terça-feira, 7 de junho de 2016

Artigo, Marcelo Aiquel- A delação de Cerveró

       O Jornal Nacional (aquele mesmo noticiário que já foi um bálsamo para os lulopetistas) de hoje – 06 de junho – divulgou um vídeo, onde o ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró acusa diretamente a nossa pobre guerrilheira injustiçada Dilma Rousseff de estar ciente de todos os passos da compra da refinaria de Pasadena.
      Ora, o que ele declarou é apenas o óbvio. Pois, se ela não soubesse de nada, teria sido – além de uma péssima presidente do Conselho de Administração da empresa – uma administradora com atuação flagrantemente nociva aos interesses da Cia. e de seus acionistas.
      E se isto não representa um “crime de responsabilidade” (e ela praticou dúzias), então passarei a engrossar o grito de GOLPE.
      Porque, aos dirigentes das sociedades anônimas, especialmente aquelas de capital aberto, como a Petrobras, é exigido um comportamento absolutamente diligente na defesa da empresa e dos seus milhares de investidores/acionistas.
      Na hipótese da ex-presidente Dilma haver sido imprudente na condução dos negócios da Petrobras, para o que recebia um robusto salário no cargo diretivo que ocupava, deve ser responsabilizada civilmente segundo o artigo 158 da Lei 6.404/76.
      Isto quer dizer que – no mínimo – a ANTA terá que responder pelos prejuízos que ajudou a causar. E esta indenização sinaliza – também no mínimo – na devolução dos valores do referido prejuízo.
      Para alguém que gasta – sem qualquer parcimônia – o dinheiro público, este tipo de condenação seria um princípio da moralidade aplicada ao administrador irresponsável. Especialmente um administrador mentiroso e hipócrita como a nossa guerrilheira Dilma.
      Mentira e hipocrisia que sobraram nas justificativas ridículas apresentadas para contestar as denúncias do Cerveró.
      Disse a ANTA, entre outras pérolas, que nunca privou da intimidade do denunciante. Como se isso fosse determinante para inocentá-la da acusação de cumplicidade com o crime praticado.
      As desculpas apresentadas nos remetem ao reino da fantasia, e nos toma – a todos – como crianças. Ou ingênuos que acreditam em Papai Noel e no Coelhinho da Páscoa ou na Fada do Dente...
      Apesar de que os que ainda acreditam em GOLPE, são dissimulados o suficiente para dar crédito à inocência da figura.

      Só eles...

Nenhum comentário:

Postar um comentário