sexta-feira, 9 de agosto de 2019

Artigo, Marcelo Aiquel - Eles não desistiram ainda

                 Querendo mostrar uma fibra e união que nunca tiveram, as “viúvas do bolivarianismo” ainda tentam – de maneira cada vez mais destrambelhada – macular o governo Bolsonaro.
                Todas (e eu não vou desenhar novamente quem são) estas “viúvas chorosas”, pois a teta secou, dão “tiros no pé”, um sobre o outro.
                Ora é um aventureiro que usa o prestígio de uma entidade secular em causa própria, ora é a mídia falida que reverbera mentiras enquanto faz campanha contra fake news (mas que baita contradição!).
                Enfim, os ataques – sempre muito mal feitos – não param, pra desgraça dos rivais e tranquilidade dos estrategistas, que não sossegam a espera do tal chumbo grosso - anunciado, porém inexistente até agora.
                O desespero só aumentou frente às inúmeras conquistas do governo, cada vez mais relevantes. São tantas (estas conquistas) que não cabem num texto só, e que somente não enxerga quem é muito cego, ou perdeu seus “jabás milionários”. Não há alternativa...
                Enquanto isso, SE o Presidente resolve falar algo sobre seus detratores, o mundo cai – matando á pau – contra ele. Acusam-no, entre outras coisas, de desrespeitar os algozes. Como se estes obrassem com todo o respeito...
                Assim, os cães ladram (bastante) e a caravana passa.
                E já decorreram sete meses desde a posse do capitão Bolsonaro. Pra quem seria destronado logo, a “ameaça” foi mais um blefe.  Bem típico dos boquirrotos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário