segunda-feira, 29 de outubro de 2018

Artigo, Marcelo Aiquel - O resultado das eleições

        Finalmente, terminou a campanha eleitoral! Uma campanha marcada pelas mentiras e baixarias patrocinadas – como sempre – pelos “desesperados” PT; PSOL e PCdoB.
         Escrevo novamente (desta vez me despedindo definitivamente. Sim, este deverá ser meu último artigo sobre política) para dizer que – independente do que gostariam alguns – o capitão Bolsonaro venceu. Apesar da tentativa de fraude! E houve!
         E acrescentar que o sucesso dele (Bolsonaro) deveu-se, em grande parte, á soberba e a arrogância dos militantes defensores do Luladrão, condenado sem gópi e com provas, sim. Muitas, por sinal.
         Ah, também por causa da cegueira hipócrita e seletiva dos seus admiradores, que não cansaram – ao longo da campanha eleitoral – de argumentar (ou tentar) com teses pra lá de duvidosas e um palavreado “chulo” (não é mesmo, Doutor Sílvio, de Santos/SP? Mais um “raivoso” adorador dos políticos ladrões) ofendendo graciosamente todos os seus opositores.
         Como as boas lições raramente são aprendidas (é absolutamente necessário ser humilde e inteligente para tal) sei que dizendo isso estou “batendo em ponta de faca”... Ops, faca não! Isto é especialidade do “desempregado abonado”, e agora “doente mental”, do assassino confesso Adélio. Evidentemente, do PSOL, outro membro da ORCRIM!
         Concluindo: Como as boas lições raramente são aprendidas, continuem (os fanáticos e os dependentes) a saudar um psicopata bêbado e comprovadamente ladrão, enquanto o Brasil caminhará para a frente.
         Agradeço a todos, recomendando apenas: andem na linha e na ordem que nada de mal lhes acontecerá. Afinal, as leis são para todos! Dura lex, sed lex...

        Saudações e até qualquer dia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário