sexta-feira, 4 de janeiro de 2019

Artigo, Marcelo Aiquel - A esquizofrenia dos petralhas


         Temos visto, em larga escala nos últimos dias, um comportamento que a ciência diagnostica com facilidade: a esquizofrenia galopante que atinge aos petralhas em geral.
         Refiro-me aos desesperados com o fim do poder e das maracutaias que tanto dinheiro lhes rendeu.
         Atacam á tudo e a todos, “alucinados” com o sucesso de seu algoz, no caso o Presidente Bolsonaro, que galgou o comando da nossa República – com apoio maciço do povo – para acabar com a “gandaia” patrocinada pelos bolivarianos.
         A esquizofrenia galopante invade o comportamento de muitos que estão prestes a perder suas “boquinhas”. Ora é a trama de conspiração para “minar” o poder do novo governo junto á presidência da Câmara dos Deputados; ora é – a já manjada – tentativa de assassinar reputações.
         Como se tivessem, os esquizofrênicos, alguma boa reputação para proteger!
         Sinalizam com um deputado do PSOL (braço do PT) para ocupar a presidência da Câmara. Uma piada totalmente sem graça, pé ou cabeça, criada no berço da emissora lixo do país.
         No desespero absoluto, criticam a postura militar do general Mourão, ao mesmo tempo em que “morrem de medo” dele.
         Distorcem qualquer notícia para chamar o caos, mas só fazem é dar tiros no próprio pé e muita munição aos adversários.
         Completamente perdidos, tentam ser a única tábua de salvação, porém esquecem que nada fizeram – além de roubar e fortalecer a corrupção  – durante o enorme tempo em que mandaram no país.
         Querem apenas uma prova? (existem centenas)
         Agora tem a solução para acabar com a seca no Nordeste.
         Mas, em 14 anos, não acabaram. Nem de longe!
         Ah, como é fácil ser pedra... A psicanalise explica.


Nenhum comentário:

Postar um comentário