sábado, 12 de junho de 2021

Inter, um clube tremendo...

Por Facundo Cerúleo


E eis que uma revolução estourou no Beira-Rio... Com todos os vícios cabulosos de qualquer revolução...

Os movimentos revolucionários têm um roteiro: destruir tudo que havia antes; submeter todo mundo ao pensamento de um grupelho; discurso exaltado para justificar o injustificável; em vez de respeitar os fatos, adequar a realidade às convicções revolucionárias.

Isso tem consequências, claro, da pior espécie: cenário de destruição; perda de recursos por gestão temerária; empobrecimen Inter, um clube tremendo...to; verdades oficiais e desrespeito a quem pensa diferente;  desânimo generalizado ante a perspectiva de um futuro catastrófico.

E será diferente o que está acontecendo com o Internacional?

Sócio colorado, com mandato parlamentar, Bibo Nunes está furioso e aponta o uso abusivo do clube como palanque eleitoral.


Para marcar os 15 anos do campeonato mundial (conquistado em 2006), os revolucionários, liderados pelo socialista Alessandro Barcellos, criaram um kit promocional de lançamento da camisa branca do clube.

Só que, na embalagem do kit, meteram a estrelinha do PT. É mole?

Bibo lembra que Alessandro Barcellos já foi assessor de vários políticos petistas e até já foi candidato a deputado com aquela gente...

Parte da torcida entende que a turma do presidente Alessandro Barcellos quer fazer da "glória do desporto nacional" um reduto socialista.

Isso pode, Arnaldo? Usar o clube para fins ideológicos?


Um torcedor descarregou sua raiva contra o comitê central, que pegou o Inter em alta e inventou uma crise: "Vá pra Cuba que o pariu!"

Se a direção não respeitar aqueles que, na torcida, são de centro e de direita (que, somados, são maioria) e se não mudar de rumo (o que é mais do que trocar treinador), o atual vice-campeão brasileiro poderá cair para a segundona... De cofres raspados! Na maior pindaíba!

Para decifrar o que está acontecendo por lá, valem as palavras de uma senhora que, na faculdade, nos mandaram odiar:

"O problema do socialismo é que você, no fim das contas, esgota o dinheiro... dos outros", (Margaret Thatcher).


8 comentários:

  1. E antes do petralha quem comandava a zorra?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um também esquerdista, o Marcelo Medeiros, e antes dele um pífio empresário ladrão! É muito azar!

      Excluir
  2. o Grêmio já teve seu histórico de uso do clube para fins políticos e quase acabaram com o clube, que acabou ficando sem seu estádio. O problema é que a mídia esportiva do RS nunca tratou o assunto devidamente. Fizeram de conta que a gestão do deputado Odone não causou um desastre.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De jeito nenhum o Grêmio ficou sem o seu estádio, pelo contrário, sem colocar um tostão, construiu uma arena moderníssima e ainda mantém o Olímpico, que só vai ser dado em troca quando, provavelmente em outubro, vai adquirir antecipadamente a gestão da Arena do Grêmio. E sobre a gestão do Paulo Odone, os gremistas só têm a agradecer, organizou o clube e tornou-o saudável, num momento em que ninguém teve coragem de assumir. Ele sofreu, sim, um assassinato de reputação, principalmente por parte do seu desafeto Fábio Koff e pelo jornalista Luiz Carlos Reche.

      Excluir
  3. Inter, valhacouto de petista sem sinecura pública!

    ResponderExcluir
  4. Depois de 30 anos como sócio, contribuindo religiosamente, agora dia 15, o meu dindim não entrará mais nos cofres do Colorado.
    E não sou e nem serei o único.
    Quando há um cenário nebuloso, o investidor se retira.
    Carlos Alberto
    Porto Alegre

    ResponderExcluir
  5. Esse cenário faz parte do desrespeito e da pouca vergonha que se estabeleceu no país por conta dos desmandos esquerdistas. Só Deus para limpar a sujeira espalhada...🙏
    .

    ResponderExcluir
  6. o barcelos não caiu de paraquedas na presidência, foi eleito pela maiorias dos associados, e é eles que devem ser cobrados, por misturarem política com futebol.

    ResponderExcluir