sexta-feira, 3 de abril de 2020

Brasileiros criam Sistema para Rastreamento de pacientes com Coronavírus

SOFTWARE SERÁ DISPONIBILIZADO GRATUITAMENTE PARA HOSPITAIS E UNIDADES DE SAÚDE DE TODO O BRASIL

Na luta contra o Coronavírus, os brasileiros da startup beeIT desenvolveram um sistema de triagem rápida para identificar pacientes com suspeita de contaminação pelo Covid-19.

O objetivo do software – que será disponibilizado gratuitamente para hospitais e unidades de saúde de todo o Brasil – é reduzir a exposição do paciente contaminado com outras pessoas que estejam nas salas de espera dos pronto-atendimentos, diminuindo, desta forma, as chances de contagio e propagação da doença.   

De acordo com o diretor da empresa, Sandro Pinheiro, o sistema é simples, funciona por plataforma online, a partir do preenchimento com os dados do paciente do Protocolo de Classificação de Risco padrão, que utiliza a classificação por cores para definir a prioridade do atendimento, além do preenchimento do protocolo da epidemia. “Em menos de 2 minutos, o software Salus orienta o enfermeiro da triagem sobre os procedimentos que ele deve adotar em cada caso. “Se for uma suspeita de Covid-19, por exemplo, informa as medidas que devem ser adotadas para evitar a contaminação, aplicando prevenção padrão ou por gotículas. Estas precauções vão deste o uso de máscaras e óculos até o isolamento total”, explica.

No atual cenário mundial, em que o vírus tem se alastrado rapidamente, o principal diferencial do sistema é que ele permite a rastreabilidade do paciente ainda na rede de atendimento. Por exemplo, depois de confirmado a contaminação de um caso, é possível identificar todas as pessoas que estiveram na sala de espera junto com o contaminado. “Se o software estiver integrado na rede pública, é possível mapear os pontos de atendimento por onde o infectado passou e quem teve contato com ele”, informa.
 
Pinheiro reforça que a ideia é propagar o uso do sistema em todo o Brasil. “O sistema havia sido criado, inicialmente, em um formato de comercialização. Mas, a partir do aumento dos casos, sentimos a necessidade de adaptá-lo de uma maneira que pudesse ser usado, sem custos, nos hospitais e unidades de saúde. Nossa equipe repensou o software e conseguimos deixá-lo acessível na plataforma Web”, conta o executivo, que completa: “Todos os nossos esforços reforçam a nossa missão, que é criar soluções tecnológicas humanizadas para a área da saúde. Não poderíamos nos isentar nesse momento”. 

Os hospitais e unidades de saúde que queiram utilizar o serviço gratuitamente podem acessar o site www.beeit.com.br ou entrar em contato com a empresa pelo whats App (51) 99792.7516. 

Atualmente, já foram confirmados mais de 1 milhão de casos de Covid-19 no mundo, com mais de 54 mil óbitos. O único continente não atingido é a Antártida. No Brasil, até o momento, há mais de 8 mil casos confirmados e 327 mortes. 

Atualmente, a beeIT possui sede em Porto Alegre, Santa Catarina e Chile. A empresa está presente com suas soluções e produtos em mais de 40 hospitais no Brasil e no exterior, sendo que, destes, quatro aparecem no ranking dos Melhores Hospitais da América Latina: Clinica Alemana (CH) – 2º lugar;  Hospital Infantil Sabará (SP) – 21º lugar,  Hospital 9 de Julho (SP) – 37º lugar e Hospital Brasília (DF) – 47º lugar. Em janeiro, esse número aumenta para seis, com a entrada no Hospital de Méderi – 32º lugar e Clínica Marly – 50º lugar, ambos na Colômbia.

Mais informações: 
A startup gaúcha beeIT vem se consolidando como um importante nome no setor, pois cria softwares que unem inteligência artificial + humanização.  Firmou uma importante parceria com uma multinacional francesa em 2018 e, em 2019, inaugurou uma filial em Joinville e um escritório no Chile, onde suas soluções já estão em sete hospitais. 

Entre os softwares mais conhecidos da empresa estão:

Leithos: Software de gestão da higienização de leitos hospitalares, une inteligência artificial humanizada na área da saúde, com integração de pessoas e administração de resultados. A ferramenta possibilita monitorar e gerir a agilidade nos processos que antecedem a entrega de um leito para internação, desde as áreas comuns até as salas cirúrgicas de um hospital.
Prontho: Software de armazenamento de prontuários médicos completos, exames, laudos e imagens, validados através de assinatura digital. Pode ser aplicado em prontuários antigos, em papel, através da digitalização dos documentos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário