domingo, 7 de julho de 2019

Moinhos de Vento comemora cinco anos de gestão do Hospital da Restinga e Extremo Sul, Porto Alegre


Implantação foi o principal projeto institucional no Proadi-SUS entre 2009 e 2014

O superintendente executivo do Hospital Moinhos de Vento, Mohamed Parrini, e os superintendentes Luciano Hammes (Educação, Pesquisa e Responsabilidade Social), Evandro Moraes (Administrativo) e Tanira Torelly Pinto (Operações e Governos) participaram do Workshop Saúde Pública e Parceria Público-Privada, tudo em comemoração aos cinco anos de atividade do Hospital Restinga e Extremo-Sul (HRES). A programação ocorreu na última sexta-feira. Também estiveram presentes a gerente médica Gisele Nader, o gerente de Responsabilidade Social Luis Eduardo Mariath e lideranças do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (Proadi-SUS).

A implantação do Hospital da Restinga e Extremo-Sul foi o principal projeto institucional no Proadi-SUS no período de 2009 a 2014. Em sua palestra durante o workshop, Mohamed Parrini destacou a criação do HRES e a história de mais de nove décadas do Hospital Moinhos de Vento – marcada pela responsabilidade social e pelas parcerias público-privadas. “Estamos muito felizes de participar desta celebração. Temos a sensação de dever cumprido ao deixar um legado para a saúde da cidade de Porto Alegre”, afirmou Mohamed. 

Durante a programação, o diretor executivo do Hospital Sírio-Libanês, Fernando Andreatta Torelly, tratou sobre entrega de valor em saúde e visões do público e do privado. Torelly, que atuava no Hospital Moinhos de Vento e coordenou a implantação do HRES, recebeu homenagem por sua dedicação.

Entre obras, equipamentos, operação e financiamento, a instituição investiu mais de R$ 250 milhões. Desde 2018, o Hospital Restinga Extremo-Sul é gerenciado pela Associação Hospitalar Vila Nova.

Nenhum comentário:

Postar um comentário