quinta-feira, 5 de dezembro de 2019

Barão de Mauá nasceu em Arroio Grande, RS

Esta justificativa consta do projeto do deputado Fernando Marroni.


O presente Projeto de Lei objetiva declarar o Município de Arroio Grande, localizado no extremo sul do Rio Grande, e emancipado em 24 de março de 1873, como “Terra de Mauá” em homenagem a 

Irineu Evangelista de Souza (1813–1889), Barão e Visconde de Mauá, uma das mais importantes personalidades da história brasileira e nascido no município.
Empresário do período imperial, verdadeiro visionário, Visconde de Mauá tem seu nome ligado a grandes empreendimentos. Participou intensamente do desenvolvimento industrial do Brasil, construindo estaleiros, fundições, estradas de ferro e o Banco do Brasil. Criou a primeira estrada de ferro do país (1854) e introduziu o cabo submarino telegráfico ligando o Brasil à Europa (1872), entre outros empreendimentos.
Na política, Irineu Evangelista de Souza foi defensor do abolicionismo, sendo deputado pela Província do Rio Grande do Sul em diversas legislaturas e faleceu pouco antes do alvorecer da República no Brasil. Neste 2019, em 21 de outubro, completa-se 130 anos de sua morte.
O Município de Arroio Grande há muito é conhecido, na informalidade, como “Terra de Mauá”, sem, entretanto, ter o reconhecimento oficial dessa denominação, que o costume local, e, também, a cultura dos arroio-grandenses, atribuiu à localidade.
Um dos mais importantes pontos turísticos da cidade, o Obelisco à Mauá foi erguido em meio às ruínas da casa onde nasceu Mauá.
Cartão Postal da cidade, o Monumento Locomotiva à Vapor, (locomotiva modelo Mikado, fabricado pela Baldwim Locomotives Works) localizado na Avenida Visconde de Mauá, marca a ligação de Arroio Grande à história do transporte ferroviário do Brasil e oferece uma dimensão simbólica da importância do Barão de Mauá para o Brasil e para a cidade.
Este projeto de lei conferir tal condecoração tão desejada pelo povo hospitaleiro e empreendedor do Município de Arroio Grande de forma oficial.
Baseio-me, para a iniciativa, no artigo 59 da Constituição Estadual, bem como, quanto ao mérito da proposição, no art. 220 da Carta Estadual, que assim dispõe: “Art. 220. O Estado estimulará a cultura em suas múltiplas manifestações, garantindo o pleno e efetivo exercício dos respectivos direitos bem como o acesso a suas fontes em nível nacional e regional, apoiando e incentivando a produção, a valorização e a difusão das manifestações culturais.
Parágrafo único. É dever do Estado proteger e estimular as manifestações culturais dos diferentes grupos étnicos formadores da sociedade rio-grandense.”
Por tais razões, solicito apoio aos nobres Pares desse Parlamento para o acolhimento da presente proposição, que declara oficialmente o Município de Arroio Grande como “Terra de Mauá”.
Sala das sessões, em

Deputado(a) Fernando Marroni

Nenhum comentário:

Postar um comentário