quarta-feira, 23 de maio de 2018

Polícia faz busca e apreensão no M. Grupo

A Delegacia de Repressão aos Crimes contra a Administração Pública e Ordem Tributária (DEAT) cumpre nesta manhã mandados de busca e apreensão em endereços ligados ao M.Grupo no Rio Grande do Sul, em Santa Catarina, São Paulo e Goiás. 70 policiais vasculham 15 endereços comerciais e residenciais à procura de documentos da empresa, também conhecida pela razão social de Magazine Incorporações, investigada por vender imóveis e não entregá-los a centena de clientes e com falência decretada pela Justiça.Mais de 400 pessoas já pagaram cerca de R$ 90 milhões ao M.Grupo e seguem sem usufruir dos imóveis.

Apoiados por colegas locais, agentes gaúchos estão em Goiânia, em São Paulo, em São Carlos, interior paulista (terra natal de Lorival Rodrigues, um dos donos do M.Grupo), em Florianópolis (Lorival tem uma mansão em Jurerê Internacional) e em Canoas, Nova Santa Rita e Porto Alegre. Na Capital gaúcha, um dos alvos é a antiga moradia de Lorival na Rua General Francisco de Paula Cidade, no bairro Chácara das Pedras.  

A ofensiva leva o nome de Operação Torre Negra.

O M.Grupo possui uma centena de empresas dos mais variados ramos de atividades, lideradas, em sua maioria, por Lorival e o filho, Cyro Santiago Rodrigues. Em junho de 2016, o M.Grupo somava R$ 505,8 milhões em dívidas com clientes, bancos, investidores, agentes financeiros e tributos fiscais. O M.Grupo já investiu em cinco shoppings e em um hotel, mas perdeu o controle dos negócios por causa de dívidas com agentes financeiros.

A polícia evita detalhes sobre a operação, pois a investigação tramita em segredo de Justiça.

Nenhum comentário:

Postar um comentário