segunda-feira, 5 de novembro de 2018

Sérgio Moro super-Ministro.


Sérgio Moro super-Ministro. A princípio, numa análise superficial, a nomeação do Magistrado pelo Presidente Jair Bolsonaro, para ocupar o cargo de Ministro da Justiça, pode ter passado a falsa impressão, que o Brasil estava deixando um santo nu, para vestir outro. Mas não é isso! O Juiz Moro fez um grande trabalho em favor do país. Está no panteão dos grandes heróis da nossa história. É justo que pense um pouco na sua carreira. Seguramente formou uma talentosa equipe. Além disso, em Curitiba/PR estão talentosíssimos Procuradores da República, Delegados da Polícia Federal, Investigadores e Serventuários Públicos. A Operação Lava-Jato vai prosseguir, com toda firmeza. E com absoluta certeza seguirá tendo o apoio institucional do seu principal mentor. De outro lado, ao indicar Moro, o Presidente eleito sinaliza claramente que pretende cumprir com fidelidade total, um dos maiores compromissos da sua campanha, que é um enorme anseio da nação brasileira : o combate implacável da corrupção institucionalizada. Essa, agora, será a tarefa do Juiz Sérgio Moro, que vai aplicar sua enorme experiência em todo o país. A indicação teve imediata e forte repercussão internacional, influenciando de modo muito positivo a nossa imagem no exterior, que passa a perceber que o Brasil, pela manifestação da vontade soberana da esmagadora maioria da população, vive novos tempos. E o novo Ministério que está sendo formado, é uma seleção de notáveis. Com a nova função pública, Sérgio Moro, dono de sólida formação acadêmica e de inegável talento, se credencia para num futuro próximo ser uma opção segura e confiável para ocupar uma vaga de Ministro junto ao Supremo Tribunal Federal. E, convenhamos, que parte daquela Corte também está precisando de uma boa assepsia. A Operação Lava-Jato, ganha assim, uma franquia nacional. A nata da malandragem está arrepiada. O Brasil vai mudar, à jato. Grau 10!

Nenhum comentário:

Postar um comentário