sexta-feira, 15 de junho de 2018

Setor de serviços avançou 2,2% em abril

O volume de serviços prestados às famílias e empresas avançou 2,2% em abril, na comparação com o mesmo período de 2017, segundo a Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), divulgada ontem pelo IBGE. 

Esse resultado surpreendeu positivamente o mercado (mediana das expectativas de 1,4%) e a nós (alta de 1,6%). Contribuíram para esse avanço quatro dos cinco segmentos do indicador, sendo eles outros serviços (11,4%), transportes, serviços auxiliares dos transportes e correio (4,4%), serviços profissionais, administrativos e complementares (2,7%) e serviços prestados às famílias (0,8%). Por outro lado, os serviços de informação e comunicação recuaram 1,6%. Na comparação com março, o indicador agregado registrou aumento de 1,0%, descontada a sazonalidade. Essa variação veio após o recuo de 0,2% observado na leitura anterior. No mesmo sentido, a receita nominal avançou 0,9% na margem, já descontados os efeitos da sazonalidade e 4,6% ante o mesmo mês do ano passado. No acumulado em doze meses, o volume de serviços registrou queda de 1,4%, sugerindo uma recuperação muito gradual do setor. Olhando para frente, avaliamos que os dados da PMS e de outros indicadores conjunturais de atividade econômica serão negativamente afetados pelos efeitos da greve dos caminhoneiros, ocorrida no final de março.

Nenhum comentário:

Postar um comentário