domingo, 25 de fevereiro de 2018

Artigo, Marcelo Aiquel - Que santa ignorância

Artigo, Marcelo Aiquel - Que santa ignorância

         Não é nenhuma novidade que uma das maiores dificuldades do ser humano é conviver com a reiterada ignorância das pessoas que “acham” que são experts em todos os assuntos que tratam.
         Especialmente quando estes experts tentam convencer aos outros que a ideologia em que acreditam (ou “se beneficiam”) é a única salvação para o futuro.
         Na sua cegueira burra, eles “posam de entendidos”. Independente do assunto!
         E sempre, de maneira imparcial e hipócrita: por exemplo, quando criticam a intervenção militar no RJ, esquecem-se – como num passe de mágica – o apoio à ditadura sanguinária da Venezuela, onde o poder militar do ditador Maduro matou milhares de opositores do regime comunista bolivariano.
         Militar ruim, só os nossos. E isto, se não estiverem construindo estradas; combatendo a dengue; ou dando apoio às vitimas das enchentes.
         E assim os Lulopetistas agem, comumente. Seja para criticar qualquer ato do governo – que não se cansam de adjetivar como golpista (ainda que tenham votado numa chapa com o Temer de vice) – seja para louvar o regime socialista/comunista, que fracassou em todos os lugares do mundo onde foi instalado (legalmente, ou através de golpes sanguinários).
         “Descem o pau” no atual ministro da fazenda, mas – hipocritamente – batiam palmas ao mesmo Henrique Meirelles enquanto presidente do Banco Central (por oito anos) durante os governos do Lula da Silva. Aí, ele era bom, inatacável... Nunca sequer insinuaram a sua estreita relação com a JBS... Antes era um craque das finanças! Mas, agora o acusam de tudo.
         Eu poderia citar centenas de outros exemplos semelhantes praticados pelos Lulopetistas e Bolivarianos, porém não devo nem tentar debater com estes fanáticos ignorantes, pois fatalmente terminaria sendo ofendido diante da total falta de argumentos, e inexistência de razão, destes.
         Os Lulopetistas e os Bolivarianos fazem como aquele papagaio de bordel, repetindo as mesmas mentiras à exaustão, para que se tornem verdades – seguindo fielmente a teoria do “pensador” Antonio Gramsci.
         Diante de tal comportamento, só resta um caminho às pessoas decentes. Agir em legítima defesa: se os Lulopetistas são a favor de algo, estas pessoas deverão ser sempre contra! E vice-versa.
         Independente do assunto.
         Porque, somente assim nos livraremos do atraso causado pela ignorância destes fanáticos.


         Marcelo Aiquel – advogado (24/02/2018)        

Um comentário:

  1. Neste artigo, nenhuma novidade.
    Arriscaria dizer que o ilustre advogado teve seu primeiro embate com algum representante dos "mentes vazias", ou seja, aqueles que perderam sua capacidade de discernimento devido ao jugo da lavagem cerebral (tête-à-tête) ou da doutrinação (ambiente escolar ou profissional).
    Tentar entabular qualquer conversação com esse tipo de marionetes, assemelha-se a tentar ouvir de uma boneca de pano uma palavra inteligível que seja.
    E sabe-se que existem brinquedos deste tipo, que emitem sons repetitivos quando são mecanicamente acionados; exatamente como é feito com os coitados dos escravos dos esquerdopatas.
    Deste texto, todavia, saliento uma recomendação importante, que poderia servir de referencial para o entendimento do que ocorre em nosso derredor; sempre que um esquerdalha qualquer criticar algo ou alguém, valorize o oposto, pois, tal como gafanhotos, para esses mercenários, apenas interessa o caos e a devastação completa.

    ResponderExcluir