quarta-feira, 17 de outubro de 2018

Mercado de imóveis

O mercado acredita  que a tendência é de continuidade da retomada do mercado imobiliário, mas de forma bastante gradual e sujeita à volatilidade dos dados mensais, além de diferenças regionais relevantes, que dependerão do ajuste de estoques em cada cidade.

Tanto as vendas quanto os lançamentos imobiliários na cidade de São Paulo continuam com tendência de recuperação, comparativamente a 2017, conforme apontado pelo Sindicato da Habitação de São Paulo (Secovi-SP). 

Com 2.581 unidades em agosto (alta interanual de 38,4%), as vendas na capital paulista acumularam alta de 46,7% entre janeiro e agosto de 2018, comparativamente ao mesmo período do ano passado. O número de lançamentos, por sua vez, apresentou queda interanual no mês (1.410 unidades contra 1.579 em agosto de 2017), mas acumula expansão de 16% nos oito primeiros meses. Em decorrência do número de lançamentos ter sido inferior ao de vendas até agora, os estoques de imóveis apresentaram queda. 

Já o indicador de preço de locação residencial, divulgado pela Fipe em parceria com o site de buscas de imóveis Zap, registrou estabilidade em setembro (-0,01%), na média dos 15 municípios pesquisados. Há regiões com alta e outras com queda dos preços. Rio de Janeiro, Fortaleza e Niterói ainda registram queda de preços de locação nos últimos doze meses. Assim, o índice agregado acumulou alta de 1,71% nos últimos doze meses, porém inferior ao IPCA do período (4,53%). 

Nenhum comentário:

Postar um comentário