terça-feira, 25 de agosto de 2020

Artigo, Fábio Jacques, exclusivo - Aventuras no Hiperespaço.


Segundo a teoria do hiperespaço, cada decisão que alguém toma neste universo, acontece de forma simétrica em algum outro dentre os infinitos universos paralelos no qual habitam pessoas exatamente iguais a nós. Se isto é bobagem ou não, não posso afirmar. Só lembro que esta teoria é defendida por inúmeros físicos teóricos de alto gabarito como Stephen Hawking, Michio Kaku ou pelo astrofísico Neil deGrasse Tyson.
Assim sendo vou imaginar o que está ocorrendo em um outro universo paralelo não muito distante do nosso.
Naquele universo, o doleiro dos doleiros Dario Messer depositou durante trinta anos o total de R$ 89.000,00 nas contas dos herdeiros do Roberto Marinho, seus filhos Roberto Irineu e João Roberto. Este montante foi entregue diretamente pelo mensageiro do Messer ao alto funcionário da Globo, José Aleixo, em notas de 10 e 20 Reais.
Enquanto isto, o famigerado criminoso Fabrício Queiroz, depositava pacotes com valores entre 50.000 e 300.000 dólares na conta da Michelle Bolsonaro, esposa do presidente da república, valor que acumulado ultrapassa um bilhão de Reais.
Lá, durante os oito anos do governo Lula e os seis de Dilma Rousseff, não ocorreu absolutamente nenhum caso de corrupção enquanto o deputado federal Jair Bolsonaro encheu os bolsos com dinheiro desviado da Petrobrás sendo que, somente numa negociação patrocinada por ele próprio na compra de uma refinaria em Pasadena, que valia 46 milhões de dólares acabou desviando mais de um bilhão. Sua mão grande não se ateve apenas à Petrobrás. Alcançou praticamente todas as demais estatais assim como seus fundos de pensão.
Quando ocorreu a pandemia de Covid-19, o Supremo Tribunal Federal daquele universo, ordenou que fosse feito um isolamento vertical segregando apenas as pessoas pertencentes aos grupos de risco, para que a economia se mantivesse ativa, mas Bolsonaro mandou fechar tudo, contra os insistentes pedidos de abertura de governadores, prefeitos e até mesmo de seus ministros Mandetta e Moro. Para ele, o que importava era salvar vidas e não proteger a economia e os empregos. Durante este embate entre os poderes da república, morreram mais de cem mil pessoas ainda que tudo indique que Bolsonaro manipulou os números de óbitos, o que foi constatado pela redução inexplicável daquantidade de mortes por outras causas quando comparadas com as ocorridasno ano anterior. Também neste caso, Bolsonaro aproveitou para superfaturar as compras de equipamentos e remédios, o que está sendo investigado pela polícia federal e pelo ministério público.
Contra todas as evidências e recomendações da OMS, uma vez que a própria China já estava atacando os primeiros sintomas do Coronavirus desde janeiro, Bolsonaro proibiu a administração da Hidroxicloroquina, e ordenou, apesar dos apelos desesperados de governadores e prefeitos, que o carnaval fosse realizado sem qualquer cuidado, porque para ele, o que importava era faturar com os turistas do exterior. Prefeitos e governadores suplicaram para que os festejos não ocorressem, mas Bolsonaro foi implacável e comandou pessoalmente os festejos momescos. Fantasiado com calça super apertada, sambava na avenida gritando “acelera” enquanto fazia um aceno com os dois dedos em riste na horizontal.
Bolsonaro, contra ordens do próprio STF, mandou investigar e até prender apoiadores de seus adversários políticos fossem parlamentares, jornalistas ou simplesmente blogueiros. Bolsonaro não admitiu qualquer contestação ao seu poder ditatorial tendo, acreditem, se auto nomeado o editor chefe do país, cabendo a ele dizer o que é verdade e o que é mentira.
Bolsonaro calou o congresso nacional e o próprio STF, passando a legislar por conta própria e até mesmo impedindo, a seu bel prazer, nomeações de funcionários nestes dois outros poderes da república.
Bolsonaro criou uma CPMI cujo objetivo único é perseguir e calar qualquer apoiador de seus adversários políticos. Nesta CPMI só participam seus aliados e nenhum adversário que defenda a verdade pode se manifestar.
Aliados de Bolsonaro denigrem a imagem dos ministros do excelso STF disseminando fake news sobre seus currículos, afirmando que até o presidente da corte nunca conseguiu passar em um exame para juiz, e que foi nomeado apenas porque foi advogado do PT, partido que sempre primou pela seriedade e pela preservação do bem público. Chegaram a acusar ministros de tomarem decisões políticas enquanto é sabido que esta corte, composta somente por pessoas do mais alto saber jurídico e possuidores de biografias ilibadas, jamais proferiram qualquer decisão que não fosse pautada na constituição federal e na mais aprimorada jurisprudência internacional.
Lá, os ativistas da internet apoiadores de Bolsonaro atacam sistematicamente a grande mídia que prima por veicular somente fatos e notícias verdadeiras como as grandes emissoras Globo e CNN daquele universo.
A resenha de acontecimentos neste universo paralelo é infinita. É tudo ao contrário do que ocorre aqui. True News aqui é Fake News lá e vice-versa. Só não tenho certeza se, em vez de Bolsonaro, foram os ministros do STF e os presidentes de Câmara e Senado apunhalados pelo Adélio Bispo. Se isto ocorreu por lá, certamente nem todos tenham sobrevivido o que já pode ser considerado um ponto positivo a favor daquele mundo paralelo.
Talvez nem tudo seja tão ruim como parece.

Fabio Freitas Jacques. Engenheiro e consultor empresarial, Diretor da FJacques – Gestão através de Ideias Atratoras e autor do livro “Quando a empresa se torna azul – o poder das grandes ideias”.

5 comentários:

  1. Vamos deixar bem claro uma coisa. Lula e Jair Judas..ups Messias Boldonaro sao igualzinhos em tudo (obviamente Lula roubou mais) mas ambos sao mentirosos, corruptos, arrogantes enfim sao a mesma M...a, a diferenca e' que um esta'"boiando na privada de esquerda (com seus admiradores fieis) e o outro (junto com seus seguidores cegos) esta' na privada da direita. TEMOS que acionar a descarga em evia-los para o esgoto da Historia. Essa descarga se chama Lava-Jato.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. \vai caçar sapo e não fala bobagens!

      Excluir
    2. Todo sujeito que se esconde no anonimato é pusilânime, da pior espécie.

      Excluir
  2. Parabéns pelo artigo. Universo paralelo.

    ResponderExcluir