domingo, 16 de outubro de 2016

Nota do PMDB

Nota de repúdio à invasão de profissionais contratados pela campanha de Nelson Marchezan Júnior à sede do PMDB

O Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), que integra a Coligação Abraçando Porto Alegre, dos candidatos Sebastião Melo e Juliana Brizola, denuncia a ação sórdida, truculenta, antidemocrática e ilegal da candidatura de Nelson Marchezan Júnior, registrada na tarde deste sábado (15).

Durante averiguação judicial na sede municipal do PMDB (Rua Riachuelo, 421, Centro Histórico), feita a pedido da aliança que sustenta a candidatura de Nelson Marchezan Júnior, a advogada da referida candidatura e um fotógrafo que não se identificou tiraram proveito da ordem judicial. De forma ilegal, o fotógrafo invadiu a sede que pertence ao PMDB há mais de 30 anos, percorreu os dois pisos da casa e fez registros de imagem. A advogada representante do candidato Nelson Marchezan Júnior, por sua vez, foi flagrada por testemunhas presentes ao episódio também captando imagens e vasculhando materiais pertencentes ao PMDB, agindo de maneira afrontosamente ilegal, desrespeitando a presença da oficial de Justiça.

Diante do conjunto de ilegalidades, o Partido do Movimento Democrático Brasileiro notificou a Justiça Eleitoral (113ª Zona), ainda na tarde deste sábado, sobre a gravidade dos atos abusivos e truculentos de responsabilidade da candidatura de Nelson Marchezan Júnior, que remontam a um obscuro período em que o Brasil viveu sob um regime de exceção. O PMDB salienta ainda que prontamente respeitou a ordem judicial – como convém às instituições democráticas –, mas condena o ato oportunista de profissionais contratados pela candidatura de Nelson Marchezan Júnior.

Além disso, o PMDB está marcando audiência, nesta segunda-feira (17), com as autoridades da Justiça Eleitoral para registrar sua indignação com a má-fé dos representantes da campanha de Nelson Marchezan Júnior que agiram com clara intenção de violar a privacidade com objetivos eleitorais.

Porto Alegre, 15 de outubro de 2016.


Antenor Ferrari, presidente do Diretório do PMDB de Porto Alegre

Nenhum comentário:

Postar um comentário