quinta-feira, 26 de julho de 2018

Indútrias química e de aço crescem forte em junho

Ontem mais dois indicadores coincidentes da produção industrial foram divulgados. Eles estão em linha com os bons números divulgados também sobre junho, mas no caso do RS pela Fiergs (leia nota mais abaixo).

A despeito dos resultados contraditórios, o conjunto dos dados já conhecidos aponta para forte alta da atividade manufatureira em junho. 

Química - De acordo com estatísticas divulgadas pela Associação Brasileira da Indústria Química (ABIQUIM) e dessazonalizadas, a produção química no país recuou 2,1% entre maio e junho. Por outro lado, as vendas internas de produtos químicos de uso industrial aumentaram 32,9% no período, após a expressiva contração de 16,5% observada na leitura anterior, na margem. 
Aço - A produção de aço bruto, por sua vez, somou 2,9 milhões de toneladas no mês passado, segundo dados divulgados ontem pelo Instituto Aço Brasil (IABr). Tal volume representa uma alta de 15,2% ante maio. 

Ambos os dados reportados e outros já conhecidos reforçam a percepção de que os efeitos da paralisação no setor de transportes em maio, quando a produção industrial recuou 10,9% ante abril, devem ter sido mais do que revertidos em junho. O dado efetivo do mês será divulgado pelo IBGE no próximo dia 2, no âmbito da Produção Industrial Mensal (PIM).

Nenhum comentário:

Postar um comentário