quinta-feira, 16 de setembro de 2021

Bolsonaro, eu não estou entendendo nada.

 No dia 7 de setembro, milhões de pessoas foram às ruas prestar sua solidariedade ao presidente e reivindicar respeito à Constituição Federal.

Bolsonaro, que conclamou o povo às ruas,  falou por duas vezes, uma em Brasília e outra mais contundente em São Paulo. O povo o aclamou e gritou o já famoso, “eu autorizo”.

A expectativa por mudanças fez vibrar o coração das pessoas que anteviram ações enérgicas já para o dia seguinte.

Mas, não vimos cabo e nem soldado. O que houve foi a publicação da mensagem elaborada conjuntamente com Michel Temer que, no primeiro momento, jogou um balde de água fria no ânimo de grande parte daqueles que participaram ou apoiaram as manifestações.

O que teria levado Bolsonaro a levantar uma bandeira branca quando todo o seu exército, aqui entendido como o povo conservador, estava em prontidão para a guerra?

Passada a tempestade congelante, surgiu a expectativa de que, tendo estendido a mão aos adversários, estes retribuiriam seu gesto e deporiam as armas passando a agir conforme determina a carta magna.

O que se pode constatar até o presente momento?

Bolsonaro, com o apoio da maior multidão que já saiu às ruas na história do Brasil, cedeu, e seus adversários, que nem sequer podem sair em público sem serem rechaçados pela população, acirraram os ânimos e redobraram sua fúria contra ele e contra todos os conservadores.

O STF e o TSE não retroagiram um milímetro sequer. Ao contrário, redobraram seus ataques. Nenhum preso ou investigado por crime de opinião sentiu arrefecimento na insana sanha persecutória. Rodrigo Pacheco simplesmente devolveu a MP da liberdade de expressão, cláusula pétrea de uma constituição federal já em desuso pelo atual STF, sem nem ao menos analisar seu mérito. Os partidos de esquerda vociferam cada vez mais contra Artur Lira para que ele aceite os inúmeros e repetitivos infundados pedidos de impeachment de Bolsonaro, e até mesmo a CPI da fraudemia, que passou meses criando narrativas contra o governo federal sem nem ao menos permitir que os desmandos perpetrados por governadores e prefeitos que desviaram bilhões de Reais enviados pelo executivo federal para a saúde e o tratamento da pandemia fossem investigados, resolveu agora querer até mesmo mudar a lei para forçar o presidente da câmara a aceitar os pedidos de impeachment.

Os ataques se exponencializaram em todas as frentes. Só o executivo cedeu.

Agora pergunto: qual foi a intenção do Bolsonaro quando publicou sua mensagem de paz? Foi recuo mesmo? Será que foi aconselhado por Temer a se acomodar e esperar seu sacrifício como um cordeiro que ruma balindo em direção ao abatedouro?

Realmente, não estou entendendo nada. Absolutamente, nada.

Não há qualquer possibilidade de galvanizar novamente o povo para sair gritando em seu apoio. Terá Bolsonaro realmente desistido de lutar? Será que a previsão de suicídio anunciada pelo boquirroto Ciro Gomes tem algum fundo de verdade?

Se ficar por isso mesmo, podemos nos preparar para os terríveis dias que se avizinham com a tomada do poder pela esquerda, segundo disse o Zé Dirceu em tom sério e pelo Barroso em tom de brincadeira.

Já estou quase perdendo as esperanças.

O meu oráculo particular já está assoprando nos meus ouvidos que teremos tempos tenebrosos pela frente. Espero estar completamente equivocado.

Que Deus nos ajude.

Fabio Freitas Jacques. Engenheiro e consultor empresarial, Diretor da FJacques – Gestão através de Ideias Atratoras e autor do livro “Quando a empresa se torna azul – o poder das grandes ideias”.


7 comentários:

  1. Que Deus tenha misericórdia dessa terra saqueada, e deste povo tão sofrido.

    ResponderExcluir
  2. Acho que JB, se não recuasse e pedisse PERDÃO, seria PRESO!!
    Vai ver o sem noção pensou que as FFAA obedecem a ele, mas levou um sonoro "não" pelas fuças, pois os militares são mais fiéis a Lula e a sua Organização do que ao povo ordeiro, que não oferece riscos de desestabilização ao País, pois faz passeatas pacíficas, vestido de verde e amarelo, sem quebrar uma lixeira sequer!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo contigo os brasileiros são cordeiros. E estou chegando a conclusão que o Presidente e o Vice desistiram de lutar pela liberdade. E estamos a sermos entregues para a esquerda podre e corrupta que assolou nossa nação recentemente. Vou aconselhar os meus netos a irem para outros países.

      Excluir
  3. Este texto revela a angustiante sensação do brasileiro guiado pela paz do pensamento de direita, face aos continuados desatinos que persistem contra o governo, mesmo após o "acordo" costurado pelo PR com Temer. Será que só teremos mesmo a paz após ato de força, a do mais forte, o PR, as FFAA e povo contra o galinho garnisé togado? Será que 7 de setembro não foi suficiente ou teremos que ter mesmo o jeep com o cabo e o soldado na praça dos Três Poderes? Angustiante dúvida!

    ResponderExcluir
  4. FABIO ! Não podemos perder a confiança naquilo que construímos. Aceitamos as regras da democracia e vencemos uma eleição com BOLSONARO. 57 milhões de brasileiros colocaram nas urnas o desejo de moralização nacional. Neste mesmo tabuleiro participa um S.T.F. com seus integrantes escolhidos com 50 votos, cada um, por um Senado Federal onde um terço (1/3 ) de seus integrantes são réus perante esta corte de julgamento. Os Deputados Federais representam mais de 20 legendas partidárias, que, na maioria delas, não representam ideologia alguma, mas se limitam apenas a sacar o dinheiro que lhes cabe na distribuição das quotas partidárias. A Corte Judicial sabe da miséria moral do Legislativo e, assim, pode manipular os cordéis da política nacional. Na balança dos interesses nacionais temos: de um lado o POVO e MESSIAS BOLSONARO, do outro lado congresso nacional e o s.t.f. Se acreditamos no VOTO que já foi dado a Bolsonaro temos, também, que acreditar na próxima eleição para peneirar o Legislativo , assim, melhorarmos a mentalidade política do nosso AMADO BRASIL. Não podemos esquecer que, dando cobertura aos maus político, temos uma péssima imprensa, que é sustentada por empresários desmamados. Estou com 84 anos, sempre lutei na política e não perco a esperança. Carlos Edison Domingues

    ResponderExcluir
  5. Fui às lágrimas com esse texto. Bolsonerus não é só um mito um messias é um magnânimo estadista como nunca nesse país tivemos. Estendeu a mão? Deu a outra face? Mandou para casa o cabo e o soldado? Ah esqueci do tanque fumacê...

    ResponderExcluir