sábado, 5 de março de 2016

Artigo, Marcelo Aiquel - As notas oficiais do PT e do Instituto Lula na 24a. fase da Lava Jato

      O Brasil acordou hoje com a operação que levou o intocável Lula à investigação da Lava Jato.
      Ao mesmo tempo também explodia no país a bombástica delação do senador Delcídio do Amaral.
      Ele, que sempre esteve ligado visceralmente à intimidade do PT, é um exímio conhecedor dos meandros da quadrilha.
      Daí que, abandonado à própria sorte pelos seus antigos aliados, resolveu salvar a sua pele e optou em contar detalhadamente toda a lama que envolve a política e muitos políticos do PT e da nação.
      Isso bastou para que o presidente do PT (RUIFALSÃO) e o InstitutoLula saíssem atacando o senador delator, chamando-o de mentiroso. E chamando o MPF de antidemocrático.
      Depois das corriqueiras justificativas de que “todas as doações foram legais e declaradas”, ou “se trata de uma perseguição ideológica”, resta evidente que – para eles – somente o PT e Lula falam a verdade.
      Que estranho, não acham? Esta atitude me remete à fábula do menino que mentia diariamente sobre o ataque de um lobo. Todos corriam para socorrê-lo, até que se deram conta das mentiras. Aí, certo dia, um lobo realmente atacou o menino, e quando este gritou por socorro ninguém acreditou... E então o lobo comeu o menino!
      Ora, ora, meus amigos, ninguém pode – de sã consciência – crer que TODOS mentem e só o injustiçado e coitadinho do chefe da quadrilha (ou PAI da facção, como na atual novela da TV Globo) é inocente; fala a verdade; e é perseguido.
      Socorro, mãezinha, porque tudo o que a senhora me ensinou não vale mais nada.
      E eu, além de não mais agir de forma honesta, ainda vou trocar o meu rol de amigos, pois todos os que consegui juntar ao longo da vida nunca me deram nada, comparado com os “generosos mimos” que o Lula vem ganhando, graciosamente, dos amigos dele.
      Sobre estes presentes e brindes que recebeu enquanto presidente em exercício, Lula teve a deslavada cara de pau de declarar – num palanqueque montou, após ter prestado depoimento à PF – que não sabia o que fazer com os presentes recebidos. Amigos, a resposta é simples e não precisa ser nenhum especialista para entender. Para isto, basta examinar o texto da Resolução nº 23 da Casa Civil da Presidência da República, datada de 23/11/2000, que estabelece as REGRAS SOBRE O TRATAMENTO DE PRESENTES E BRINDES APLICÁVEIS ÀS AUTORIDADES PÚBLICAS ABRANGIDAS PELO CÓDIGO DE CONDUTA DA ALTA ADMINISTRAÇÃO FEDERAL.
      Na sua hemorragia verborrágica, Lula se declarou ofendido e magoado, e prosseguiu repetindo as mesmas mentiras já contadas, que são absolutamente contraditórias às provas documentais conhecidas e apresentadas pela investigação da Lava Jato.
      Ou seja, o falastrão incorrigível joga sua cartada final para tentar seguir iludindo a “claque”ensandecida da cega militância que o idolatra.
      Perante uma patética plateia, e cercado por um bando de puxa sacos de plantão, Lula não teve nenhum pudor em vomitar números inventados e sem qualquer veracidade ao bradar travestido da “vítima da hora”, ou como melhor lhe convém: “a maior vítima viva do país”.
      Suas justificativas, apresentadas com a tradicional gramática assassinada que ignora o plural, não combinam em nada com a incrível falta de humildade que usou ao se comparar com o americano Bill Clinton, como os dois maiores palestrantes do universo.
      A “casa” do chefe da facção criminosa está caindo. Juntamente com o tríplex do Guarujá, o sítio de Atibaia, e todas as hipocrisias que patrocina há muitos anos.
      Só que, desta vez, ele não vai cair sozinho e abandonado como faz acontecer com seus aliados.
      Vai levar junto os “cumpanheros” quadrilheiros que ainda estão ao seu lado.
      Para o renascimento da decência no Brasil!

      Marcelo Aiquel – advogado (04/03/2016)
     


      

Um comentário:

  1. Me permita discordar de apenas um ponto em seu artigo. A cega militância.Essa militância petista não é cega não, apenas é formada por parasitas vagabundos do movimento sindical de onde provem o chefão e os altos escalões da quadrilha que assaltou o Brasil. Parasitas que vivem às custas dos que realmente trabalham para sustentar a si e suas famílias. Corte o dinheiro fácil dessa claque que eles, ligeirinho começam a cuspir no prato que comeram.

    ResponderExcluir