quinta-feira, 14 de novembro de 2019

Novo Centro de Fertilidade, Hospital Moinhos de Vento, Porto Alegre


O sonho de formar uma família, associado ao momento e às condições de cada casal, vem aumentando expressivamente a prática de reprodução assistida. Em 2018, foram realizados mais de 43 mil ciclos, significando um crescimento de 18,7% em relação ao ano anterior. Nesse contexto, o Rio Grande do Sul é o quarto estado no país, totalizando 2.888 procedimentos. No caso de embriões congelados, sobe para o terceiro lugar, somando 7 mil – o que representa 8% do total nacional.

A alternativa tem despertado o interesse especialmente de quem está decidindo ter filhos mais tarde. A procura também cresceu entre casais homoafetivos, que já constituem 10% do público geral. Além disso, jovens com câncer recorrem ao tratamento para possibilitar a reprodução. Ao tomar a decisão de procurar esse serviço especializado, o que não faltam inseguranças e dilemas.

Com objetivo de esclarecer dúvidas, o Hospital Moinhos de Vento realizará uma palestra com bate-papo na próxima terça-feira (19). Um dos maiores especialistas no assunto do país estará presente: o médico Edson Borges Júnior. Ele é diretor científico do Fertility Medical Group, de São Paulo, e presidiu a Sociedade Brasileira de Reprodução Assistida. Edson será o palestrante do Grand Round que terá como tema “Fértil para sempre? Os desafios da reprodução assistida nos dias atuais”. Aberto ao público, o evento é gratuito.

Novo Centro de Fertilidade

A programação também marca a inauguração do Centro de Fertilidade do Hospital Moinhos de Vento e o lançamento do Serviço de Fertilidade e Reprodução Assistida. Com 270 metros quadrados, o espaço terá três consultórios, salas de exames de imagem, de cirurgia, dois boxes independentes de recuperação e três laboratórios – de reprodução assistida, de processamento de sêmen e de criopreservação. O investimento no espaço, que totaliza 230 metros quadrados, foi de R$ 5 milhões.

O Centro é coordenado pelos ginecologistas Eduardo Pandolfi Passos e Isabel Cristina Amaral de Almeida. Os médicos destacam dois grandes diferenciais que serão oferecidos: segurança da guarda do material e atendimento integrado aos outros serviços do Hospital Moinhos de Vento.

“Estamos vivendo um período interessante, no qual as doenças crônicas são controladas e nos levam a questionamentos posteriores ao tratamento. É o caso do câncer. Com o novo Centro de Fertilidade, a preservação de gametas passa a fazer parte do protocolo assistencial no tratamento dessas doenças, numa instituição que tem caráter perene como o Moinhos de Vento”, explica Passos.

A possibilidade de integração com o Centro de Oncologia proporcionará mais conforto e rapidez. De acordo com Isabel, o Centro de Fertilidade atenderá pacientes oncológicos em idade reprodutiva no prazo de até 48 horas a partir do diagnóstico. “Todo o serviço contará com acompanhamento psicológico e atendimento durante todo o processo, desde a tomada da decisão até a concretização desse desejo”, explica.

O espaço será apresentado à imprensa e convidados às 9 horas de terça-feira. Ao meio-dia, acontecerá o Grand Round com o especialista Edson Borges. Às 19 horas, será a vez de os médicos e parceiros conhecerem o local.


O quê: Grand Round – Fértil para sempre? Os desafios da reprodução assistida nos dias atuais
Quando: Terça-feira, 19 de novembro, das 12h15 às 13h15
Onde: Anfiteatro Schwester Hilda Sturm (Rua Ramiro Barcelos, 910 – Bloco C. Porto Alegre, RS)
Informações e inscrições:
https://fertilparasempreosde.eventize.com.br/index.php?pagina=1

Nenhum comentário:

Postar um comentário