segunda-feira, 1 de agosto de 2022

Governo Eduardo Leite exterminou 308,7 mil empresas até julho deste ano

 O governador Eduardo Leite do PSDB, com suas bandeirinhas durante a pandemia e sua falta de ideias e planejamento econômico acabou com 308,7 mil empresas no Rio Grande do Sul durante o seu governo até o mês de julho deste ano. Segundo dados do “Painel Mapa Empresas do governo federal”, durante seus 1.307 dias de desgoverno foram 7,1 mil empresas fechadas por mês, o que equivale a 236,2 empreendedores por dia que fecharam suas portas no estado.


Na sua sanha marketeira de dar prioridade a saúde e não a economia gaúcha, a incompetência do governo tucano ficou mais exposto no estado com o seu jogo de bandeirolas, fechamento de supermercados e perseguição e prisão da população que lutava para sobreviver. O resultado, na prática, ficou só na retórica e em promessas não cumpridas, como já é de praxe na vida política do governador pelotense. A Bahia, por exemplo, que tem 15 milhões de habitantes, ou seja, 4 milhões a mais que o RS,  teve 1 milhão de casos do vírus chinês a menos do que o RS até a data de hoje segundo o “site conass.org”. O Rio Grande do Sul é o 5º estado com mais casos de covid no país (2,6 milhões) e o 6º em óbitos, com 40.462.


Quase 310 mil empresas fechadas e entre os 24 estados brasileiros, o 6º em mais mortes, com mais de 40 mil gaúchos perdendo a vida pelo vírus chinês. Esse é o legado de um desgoverno que não honra promessas e brinca de bandeirinhas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário