felizmente, entende de futebol. Mas é um pedante que ainda não demonstrou capacidade de pôr o grupo em alta voltagem, de ativar a energia vital e suscitar a hombridade que minora limitações técnicas. Mas, claro, ele não está proibido de superar-se!


        Outro ponto saliente era o equilíbrio entre a "paixão clubística" e a "capacidade de pensar": renunciar a vitória imediata e pequena para planejar um futuro grandioso.


        Será que é preciso ter cabelos brancos para um tal discernimento? Seja como for, a maturidade traz equilíbrio, responsabilidade e "desapego".


        Pensando bem... Nossos clubes (não só o Grêmio dos cinco cavalheiros) andam carentes de cabelos brancos... Nada a ver com uns fanfarrões tordilhos que andam por aí... Fato é que, sem o equilíbrio dos que, com a maturidade, aprenderam a lidar com frustrações e adquiriram senso de ponderação, até o futebol vai apequenar-se

Pacote de segurança pública

  O presidente Jair Bolsonaro anunciou nesta sexta-feira o envio ao Congresso de uma série de projetos de lei na área de segurança pública. Entre as propostas está o chamado excludente de ilicitude, que abranda penas a agentes de segurança pública que cometem excessos em confrontos.

Uma outra proposta altera a Lei de Organizações Criminosas para punir com mais rigor crimes praticados por quadrilhas que cercam cidades para promover ações do “Novo Cangaço”. 

Em outra medida é proposta a modificação na Lei Antiterrorismo para incluir “o emprego premeditado, de ações violentas que geram risco à população, com fins ideológicos e políticos, que atentem contra o patrimônio público ou privado”, como ato de terrorismo. 

Também foi proposta mudança na Lei de Execução Penal para aumentar o percentual de pena que deve ser cumprido antes de um criminoso poder ter direito à progressão de regime. Além disso, há um projeto que altera o Código Penal em relação à reincidência, que passaria de 5 para 7 anos.

O pacote de projetos legislativos inclui ainda um dispositivo para garantir o pagamento de indenização às vítimas que sofreram atos criminosos e de tornar obrigatório o ressarcimento ao Sistema Único de Saúde (SUS). Para efeito dessa proposta, salários e valores aplicados poderiam ser penhorados, além do uso de 30% do saldo da conta do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) do condenado para pagamento de indenização da vítima

sexta-feira, 25 de março de 2022

Carta de Schirmer

 Prezado presidente e amigo Fábio e demais membros do Diretório Estadual do MDB/RS.


Temos assistido em nosso partido, nos últimos meses, um quadro crescente de dificuldades, conflitos e desunião em razão de uma condução equivocada pela prevalência de interesse de grupos, pela terceirização de decisões para forças alheias ao MDB e, agora, pela exclusão das bases – que configuram um momento de grave preocupação com o futuro.


Em nosso partido, já fui tudo que poderia aspirar. E no Rio Grande, ocupei muitas funções, sempre com resultados concretos, o que me fez compreender o espírito e a tradição do povo gaúcho: altivo, forte, guerreiro e que também quer a paz e a união de todos em torno de um Estado pujante, desenvolvido, justo e feliz.


Para contribuir e unificar nosso partido, com o propósito de dar ao Rio Grande um governo com experiência, resultados efetivos, conhecimento, planejamento e planos de curto, médio e longo prazos; para voltarmos a ser pioneiro e vanguarda no desenvolvimento; e atendendo às manifestações de jovens e históricos militantes do MDB, vou colocar o meu nome como pré-candidato a governador.


Por outro lado, por não considerar o Diretório Estadual o órgão estatutariamente legal para a escolha dos candidatos, e sim a convenção, comunico que minha candidatura será oportunamente registrada quando for realizada prévia, pré-convenção ou convenção, com a participação efetiva de quem sempre teve o direito legítimo de escolher e decidir sobre os candidatos do MDB: os convencionais, e não os membros do Diretório.


Nossa candidatura tem o propósito da unidade e, também, pelo impedimento da participação das bases, tem o signo do protesto e da inconformidade.


Comunico, por fim, que a partir de agora vou percorrer o Rio Grande, como sempre fiz, conversando com nossa militância e nosso povo.


Sem mais, agradeço.


Cezar Augusto Schirmer

Casa de Zé Otávio será leiloada

 Uma casa de 400 metros quadrados, avaliado em R$ 4 milhões pelos advogados do réu, situada em Xangri-Lá, RS, será leiloada em abril e o dinheiro será entregue para a Petrobrás. Germano foi condenado por receber propina mensal que era paga por empreiteiras que se beneficiavam de licitações junto à Petrobras.

Nos autos, o réu é acusado de ter recebido R$ 2,54 milhões em propinas.

José Otávio foi aliado dos governos Dilma e Lula.

A casa é do ex-deputado federal e atual prefeito de Cachoeira do Sul, José Otávio Germano, processado pela Lava Jato como integrante da organização criminosa do PT, liderada por Lula para roubar a estatal brasileiras. A decisão é da 18ª Vara Federal de Curitiba em ação de improbidade administrativa movida pelo Ministério Público Federal (MPF) e pela Petrobras. Os advogados alegam que o caso não transitou em julgado.

Nascimento de Nicolas é um marco para a obstetrícia mundial

A foto é da Divulgação da Santa Casa.

Uma visita da ginecologista e obstetra Maria Cristina Barcellos Anselmi a sua esteticista é o inusitado início de uma história de impacto para a obstetrícia mundial.


A partir daquele dia, também a vida da paciente Carem dos Santos Neves, a Cacá, tomou um rumo inesperado, com momentos difíceis – a descoberta de um câncer no músculo da pelve – ao improvável desfecho feliz do nascimento de Nicolas, o primeiro bebê nascido no mundo fruto de uma gestação plena depois de um tratamento oncológico desta natureza.


Ao comentar com a dra. Maria Cristina um incômodo que sentia no abdômen, Carem iniciou uma investigação que levou ao diagnóstico de câncer no músculo da pelve, o que inicialmente indicava, com os tratamentos oncológicos convencionais, um quadro de potencial infertilidade ao final deste processo.


Entretanto, um novo tipo de tratamento, fruto de uma longa pesquisa conduzida pelo cirurgião oncológico Reitan Ribeiro, do Hospital Erasto Gaertner, em Curitiba, mudou o rumo desta história.

Nessa nova técnica, antes do tratamento de cânceres como o de Carem é feita a chamada transposição uterina, ou seja, o deslocamento e fixação cirúrgica do útero e ovários na parte superior do abdômen, permitindo as aplicações radioterápicas na parte inferior do abdômen mantendo a integridade e função dos órgãos do aparelho reprodutor, preservando a capacidade reprodutiva para uma gestação futura. Ao final do tratamento radioterápico, os órgãos são recolocados nos seus locais e as mulheres estão aptas a engravidarem.


“Até então, tínhamos todos os indicativos teóricos de que a esta nova técnica poderia representar uma nova esperança para as mulheres acometidas por cânceres na região do aparelho reprodutor, e a realidade é que o nascimento do Nicolas materializou nossas expectativas”, comemora dr. Reitan.

 “Ao realizarmos o parto, chegamos a nos surpreender com o nível de integridade do útero, o que demonstra a preservação do órgão mesmo após o tratamento radioterápico”, destaca o obstetra Rodrigo Cardoso, coordenador da equipe responsável pela cesariana. “Naturalmente tínhamos algumas preocupações a mais com a Carem, especialmente pelo ineditismo do parto e por outras condições clínicas, mas tivemos um resultado muito positivo”, conclui.


Para a dra. Maria Cristina, responsável pelo diagnóstico da paciente e encaminhamento do tratamento, coordenado pelo dr. Dr Pio Furtado, da equipe de cirurgia oncológica da Santa Casa, “temos a certeza de que este é um grande avanço para a ciência e, particularmente, um marco para a Carem e para a obstetrícia mundial”.


Mesmo realizando em torno de cinco mil partos ao ano em sua unidade obstétrica, esta também foi uma experiência única para a Santa Casa, afirma a coordenadora médica corporativa de assistência materno-fetal, dra. Janete Vettorazzi. “Numa instituição que tem o humanismo no centro de seus processos assistenciais, viver um caso clínico marcante como este é motivo de orgulho para todos nós. Não só pelo resultado final quanto pelas inúmeras conquistas alcançadas, seja pela paciente, médicos, instituição e pela própria ciência, que teve um importante avanço diante dos nossos olhos”, ressalta com orgulho.


Em razão do seu pioneirismo e nível de inovação, a pesquisa desenvolvida pelo dr. Reitan Ribeiro terá os dados apresentados em um dos maiores congressos de oncologia do mundo e, em breve, publicados. E certamente reconhecida como um grande avanço para a obstetrícia mundial.

- Este material é da área de comunicação da Santa Casa, PORTO ALEGRE.




Inflação do IPCA-15 subiu 0,95% em março

 Inflação do IPCA-15 subiu 0,95% em março

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), que mede a prévia da inflação oficial, ficou em 0,95% em março deste ano. Esta é a maior alta de preços para uma prévia de março desde 2015 (1,24%).


Os dados foram divulgados hoje (25) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).


A taxa ficou, no entanto, abaixo da observada na prévia do mês anterior (0,99%). O IPCA-15 acumula taxa de 10,79% em 12 meses. O IPCA-E, que mede o IPCA-15 trimestral, ficou em 2,54%.


De acordo com o IBGE, os nove grupos de produtos e serviços tiveram alta de preços, com destaque para os alimentos e bebidas, com taxa de inflação de 1,95%, acima do 1,20% de fevereiro.


Entre os itens com maiores altas, destacam-se a cenoura (45,65%), o tomate (15,46%), as frutas (6,34%), a batata-inglesa (11,81%), o ovo de galinha (6,53%) e o leite longa vida (3,41%).


Outros grupos com impacto relevante na prévia da inflação foram saúde e cuidados pessoais (1,30%), transportes (0,68%), habitação (0,53%) e artigos de residência (1,47%).


No caso da saúde, os itens com altas mais importantes foram higiene pessoal (3,98%), perfumes (12,84%), produtos farmacêuticos (0,83%) e serviços médicos e dentários (0,58%).


No caso dos transportes, os principais impactos vieram da gasolina (0,83%), óleo diesel (4,10%) e gás veicular (5,89%

Juiza manda Ufrgs cobrar passaporte vacinal

 Nem máscara é exigida no RS e só em algumas repartições públicas o passaporte vacinal. A exigência tem sido fulminada de modo recorrente, não vale no Estado.

A vanguarda gaudéria do atraso obteve fugaz vitória nas suas ações terríveis de defesa de medidas altamente restritivas e não comprovadas cientificamente, agora na insistente exigência de vacinação por drogas experimentais contra a vacina chinesa.

Desta vez, de novo uma entidade representativa de servidores públicos, no caso a Assurgs, conseguiu derrubar decisão do reitor Carlos Bulhões de impedir a cobrança de passaporte vacinal. 

A decisão foi da juiza Ana Bortoli, da 10a. Vara da Justiça Federal, mas há recurso.

CLIQUE AQUI para examinar manifesto da Frente das Mulheres Magistradas, que ao longo dos tempos vem discutindo questões polêmicas, como a equidade de gênero. Uma das signatárias é a juiza Ana Bortoli.

quinta-feira, 24 de março de 2022

Superintendente da Susep flará nesta sexta para o mercado segurador do RS

O Sindicato dos Corretores de Seguros do Rio Grande do Sul  (Sincor-RS) e o Sindicato das Empresas de Seguros do Rio Grande do Sul (Sindsegrs) promovem no dia 25 de março (6ª feira), a primeira reunião-almoço do setor, no Hotel Plaza São Rafael, em Porto Alegre. O evento contará com a palestra do novo superintendente da Superintendência dos Seguros Privados, Alexandre Camillo, que falará sobre sua atuação na autarquia e o momento atual do mercado de seguros no Brasil.

   QUEM É ALEXANDRE CAMILLO

O economista Alexandre Camillo tomou posse como o novo superintendente da Superintendência de Seguros Privados (Susep), . O executivo era presidente do Sindicato de Empresários e Profissionais Autônomos da Corretagem e da Distribuição de todos os ramos de Seguros, Resseguros e Capitalização do Estado de São Paulo (Sincor-SP) desde 2014, e foi nomeado para a superintendência da Autarquia no dia 12 de novembro e  assumiu o cargo oficialmente em 16 de novembro de 2021.

Leilão de imóveis do Banco do Brasil

 O Banco do Brasil (BB), em parceria com o escritório Lance no Leilão, realizará dois leilões online de imóveis. Entre as oportunidades estão apartamentos, casas, prédios comerciais, chácaras, terrenos urbanos e rurais, localizados nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro. Com lances entre R$ 15mil (para uma residência na cidade de Guapiará) e R$ 9,3 milhões (para um terreno com 26.533,21m² em Votorantim) os lotes podem ser arrematados à vista ou por financiamento imobiliário, de acordo com o edital de cada leilão.

Os leilões serão realizados no dia 30 de março, às 11 horas e às 14 horas, exclusivamente on-line pelo portal Lance no Leilão.  Os lances já podem ser feitos no mesmo endereço. Podem participar pessoas físicas e jurídicas. Para isso, é necessário um cadastro no portal Lance no Leilão com até 48 horas de antecedência do evento.

De acordo com Rodolfo Barros, gerente executivo do Banco do Brasil, os leilões trazem oportunidades para diferentes perfis de compradores. “Temos imóveis com descontos expressivos para quem quer sair do aluguel, para quem procura um ponto comercial e até mesmo para o investidor rural. E, com o leilão online, democratizamos a participação de interessados de todas as localidades do país”.

Destaques: 

Dentre os destaques estão dois apartamentos oferecidos para arremate com 80% de desconto em relação ao valor praticado no mercado. Um deles, localizado no Tatuapé, São Paulo, com lance mínimo de R$ 32,6 mil. Outro, em São Vicente, litoral paulista, de 84,030m² de área útil. Este, localizado a uma quadra da praia, com lance mínimo de R$ 44,7 mil.

Carla Umino, leiloaria oficial da Lance no Leilão, ressalta que os lotes têm imóveis com metragem significativa, a exemplo da chácara de 12.000 m², situada em Campos do Jordão (do loteamento Parque do Ferradura, antiga Fazenda Natal ou Fojo) que poderá ser arrematada a partir de R$ 55 mil. E uma gleba de terras de 100.000 m², situada em São José dos Campos, oferecida por R$ 3,1 milhões, lance mínimo.

Para os investidores de lotes comerciais, a leiloeira cita um prédio comercial de cinco pavimentos, localizado na região central de Santos, próximo a instituições públicas, museus, ao terminal rodoviário e ao Porto de Santos. A área construída é de 3.103,43 m² e o lance mínimo de R$ 4,6 milhões. Outra opção é a aquisição de uma edificação onde se localizava uma dependência do BB em Araçatuba, hoje desativada, que compreende dois prédios interligados, cada qual com três e cinco pavimentos, a partir de R$ 4,5 milhões, lance mínimo. Em Votorantim, o lote de 26.533,21 m², a R$ 9,3 milhões, lance mínimo, apresenta potencial para construção civil.

Já no Rio de Janeiro, o investimento pode ser feito em um conjunto comercial/industrial, composto por prédio principal e galpões interligados, em terreno de 4.416 m2, localizado na freguesia do Engenho Novo, lance mínimo R$ 1,1 milhão.

 

(outras oportunidades na listagem abaixo)

 

Participação

Podem participar pessoas físicas e jurídicas. Para isso, é necessário um cadastro no portal Lance no Leilão com até 48 horas de antecedência do evento.

A visita presencial em alguns imóveis é possível, mediante agendamento. O Banco do Brasil ficará responsável pela quitação de eventuais valores de IPTU, ITR, CCIR, laudêmio (taxa de transação para a União) e condomínio, até a efetivação do registro da transferência do imóvel ao arrematante.

 

Oportunidades:

Leilão das 11 horas

Lote 01- Araçatuba (SP): Prédio, situado na Rua Floriano Peixoto, 44, Centro, Araçatuba SP. Lance Mínimo: R$ 4.565.000,00.

Lote 02 – Campos do Jordão (SP): Chácara nº 276 do loteamento denominado Parque do Ferradura, destacado da antiga Fazenda Natal ou Fojo, com a área de 12.000 m², Estrada R sem número, município de Campos do Jordão-SP. Lance Mínimo: R$ 55.000,00;

Lote 03 – Guapiará (SP): residência, dentro de um terreno com área de 345 m², na Rua Joaquim Cecílio de Lima - GL 3F, Bairro Santa Luzia, Município de Guapiara - SP. Lance Mínimo: R$ 15.900,00;

Lote 04 – Santo Antônio de Posse (SP): Um terreno com área de 675 m², situada na Rua José Ciluzzo, 52, na Vila Esperança, no município de Santo Antônio de Posse SP. Lance Mínimo: R$ 25.000,00;

Lote 05 – Santos (SP):  Um prédio e seu respectivo terreno, situado na Rua Dom Pedro II, 49, no município de Santos - SP. Lance Mínimo: R$ 4.673.000,00;

Lote 06 - São Paulo (SP): Apartamento nº 101, localizado no 11º pavimento do Bloco A, parte integrante do Condomínio Residencial Rio das Pedras, situado na Rua Engenheiro Guilherme Cristiano Frender, nº 443, no 27º Subdistrito-Tatuapé. Lance Mínimo: R$ 32.600,00;

Lote 07 - São Vicente (SP): Apartamento nº 121, no 13º pavimento, do Edifício Príncipe, com área útil de 84,03 m², área de uso comum de 25,64 m², com área construída de 109,670 m², e fração ideal de 3,049%, situado à Avenida Presidente Wilson, 477, em São Vicente SP. Lance Mínimo: R$ 44.700,00;

Lote 08 – Votorantim (SP): Um terreno com 26.533,21 m² de área, situado na Av. Secundária nº 04, s/n, Parque Morumbi, em Votorantim SP. Lance Mínimo: R$ 9.396.000,00.

Leilão das 14 horas

Lote 01- São José dos Campos (SP): Imóvel rural. Uma gleba de terras de 100.000 m², situado no bairro do Jardim ou Pernambucana, São José dos Campos - SP. Lance Mínimo: R$ 3.128.000,00;

Lote 02 – Sumaré (SP): Imóvel rural. Uma chácara com 5.580 m², do loteamento Chácaras Monte Alegre, na Estrada nº 7, Chácaras Monte Alegre, em Sumaré - SP. Lance Mínimo: R$ 464.000,00;

Lote 03 – Rio de Janeiro: Imóvel Urbano: Um conjunto comercial/industrial, composto por prédio principal e galpões interligados, com área de terreno de 4.416 m2 localizado na Rua Visconde de Niterói, 354, lojas A e B e aptos 301 a 312 na freguesia do Engenho Novo, município do Rio de Janeiro-RJ. Lance Mínimo: R$ 1.194.000,00.

Acesse o edital completo em: Lance no Leilão

Serviço: 

Leilões On-line do Banco do Brasil

Dia 30 de março (11 horas e 14 horas).

Cadastro para participar e realizar lances no portal Lance no Leilão.

Necessário cadastro com até 48 horas de antecedência.

Banco Central acha que será preciso elevar ainda mais a taxa básica de juros para conter a inflação

O relatório do Banco Central foi divulgado esta manhã.

De acordo com o documento, a inflação ao consumidor permanece elevada, com alta disseminada entre os componentes, reforçando que combaterá os impactos secundários do atual choque. No cenário de referência, a alta do IPCA está projetada em 7,1% para este ano e em 3,4% para 2023, acima do centro da meta nos dois casos (com maior peso atribuído a 2023). Essas projeções levam em consideração a taxa de juros do Focus na semana da última reunião do comitê e um câmbio de R$/US$ 5,05. Por conta da recente volatilidade de preços de commodities, foi criado um cenário alternativo que considera que o preço de petróleo segue a curva futura de mercado até o final deste ano, encerrando em US$ 100/barril. Nesse cenário, as projeções se encontram em 6,3% e 3,1%, para este e próximo ano, nessa ordem. A expectativa de crescimento do PIB deste ano foi mantida em 1,0%, com a revisão altista para a indústria sendo compensada pelo ajuste para baixo de agropecuária. Por fim, as estimativas do BC apontam para abertura do hiato ao longo do ano, tendo como principal fator para esse movimento é a trajetória da taxa Selic.

André Carus recebe carteira da oab

  O ex-vereador André Carus está desde ontem de posse da sua carteira da OAB e passa a integrar a banca de advocacia Abelin & Bertani, Porto Alegre. 

A sede do escritório fica em Porto Alegre, com bancas também em Espumoso, no interior do Estado, e em Brasília/DF. André é graduado em Direito pela Unisinos desde 2006, porém a atividade política e os cargos públicos no Executivo e Legislativo, que ocupou, tornaram incompatível o exercício da advocacia, na época.

Com relação à ação judicial que a que ele responde, após o aceite da denúncia do MP pelo Judiciário em dezembro de 2021, sequer foi citado, até o momento, para responder à acusação. De qualquer forma André atua regularmente no processo, solicitando acesso (parte já foi deferido), à integralidade dos autos, pois nem tudo foi disponibilizado pela Autoridade Policial. 

A partir de então, meus advogados são os meus colegas de escritório: João Pedro Bertani, Mário Bertani e Eduardo de Cesaro, além de eu mesmo, que atuarei na defesa em causa própria junto com eles.

Prefeito Melo vai a Curitiba para encontro da FNP

O prefeito Sebastião Melo embarca para Curitiba, no Paraná, nesta quinta-feira, onde ocorrerá nova rodada da mobilização da Frente Nacional de Prefeitos (FNP), que discute as principais prioridades dos municípios. 

Constam da pauta:

- Transporte coletivo e aplicação do mínimo nacional para educação e reforma tributária. 

Melo será painelista e debater  sobre o Programa Nacional de Assistência à Mobilidade dos Idosos em Áreas Urbanas (Pnami), que prevê custeio federal de gratuidade para idosos no transporte coletivo.

Melo voltará ainda hoje.

Mourão chegou a Torres. Seu Partido, Republicanos, ainda não se decidiu entre Onyx e Heinze.

 O vice-presidente Hamilton Mourão acaba de desembarcar em Torres.

Ele falará na assembleia anual da Famurs.

Mourão é candidato do Republicanos ao Senado.

Hoje, Mourão teve uma boa notícia, que foi a decisão do ex-governador José Ivo Sartori não ir para a disputa (leia nota mais abaixo).

O Republicanos ainda não decidiu se ficará com Onyx ou com Heinze, já que busca uma convergência entre os dois.

Eduardo Leite continua em cima do muro, mas o muro anda para o lado do PSDB

O governador Eduardo Leite poderá sai de cima do muro nesta sexta-feira.

A jornalista Rosane Oliveira, RBS, geralmente bem informada sobre o que acontece nos bastidores do governo tucano, disse que o governador não fará o seguinte:

1) Não será candidato ao governo estadual.
2) Não irá para o PSD

Eduardo Leite comprou a proposta de líderes tucanos de permanecer no PSDB e aguardar a renúncia de João Doria.

E renunciará ao cargo de governador no dia 2 de abril, aguardando os acontecimentos.

Traições e alianças espúrias intramuros tiram Alceu Moreira da disputa e afastam Sartori das eleições do RS

Pela primeira vez de modo público, o ex-governador José Ivo Sartori avisou que não aceitará ser candidato a governador, senador ou deputado.

O MDB tem em Sartori o seu principal nome para candidaturas ao governo ou a senador.

A renúncia do líder emedebista sai um dia depois da renúncia do deputado federal Alceu Moreira à condição de candidato a candidato ao Piratini.

Sartori não apontou o dedo para o deputado estadual Gabriel Souza, que sob a liderança do governador tucano Eduardo Leite costura uma chapa que expurga Moreira e o próprio Sartori. Alceu Moreira, no entanto, tirou carta acusando Souzas, embora obliquamente. A chapa do MDB, segundo Souza-Leite:

Governador - O próprio Souza.
Vice - A prefeita tucana de Pelotas, Paula Mascarenhas, ou outro nome do PSDB
Senador - Ana Amélia, PSD

Mesmo sem povo, Lula ouve verdades incômodas em Londrina. Foi nesta terça-feira.

 

No meio do povo, Bolsonaro lidera motociata em Quixadá, Ceará. Foi ontem.

 

AVC e Infarto já superam número de mortes por vírus chinês

O vírus chinês deixou de liderar o ranking de mortes por doenças no País. Com a queda de óbitos em março, o coronavírus passou a ocupar a terceira posição em letalidade, atrás do enfarte e do acidente vascular cerebral (AVC).

Conforme dados do Portal de Transparência dos Cartórios de Registro Civil do Brasil, na semana de 16 a 22 de março:

 - AVCs causaram 843 mortes no Brasil

- Infarto, 782 mortes

- Vírus chinês, 421. 

No acumulado deste mês de março, até o dia 22, a Covid-19 também aparece em terceiro lugar, com 3.549 registros oficiais de óbitos, atrás do AVC, com 4.453, e do enfarte (4.157 mortes). 

Polícia pode adotar medida para afastar agressor do convívio familia

 Por unanimidade, o Supremo Tribunal Federal (STF) confirmou, hoje (23), que a polícia pode adotar medidas para afastar agressores do convívio familiar de mulheres vítimas de violência doméstica.

O Supremo julgou uma ação protocolada pela Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB). A entidade questionou a constitucionalidade da Lei 13.827/2019, que incluiu na Lei da Maria da Penha a possibilidade de delegados e policiais afastarem o agressor da convivência com a mulher. No caso de agressão, a polícia já está respaldada pela Constituição para entrar na residência e realizar a prisão por tratar-se de flagrante.

Pela norma, no caso de risco à integridade física da mulher ou de seus dependentes, o delegado de polícia poderá entrar na casa e retirar o agressor, mas somente quando o município não for sede de uma comarca. Um policial também poderá realizar a medida quando no município não houver delegado disponível no momento da denúncia. A lei também definiu que, após o afastamento do agressor, o magistrado responsável pela cidade deverá ser comunicado em 24 horas para decidir sobre a manutenção da medida.

Durante o julgamento, o advogado Alberto Pavie Ribeiro, representante da AMB, argumentou que a Constituição assegurou que o domicílio é inviolável, podendo ser acessado somente a partir flagrante delito, desastre, ou autorização judicial.

 66% dos casos de feminicídio no país ocorrem na casa da vítima.

Prefeito Melo vai a Curitiba para encontro da FNP

  O prefeito Sebastião Melo embarca para Curitiba, no Paraná, nesta quinta-feira, onde ocorrerá nova rodada da mobilização da Frente Nacional de Prefeitos (FNP), que discute as principais prioridades dos municípios. 

Constam da pauta:

- Transporte coletivo e aplicação do mínimo nacional para educação e reforma tributária. 

Melo será painelista e debater  sobre o Programa Nacional de Assistência à Mobilidade dos Idosos em Áreas Urbanas (Pnami), que prevê custeio federal de gratuidade para idosos no transporte coletivo.

Melo voltará ainda hoje.

quarta-feira, 23 de março de 2022

Entrevista, Giuseppe Riesgo -À beira da falência, IPÊ é movido por politicagem

Entrevista, Giuseppe Riesgo -À  beira da falência, IPÊ é movido por politicagem

ENTREVISTA
Deputado Giuseppe Riesgo, NOVO do RS

 Na conclusão dos trabalhos da Subcomissão do IPE-Saúde, que será entregue nos próximos dias, o senhor aponta o aparelhamento do órgão.

Com dívida de mais de R$ 1 bilhão com 323 hospitais (os atraasos chegam a 150 dias) ausência de quadros técnicos dificulta a especialização da gestão e coloca em risco o futuro do órgão. Há ausência de auditorias e a desestruturação nas despesas e estes são os principais fatores para o cenário delicado que enfrenta a autarquia. 

Quem integrou a Subcomissão ?
O grupo de trabalho foi composto por mim, relator, e pelos deputados Pepe Vargas (PT) e Dr Thiago Duarte (DEM) e, em um período de 120 dias, dedicou-se a reunir dados, ouvir entidades médicas conveniadas e membros do próprio IPE Saúde para averiguar a situação financeira do órgão

Há muita politicagem ?
Como constatou o relatório, a presidência e cargos estratégicos na direção vem sendo sistematicamente preenchidos por escolhas políticas, sem se preocupar, necessariamente, com a capacidade técnica.O IPE Saúde confirmou, na última semana, que possui uma dívida de cerca de R$ 1 bilhão, com um déficit estrutural de R$ 353 milhões no ano de 2020.  Atualmente, o órgão conta com quase um milhão de beneficiários, no entanto somente 610 mil contribuem para a receita. 

Nota sobre escolha do MDB

 Porto Alegre, 23 de março de 2022.

POR UM MDB DEMOCRÁTICO E REPRESENTATIVO

Ao presidente Fábio Branco e demais membros da Executiva Estadual

Os partidários que subscrevem a presente moção vêm apelar para que se restabeleça no atual processo de decisão do MDB estadual uma das marcas mais consistentes dos seus 56 anos de história - a democracia interna.

Tradição que, no Rio Grande, vem de muito longe, quando em tempos de amplo diálogo com as bases houve pré-convenções que avaliaram grandes nomes como Fogaça e Schirmer, Antônio Brito e Mendes Ribeiro, Sartori e Zilkoski. E foram construídas grandes vitórias.

Conferir exclusivamente ao Diretório Estadual o direito de definir o nome do candidato ao Governo do Estado nas eleições de 2022 não representa apenas a retirada do protagonismo do coletivo. Impactará na legitimidade do representante a ser definido sem a participação dos nossos prefeitos, vereadores, presidentes municipais, delegados à convenção estadual, e outros tantos representantes partidários que são a voz de todas as regiões e municípios do Estado.

Partido democrático por natureza, é inadmissível que o caminho encontrado contrarie a lógica da participação e prive a base, que é quem elege, em um formato que é fruto de um movimento que consideramos equivocado.

Diante disto, fazemos de forma respeitosa e coletiva um apelo pela revisão urgente desta decisão e pelo adiamento da pré-convenção para a primeira semana de abril, com o mesmo colégio já estabelecido em resolução e acrescido dos presidentes onde temos prefeitos, a fim de que a escolha do candidato do MDB ao Piratini seja fruto da decisão com representatividade ampla e legítima dos militantes.

O partido chega em uma encruzilhada, e temos a chance de escolher um caminho mais digno e plural, retomando a unidade partidária para construir nosso projeto de futuro e transformar o Rio Grande.

Nossas saudações democráticas,

SUBSCREVEM OS SEGUINTES FILIADOS AO MDB:

Pedro Simon Germano Rigotto

José Fogaça

Sebastião Melo

Osmar Terra

Tiago Simon

Cezar Schimer

José Paulo Cairoli

Patrícia Alba

Marco Alba

Idenir Cecchim

Luís Roberto Ponte

Luiz Zaffalon

Tânia Terezinha da Silva

Pablo Melo

terça-feira, 22 de março de 2022

Recomendado - Bier Markt já abriu para receber você e seus amigos. Porto Alegre.

Experimente. Chopes artesanais e petiscos inspirados na gastronomia alemã.

Faça sua reserva para você e seus amigos ou parentes:

Whats 993882401 / 993887265.

Abre as 17h.
Cardápio no site www.biermarkt.com.br

Biermarkt Vom Fass
Rua Barão de Santo Ângelo, 497
Moinhos de Vento/ Porto Alegre, RS

Localização, dicas, serviços - www.biermarkt.com.br

Mandados de busca e apreensão em residências e empreendimentos de integrantes de grupo Obino

O Comitê Interinstitucional de Recuperação de Ativos (Cira-RS), por meio da atuação conjunta do Ministério Público do Rio Grande do Sul (MPRS), da Receita Estadual, e da Procuradoria-Geral do Estado, cumpre, nesta terça-feira, 22 de março, 34 mandados de busca e apreensão relacionados a grupo econômico familiar que sonegou R$ 95 milhões em dívidas de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). 

Os mandados para pessoas físicas e jurídicas são cumpridos pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do MPRS, com apoio da Brigada Militar, do Comando de Polícia de Choque em Porto Alegre, Antônio Prado e Santa Maria e do Comando Regional de Polícia Fronteira Oeste em Bagé. Também participam representante da OAB/RS e do Conselho Regional de Contabilidade – CRC/RS. Ao todo, quatro promotores de Justiça, 22 policiais do Gaeco e servidores do MPRS, 23 auditores-fiscais, um procurador do Estado, três técnicos tributários e cerca de 50 policiais militares estão em ação nas cidades de Bagé, Porto Alegre, Santa Maria, São Borja e Antônio Prado. 

COMO O GRUPO FAMILIAR AGIA 

A ação foi desencadeada a partir da constatação de não recolhimento doloso de ICMS declarado ao fisco, bem como de autuações relacionadas a créditos indevidos de ICMS na Escrituração Fiscal Digital (EFD) e Guia de Informação e Apuração (GIA). A empresa principal acumula dívidas desde 1998, sendo que desde 2008 não recolhe corretamente o ICMS declarado em EFD e GIA. Em 2010, a empresa ingressou com pedido de recuperação judicial, mas não incluiu algumas empresas de participações criadas em períodos anteriores. Estas empresas de participações acumulam grande parte dos imóveis urbanos e rurais do grupo. Ao longo da recuperação judicial, os imóveis que restaram em nome das recuperandas foram sendo vendidos com autorização judicial, supostamente para incremento no fluxo de caixa da empresa. Mais adiante, foram criadas outras empresas de seguros e de serviços administrativos, por onde ocorre grande parte das transações financeiras, ocultando os valores das contas da devedora. 

A investigação teve início em 2019, quando a principal empresa devedora foi enquadrada como devedora contumaz em razão de sua conduta reiterada, tendo sido notificada e incluída no Regime Especial de Fiscalização (REF). O grupo investigado se valia da recuperação judicial para não pagar o ICMS declarado, dificultando o andamento das execuções fiscais, mas, ao mesmo tempo, promovia a criação de outras empresas e se desfazia de imóveis, sem, contudo, reduzir seu endividamento. Há indícios, ainda, da participação do grupo em licitações, por meio de empresa criada com os benefícios do Simples Nacional. 

A empresa chegou a regularizar parte do passivo devido após a inclusão no REF, tendo sido excluída do regime especial, mas descumpriu o acordado e, atualmente, encontra-se novamente enquadrada na condição de devedora contumaz, conforme Lei n.º 13.711/11. Após a fase de investigação, coordenada pela Receita Estadual, o MPRS ingressou com ação cautelar e com os pedidos de busca e apreensão. A Procuradoria-Geral do Estado ingressará com as respectivas ações no âmbito cível para o redirecionamento e responsabilização dos envolvidos. 

O titular da Promotoria Especializada Criminal de Combate aos Crimes contra Ordem Tributária, Aureo Braga, explica que a empresa, que começou atuando no comércio varejista de eletrodomésticos, com lojas em várias cidades do Estado, se expandiu ao longo do tempo para os ramos da hotelaria, seguros, agronegócio (com agropecuárias e estâncias) e até transportes. Assim, vinha conseguindo movimentar o capital de forma a driblar a fiscalização. O grupo também opera através de offshores no Uruguai. 

“Nós temos uma modalidade de crimes tributários, que vem se protelando ao longo das últimas décadas e, além dos crimes tributários propriamente ditos, que é supressão dos tributos, o não pagamento de tributos, reiterado, sistemático e por décadas, eles também fizeram uma forma de ocultar patrimônio, dissimular, arquitetando um planejamento tributário doloso, ou seja, foram ao longo dos últimos anos criando empresas, desvinculando todo o patrimônio da ‘empresa mãe’, que tinha um vasto passivo tributário, e criando empresas para blindar o patrimônio e refugiar qualquer sanção penal”, explica o promotor. 

Aureo Braga conclui dizendo: “Então, esse é o trabalho do Cira, buscando principalmente avaliar a questão dos crimes de contrato tributário, lavagem de dinheiro e quaisquer crimes conexos, bem como a questão do ressarcimento de honorários, porque essas empresas vão ter que trazer para o estado tudo aquilo que se apropriaram ilegalmente”.

Também atuou na operação, o coordenador do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), João Beltrame, que contou, ainda, com o apoio dos promotores de Justiça Diogo Gomes Taborda e Ângela Hackbart Conde, de Dom Pedrito e Bagé, respectivamente. 

BONANZA 

O nome da operação traz referência a período de bonança e acúmulo patrimonial do grupo, principalmente na área rural, bem como a veículos antigos de coleção pertencentes à família, entre eles uma caminhonete Bonanza. 

Sobre o Cira-RS 

Instituído pelo Decreto nº 54.191/2018, o Comitê Interinstitucional de Recuperação de Ativos do Estado do Rio Grande do Sul, Cira-RS, é formado pela Secretaria da Fazenda, por meio da Receita Estadual, pela Procuradoria-Geral do Estado e pelo Ministério Público. O objetivo é proporcionar a realização de ações conjuntas entre as instituições e garantir efetividade à recuperação de ativos de titularidade do Estado do Rio Grande do Sul. 

Desde sua constituição, em 2018, mais de R$ 340 milhões foram regularizados por meio das atividades do Comitê. Atualmente são mais de 40 casos em análise, em diversas etapas diferentes da atuação do órgão, visando, entre outros fatores, combater as fraudes fiscais, a concorrência desleal e o enriquecimento ilícito, apurando e reprimindo os crimes contra a ordem tributária e de lavagem de dinheiro, com especial enfoque na recuperação de ativos e, também, em ações que resultem na responsabilização administrativa, civil e criminal dos envolvidos.

A valentia seletiva de um ex-informante do DOPS, por Renato Sant'Ana

Pois não é que Lula vai processar um padre que, durante a celebração da missa, o chamou de ladrão?

Curioso. Até hoje Lula não quis processar o ex-delegado de polícia Romeu Tuma Junior, por exemplo, que publicou o livro "Assassinato de reputações - um crime de Estado" (ed. Topbooks, 2013) com afirmações muito mais corrosivas do que os arroubos de indignação do sacerdote.

O padre Edison Geraldo Bovo, ao celebrar missa na paróquia de São Roque, em Laranjal Paulista, SP, falou: "O maior ladrão que o mundo já viu, o senhor Luiz Inácio Lula da Silva. Coitada da família dele, dos pais, da mãe que tem vergonha disso. Onde você pesquisar no mundo, é o pior."

Já o livro do ex-delegado de polícia é devastador. No capítulo intitulado "Lula: alcaguete e aprendiz do DOPS”, ele dá detalhes da atuação de Lula como informante da polícia - além doutras indignidades.

"Lula era o nosso melhor informante (...) nos prestava informações muito valiosas: sobre as datas e locais de reuniões sindicais, quando haveria greve, onde o patrimônio das multinacionais poderia estar em risco por conta dessas paralisações. (...) combinava as greves com empresários e avisava o DOPS. Muitas (...) eram para aumentar o valor de venda dos veículos (...) 'vamos repassar aos preços dos carros o aumento de salário obtido pela categoria que Lula comanda'", está no livro.

A obra também revela as regalias que Lula obtinha em troca da trairagem e, ainda, gestos gratuitos e fraternos com que ele era agraciado pelo diretor do DOPS, o que, 30 anos mais tarde, ele viria a retribuir com deslealdade e impudência (está tudo no livro).

Lula já processou a jornalista Joice Hasselmann, a Revista IstoÉ (e os repórteres Sérgio Pardellas, Germano Oliveira e Davincci Lourenço de Almeida), a Revista Veja, o promotor de justiça Cassio Roberto Conserino (MP-SP), o procurador da República Deltan Dallagnol (coordenador da Lava Jato), o delegado Igor de Paula (PF, Lava Jato) e até o juiz Sergio Moro - processos que não implicavam risco e que ele perdeu todos.

O jornalista Cláudio Humberto (Diário do Poder, 15/09/2017) questionou por que Lula não processava Emílio e Marcelo Odebrecht, que declararam tê-lo subornado com um pacote de propinas (estando Lula na presidência).

Mas ele também nunca ajuizou contra José Nêumanne Pinto, que, no livro "O que Sei de Lula" (Topbooks, Rio de Janeiro), revela o que o próprio Lula contou: no início de sua vida laboral, para levar vantagens pessoais (leia-se "dinheiro"), Lula prestou-se a delatar (palavras dele) "camaradas menos aptos" - entre outras indignidades.

Pois é, os empreiteiros Odebrecht, o ex-delegado Tuma Junior e o jornalista Nêumanne Pinto, todos têm farta documentação do que afirmam. Não dá para arriscar. Já um vigário de paróquia... Aí dá para mostrar valentia...

 

 

Renato Sant'Ana é Advogado e Psicólogo. 

E-mail:  sentinela.rs@outlook.com

Governo zera imposto de importação de etanol e seis alimentos

- Esta reportagem é da Agência Brasil de hoje. 

Até o fim do ano, o etanol e seis alimentos não pagarão imposto para entrarem no país. A redução a zero das alíquotas foi anunciada ontem à noite pelo Ministério da Economia.


A medida beneficia os seguintes alimentos: café, margarina, queijo, macarrão, açúcar e óleo de soja. Em relação ao etanol, a alíquota foi zerada tanto para o álcool misturado na gasolina como para o vendido separadamente. 


Segundo o secretário-executivo do Ministério da Economia, Marcelo Guaranys, a medida tem como objetivo segurar a inflação De acordo com a pasta, a medida fará o preço da gasolina cair até R$ 0,20 para o consumidor. Atualmente, o litro da gasolina tem 25% de álcool anidro. Por causa da alta recente dos combustíveis, o governo espera que a redução da tarifa de importação praticamente zere os efeitos do último aumento. Em relação aos produtos alimentícios, o Ministério da Economia informou que os produtos beneficiados são o que mais estão pesando na inflação, pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). Esse indicador mede o impacto dos preços sobre as famílias de menor renda.


Atualmente, o café paga Imposto de Importação de 9%; a margarina, 10,8%; o queijo, 28%; o macarrão, 14,4%; o açúcar, 16%; o óleo de soja, 9% e o etanol, 18%.


Bens de capital

A Camex também aprovou a redução em mais 10%, até o fim do ano, o Imposto de Importação sobre bens de capital (máquinas usadas em indústrias) e sobre bens de informática e de telecomunicações, como computadores, tablets e celulares. A medida pretende facilitar a compra de equipamentos usados pelos produtores industriais e baratear o preço de alguns itens tecnológicos, quase sempre importados.


Em março do ano passado, o governo tinha cortado em 10% a tarifa para a importação de bens de capital e de telecomunicações. No total, o corte chega a 20%.


Até o início do ano passado, as tarifas de importação desses produtos variavam de zero a 16% para as mercadorias que pagam a tarifa externa comum (TEC) do Mercosul. Com a primeira redução, a faixa tinha passado de 0% a 14,4%. Agora, as alíquotas passaram de 0% a 12,8%.


Em novembro do ano passado, o governo reduziu em 10% a tarifa de 87% dos bens e serviços importados até o fim deste ano. Na época, o governo alegou a necessidade de aliviar os efeitos da pandemia de covid-19 e que a medida já havia sido acertada com a Argentina.


Segundo o Ministério da Economia, o governo deverá deixar de arrecadar R$ 1 bilhão com as medidas até o fim do ano.

Combate à dengue

 A vanguarda gaudéria do atraso, a mesma que defende o uso continuado das máscaras contra o vírus chinês, pode se inspirar no modelito ao lado de burka de proteção contra o mosquito da dengue.

Porto Alegre já contabiliza 243 casos confirmados de dengue em 2022, sendo 236 contraídos na cidade. Em todo o ano passado, foram 83 registros. Os casos são registrados em todas as regiões, com prevalência nos Distritos Sanitários Leste e Centro Sul, com 128 e 46 casos, respectivamente. 

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) realiza ações de controle ambiental para diminuir o risco de transmissão do vírus da dengue na Capital. Nesta terça-feira, das 8h30 às 17h, equipes da Diretoria de Vigilância em Saúde estarão nos bairros Jardim Carvalho, Vila Nova, Passo das Pedras e Partenon

. A doença é transmitida pela picada do mosquito Aedes aegypti.

segunda-feira, 21 de março de 2022

Qual é a pauta?

Byron Sharp, cabeça brilhante e provocadora, traz uma velha discussão do marketing: o que é rentável, aumentar a base ou fidelizar clientes?


Através da “Lei do Duplo Risco”, afirma que todas as marcas perdem (anualmente) compradores, e essa perda é proporcional à participação de mercado da marca (ou seja, as grandes marcas perdem um número maior de clientes, embora esse número represente uma parcela menor de sua base total de clientes).


Isso é um fato inquestionável. Marca que não busca novos clientes, desaparece com a morte dos que já têm. Philip Kotler, por outro lado, afirma que conquistar um novo cliente custa de 5 a 7 vezes mais do que manter um atual. Na minha opinião, devemos escutar ambos — Sharp e Kotler —, alimentando diariamente as marcas com energia e alma.


Final de semana passado, quando andava de carro por uma rua movimentada, me chamou atenção uma situação. Duas lojas do mesmo setor, uma em cada esquina; a da direita estava lotada, a outra, vazia. Ambas tinham os mesmos produtos, serviços, com atendimento muito parecido, por que a diferença?


Lembrei, na hora, quando há muitos anos um cliente me provocou ao dizer que marcas não tinham alma. Porque eram apenas “roupas” de produtos e serviços, não havia coração. À época fiz toda uma defesa, buscando conscientizá-lo de que não nos movemos apenas pela razão, que somos movidos por instintos e sentimentos. Foi uma conversa estéril, mas, com certeza, hoje ele sabe o quanto isso faz a diferença.


A loja que estava sem nenhum comprador, racionalmente, está perfeita, mas faz lembrar o “amor matemático”. A vida, assim como os negócios, tem que ter “pegada”. Quando pensamos demais, planejamos demais, perdemos a naturalidade.


As pessoas desejam mais do que apenas solução, esperam se relacionar com quem tenha “energia”, calor, comungue dos mesmos valores, significados e princípios. Um bom programa de recompensas, bem promovido, ajuda bastante na recorrência. Mas apenas isso não basta.


Quando se fala em “marketing de comunidades”, muitas vezes esquecemos que a vida das pessoas é muito maior do que comprar e ficar nas redes sociais. A meta de todo empresário é conseguir fluxo, tráfego, visando um único objetivo: conversão de vendas com lucro. A pergunta que fica é: como ganhar tração?


A resposta primeira é construir relevância. A partir daí você pode incluir os seguintes pontos na pauta da diretoria:


Qual é a referência de sucesso que você e seus colegas de direção desejam que sua marca alcance?

Qual a importância dos entregáveis da marca (negócio) para o público que vocês desejam conquistar?

Todos na sala concordam com a ordem hierárquica dos entregáveis?

As outras empresas líderes do setor estão preenchendo lacunas (não atendidas) que o consumidor tem?

Quanto vocês estão dispostos a investir em comunicação e relacionamento para mudar a posição da marca (negócio) no mercado?

Se na pauta não estiver a vida, a pauta não tem qualquer importância para o negócio. A resposta é simples: as empresas não atuam para robôs, e sim para pessoas que sentem e buscam solução, conforto, conveniência, praticidade e prazer. Coloque bem grande no topo da pauta: “como vamos aumentar o prazer das relações das pessoas com o nosso negócio”. Ninguém vai duvidar que agora a pauta tem valor.


João Satt

Estrategista e CEO G5

Queda da taxa de desemprego não tem sido acompanhada por pressões salariais.

Conforme divulgado na sexta-feira pelo IBGE, a taxa de desemprego atingiu 11,2% no trimestre encerrado em janeiro, ligeiramente inferior ao esperado. Esse resultado é o menor patamar para o período desde 2016 e representa uma queda de 3,3 p.p. em relação à taxa de desemprego registrada no mesmo período do ano passado (14,5%). A melhora da ocupação tem sido explicada tanto pelo trabalho formal quanto informal. Descontados os efeitos sazonais, a taxa recuou de 12,0% para 11,8%. Vale destacar que a recuperação do mercado de trabalho ainda não tem sido acompanhada por pressões salariais, com o rendimento habitual, em termos reais, atingindo R$ 2.489 em janeiro deste ano, o que representa um recuo de 9,7% em relação ao registrado no mesmo período de 2021. Para este ano, a taxa de desemprego média deverá chegar a 11,3%.

Boletim Focus

 O mercado financeiro aumentou pela décima vez consecutiva a previsão de inflação para este ano. Segundo projeção do Boletim Focus, divulgada hoje pelo Banco Central, o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) deve fechar este ano em 6,59%. Há uma semana, a projeção do mercado era de que a inflação este ano ficasse em 6,45%%. Há quatro semanas, a previsão era de 5,56%.

Divulgado semanalmente, o Boletim Focus reúne a projeção de cerca de 100 instituições do mercado para os principais indicadores econômicos do país. Outras projeções macroeconômicas relevantes:

PIB - Na projeção desta semana, o Focus também elevou a previsão do PIB registrada há sete dias. A nova projeção é de PIB de 0,50%, em 2022, ante o 0,49% previsto na semana passada.

Taxa de juros e câmbio - O mercado também projetou alta para a taxa básica de juros, a Selic, para 2022. Na projeção divulgada nesta segunda-feira, a Selic deve ficar em 13%, ante os 12,75% ao ano da semana passada. No que diz respeito ao câmbio, a expectativa do mercado para a cotação do dólar em 2022 ficou em R$ 5,30, a mesma da semana passada.


Revistas

 As revistas, assim como os jornais, não tiveram um bom ano em 2021, escreve hoje a repórter Hanna Yhaya, site Poder360, que informa:

-  De acordo com o IVC (Instituto Verificador de Comunicação), a circulação impressa caiu 28%, a digital retraiu 21% e a total, diminuiu 25%. 

Para o levantamento, o Poder360 escolheu 7 revistas: Veja, Quatro Rodas, Época, Exame, Vogue, Revista Piauí e CartaCapital. No caso de Época, essa publicação foi descontinuada em maio de 2021 e tornou-se seção do jornal O Globo.

Na lista das 3 piores quedas da versão impressa estão: CartaCapital (perdeu 5.804 exemplares impressos –retração de 76% em relação a 2020); Exame, que teve redução de 11.114 cópias (-44%) e Veja, que caiu 36% (-51.290 exemplares).

domingo, 20 de março de 2022

A pá de cal na dignidade nacional

 Somente em um País com a justiça totalmente comprometida e desmoralizada é possível que um criminoso com duas dezenas de processos e inquéritos, com uma infinidade de provas materiais e circunstanciais confirmadas em três instâncias, condenado por unanimidade por mais de uma dezena de magistrados, seja sucessivamente favorecido pela complacência e lentidão do sistema jurídico.


Torna ainda mais grave o fato de que isso é feito com a participação decisiva da Suprema Corte, a ponto de um dos seus ministros esfregar na cara da sociedade um ato tão escandaloso, como retrata a manchete do Globo da última semana: “Lewandowski suspende última ação penal contra Lula na Justiça”.


Seus argumentos para a vergonhosa decisão foram tão ridiculamente inconsistentes quanto aqueles que utilizou perante a Nação para rasgar a Constituição Federal e manter os direitos políticos de Dilma Rousseff.

Em um deles, valeu-se da credibilidade da Força Aérea Brasileira para tentar isentar Lula e seu filho Luís Cláudio da acusação de tráfico de influência na concorrência que resultou na compra dos caças suecos.

Na liminar concedida, afirmou que a aprovação da proposta da Grippen pela Comissão Coordenadora do Programa Aeronave de Combate seria razão suficiente para atestar a lisura da operação.




Essa avaliação da COPAC diz respeito apenas aos aspectos operacionais, tecnológicos e financeiros para a escolha correta da melhor aeronave para a Força Aérea, dentre as concorrentes, não guardando qualquer relação com o suposto recebimento de propina pela negociação de vantagens indevidas para os acusados, em troca da assinatura do contrato.


Na inexplicável decisão, Lewandowski também “vangloriou-se” de mais um ato deplorável, seu e de seus comparsas, ao referir-se à maior operação contra a corrupção que se tem notícia no mundo como “a extinta Lava Jato”.


Se confirmada em plenário, a exemplo de todas as anteriores do mesmo teor, essa decisão estará sepultando a última esperança do povo brasileiro de ver o ex-condenado atrás das grades.


Após a prescrição dos crimes “menores”, ainda vigoravam os referentes aos grandes assaltos aos cofres públicos, com obras faraônicas em países comunistas financiadas a fundo perdido pelo BNDES; formação de quadrilha e tráfico de influência para obter vantagens junto a governos e empresas estrangeiras, cujos processos foram transferidos para a areia movediça dos gavetões de Brasília.


A pá de cal nas pretensões de que algum crime fosse atribuído ao ladravaz foi jogada no lixo por Ricardo Lewandowski na semana passada.


Os militantes e simpatizantes esquerdopatas podem qualificar esta análise como teoria da conspiração. No entanto, as ações do Judiciário em favor do retorno do criminoso, essas sim, configuram uma conspiração, um golpe estruturado e executado para libertar, habilitar e eleger para Presidente da República o chefe da quadrilha que assaltou o Brasil nas últimas três décadas.


É totalmente impensável a aceitação de um indivíduo com essa folha corrida tornar-se mandatário de um País do porte internacional do Brasil e, principalmente, vir a ser o Comandante Supremo da instituição nacional de maior conceito ético e moral junto à sociedade.


A implementação do TSUNAMI AMARELO, com todos os eleitores comparecendo para votar vestindo camisas amarelas, não irá impedir uma eventual fraude, mas irá demonstrá-la, caso ocorra, pela exposição das imagens na mídia.


É fundamental que as camisas não contenham qualquer inscrição, para evitar uma conotação de propaganda eleitoral, que poderia redundar em anulação de votos.

BRASIL ACIMA DE TUDO, DEUS ACIMA DE TODOS.

Major Brigadeiro Jaime Rodrigues Sanchez

Bolsonarismo vence a guerra cultural

 Se você duvida, CLIQUE AQUI para ler o original, mas você precisará desconsiderar os prejuízos ideológicos usados pelo lulopetismo, uma mistura de ideologia comunista com ideologia fisiológica, incapaz de entender que seu líder é um ladrão e sua entidade é a organização criminosa usada por ele para roubar dinheiro público, como ficou provado no Mensalão e na Lava Jato

Apresentado pelo lulopetismo como referência brasileira no estudo da "guerra cultural", o professor João Cezar de Castro Rocha, da UERJ (Universidade do Estado do Rio de Janeiro), afirmou à TV 247, a TV do site lulopetista Brasil247 de hoje, que a militância bolsonarista não só não se esgotou como eles pensavam, como está voltando com toda a força. Perplexo, o mestre declarou:

- Nenhum de nós foi capaz de antecipar que o Bolsonaro se manteria competitivo para o segundo turno. Como isto é possível ? É a guerra cultural.

E avisou:

- É uma poderosíssima máquina eleitoral. - a maios poderosa do século XXI.

sábado, 19 de março de 2022

Ana Caroline

Ana Caroline Campagnolo,mãe e cristã,nossa guerreira na luta  contra a quadrilha de bandidos esquerdistas e seus associados ,mostra um protótipo de humano Lulista, típico da legião do Maligno. Esse energúmeno,Bueno,de cognome peninha é merecedor de peninha,nossa compaixão .Com efeito,ele está a balbuciar e exalar ódio , a cuspir  saliva contagiosa  de  um cão raivoso,destilando  seu ódio a humanos.A propósito de Frankenstein,o filme, seria oportuno que um cineasta de nosso time,produzisse  uma película ,na qual aquele  personagem  demente que comia baratas  internado no manicômio pelo pai do monstro, ,fosse representado por esse tal Bueno,simplesmente reproduzindo na película ,o que ele faz no referido vídeo.Nao se poupe a ele ,um prato de incetos.Nao tenho dúvidas de que tal manifestação induz o orgasmo de alguns togados do STF,carentes de estímulo e querência do povo brasileiro.A propósito,eles e toda a corja de Lula devem ser extirpados do corpo político e social do país,senão pelo voto,pelas armas ,se os bandidos togados vierem a  subverter a ordem jurídica e fraudar   as eleições.Deus Pátria e Família .Professor Sergio Colle.

Deputado Alceu Moreira diz que ataques ao Telegram são censura pura do STF

O deputado federal gaúcho Alceu Moreira, MDB, provável candidato do Partido ao governo do RS, protestou esta tarde contra a decisão do STF de suspender as atividades do aplicativo Telegram.

Eis o que ele postou no seu Twitter:

Alceu Moreira 🇧🇷

@Alceu_Moreira

Bloquear o Telegram sob a justificativa de que a plataforma dissemina ódio ? Isso é pretexto para censura. 

Quem dissemina ódio são as pessoas, que, aliás, devem ser investigadas e punidas. Mais um equívoco do STF, construído no conforto dos salões dourados com cortinas de veludo.

Manual anti-censura do Telegram

 🔥 Manual anti censura para o Telegram em Smartphones📱 


👉 NO ANDROID 


🛡 Se o app for removido da Play Store


1️⃣ Baixe e instale pela loja de apps F-Droid: https://f-droid.org/en/packages/org.telegram.messenger


2️⃣ Não tem o F-Droid? Baixe ele aqui: https://f-droid.org/pt_BR/


3️⃣ Baixe através do site oficial do Telegram: https://telegram.org/dl/android/apk


4️⃣ Use as versões Web (para navegador):

   - Versão K: https://github.com/morethanwords/tweb

   - Versão Z: https://github.com/Ajaxy/telegram-tt


5️⃣ Direto do código fonte (usuários avançados): https://github.com/DrKLO/Telegram


🛡 Se manipularem o DNS


1️⃣ Vá até as configurações do seu aparelho e busque por "DNS Privado". Ou vá até "Mais configurações de conexão" ou "Configurações avançadas de conexão".


2️⃣ Clique em "DNS Privado" e escolha a opção "Automático" ou em "Nome do host do provedor de DNS privado" insira um deste hosts:

   Quad9 (da IBM): dns.quad9.net / dns11.quad9.net (com filtro anti conteúdo adulto)

   Cloudfare: 1dot1dot1dot1.cloudflare-dns.com

   OpenDNS (Cisco): doh.opendns.com / doh.familyshield.opendns.com (com filtro anti conteúdo adulto)

  ➡️ Tutorial: clique aqui


3️⃣ Se não funcionar - configure a rede do seu smartphone (somente Wifi):

  ➡️ Tutorial: clique aqui 


4️⃣ Use aplicativos:

   DNSCloak (para Iphone): baixe aqui da AppStore

   Nebulo (para Android): baixe aqui da PlayStore 

  ➡️ Tutorial: clique aqui 


5️⃣ Configure direto no seu roteador:

  https://support.opendns.com/hc/en-us/sections/206253627


6️⃣ Configure direto no Navegador (caso use a versão Web):

  https://support.opendns.com/hc/en-us/articles/360038086532-Using-DNS-over-HTTPS-DoH-with-OpenDNS


7️⃣ Verifique se está configurado corretamente:

  Acesse o site https://www.dnsleaktest.com/ e clique em "Extended test"

  *Deverá aparecer o IP do provedor de DNS e não do seu Provedor de Internet (Oi, Vivo, Tim, Claro e etc)

  

🛡 Se tentarem banir os endereços de IP dos servidores do Telegram


1️⃣ Use um dos proxies fornecidos pelo Telegram:

  Canais de Proxy: https://t.me/ProxyMTProto e https://t.me/proxyme


2️⃣ Use uma VPN: 

  Não vou recomendar nenhuma. Faça sua própria pesquisa. 

  Este ranking de VPNs é um dos poucos confiáveis: https://techlore.tech/vpnchart.html

  Segundo o site, as melhor são: ProtonVPN, IVPN e Mullvad.


3️⃣ Use o Tor Browser (para o Telegram versão Web).

  Download (Desktop e Mobile): https://www.torproject.org/download/


4️⃣ User o Orbot. Este app encaminha o tráfego de aplicativos pela rede Tor.

  Download: Play Store ou F-Droid


🛡 NO IPHONE


Por precaução, adicione o Telegram-Webk no seu iPhone, para o caso dos governos bloquearem o acesso, ou mesmo a Apple remover o App da sua App Store!


👉 PASSO-A-PASSO


1️⃣ No Safari, abra o endereço webk.telegram.org


2️⃣ Faça o seu login e autorize no App original 


3️⃣ Depois que fez o login e consegue ver todas as suas conversas, clique no botão “compartilhar”


4️⃣ Adicione o WebK na tela de início escolhendo a opção “Adicionar à Tela de Início”


5️⃣ Agora foi adicionado um ícone na sua tela com o logo do Telegram, que você poderá utilizar exatamente como o App nativo! Deste modo você poderá sempre acessar seu Telegram! 


🗣 @CYBERDEF_OFICIAL