quarta-feira, 19 de setembro de 2018

Artigo, Marcelo Aiquel - Uma pesquisa mágica

        Pois é. Fomos surpreendidos por uma “pesquisa de opinião”, onde o poste do Lula (também conhecido por Haddad, ou Adádi) voou alto na última semana, chegando a inimagináveis (e inacreditáveis) 29 pontos, no segundo lugar na corrida presidencial.
         Qual é a mágica?
         Transferência de votos é que não. Se não o filho do Lula teria sido eleito vereador em 2.016. E não foi!
         Então, fica no ar a dúvida: por qual motivo o poste subiu tanto? Por seus méritos é que não foi!
         Diante deste quadro, só restou uma alternativa: “esquema para aplicar uma fraude nas “confiáveis” urnas eletrônicas”. Tão confiáveis que são utilizadas nos EUA, na Inglaterra, na França, no Japão, entre outras grandes potências.
         Ah, não são? Por que será?  Você já parou para pensar nisso? Pois deveria...
         É que num segundo turno, quando apenas dois candidatos brigam pela vitória, fica muito mais fácil fraudar um resultado.
         Não acredita?
         Então fique sonhando com “um candidato qualquer” e acorde com o Haddad no segundo turno. Já fizeram isso com a Dilma, não esqueça!

Nenhum comentário:

Postar um comentário