sexta-feira, 16 de março de 2018

Artigo, Claudia Wilde - Malditos canalhas ! Precisavam de um cadáver para chamar de seu

O que a imprensa engajada, a esquerda e os aparelhos estatais estão fazendo - no sentido do uso político de uma única morte como tantas outras neste país - causam engulhos.
O Brasil é um país de fartíssima violência. A culpa pela explosão da violência, nas últimas décadas, é EXCLUSIVA da esquerda e seus fiéis escudeiros. A esquerda esteve no poder, tratando de adotar políticas para privilegiar criminosos e desestimular suas punições. Fez isso com os efusivos aplausos da imprensa camarada e do aparelho “humanitário” estatal.
Tal qual cínicas carpideiras, agora debruçam sobre um conveniente cadáver para - ao invés de fazerem uma mea-culpa - aproveitarem-se politicamente da tragédia e dela alavancar uma pauta política, que pretende não só dar continuidade na delinquência nacional como também aniquilar a Polícia Militar do Brasil - uma meta ainda não atingida.
No Brasil, quase 70 mil brasileiros/ano são assassinados. Vítimas anônimas e que nunca comoveram minimamente esta súcia dissimulada.
Mais de 150 brasileiros perdem suas vidas para o crime, DIARIAMENTE. O assassinato covarde desta militante da extrema-esquerda não é mais importante do que aquele ocorrido ontem no sinal de trânsito, ou no assalto à mão armada que não ganharam holofotes ou condolências nacionais.
A vítima Marielle Franco, infelizmente, concorreu direta ou indiretamente para sua precoce morte. Direta, caso esteja envolvida com elementos criminosos. Indiretamente, pois sua vida política foi sustentar um discurso maquiavélico que armou a bandidagem de astúcia e de audácia para o cometimento de crimes como o que ceifou sua vida. Seja ele o bandido que for, venha da onde vier, ele é um criminoso. Criminoso que sempre fizeram questão de adular e proteger.
Vamos deixar de hipocrisia barata! Vocês são os responsáveis pela maioria absoluta dos crimes de homicídio no Brasil. A contribuição política dada foi decisiva para que o Brasil fosse tomado pelo crime. E agora fazem-se de solidários rogados - ávidos por justiça e punição exemplar aos autores do crime. A seletividade hipócrita no trato do lamentável episódio só mostra o quão baixos são. O quanto desprezam a vida daqueles que não servem para a causa defendida.
Malditos canalhas! Precisam apenas de um conveniente cadáver para chamar de seu

3 comentários:

  1. A gente não vê em nenhum outro blog estes textos que expõem a verdade dos fatos.São textos que merecem ser copiados aos milhões e distribuidos em aviões que sobrevoam as praias do Brasil...

    ResponderExcluir
  2. BOLSONARO = FAMILIA + ORDEM + PROGRESSO

    ResponderExcluir
  3. No mesmo dia, creio que no bairro Engenho de Dentro,no Rio de Janeiro, um empresário de 43 anos foi morto em um assalto, na presença de seu filho de 5 anos. Não me recordo em qual meio eu li, mas as TVs, rádios, jornais de grande circulação, blogueiros famosos, ignoraram o fato lamentável, uma criança de 5 anos de idade presenciando o assassinato do pai, um homem ainda jovem, um empresário que gerava emprego e renda. O que é mais brutal? Uma vereadora que se expunha ao risco, ou uma criança de 5 anos presenciando a execução do pai e que carregará para o resto da vida esse trauma?

    ResponderExcluir