quinta-feira, 4 de abril de 2019

Preços de venda de imóveis residenciais não subiu em março


O preço médio de venda de imóveis residenciais ficou praticamente de lado, com variação de 0,02% na passagem de fevereiro para março, de acordo com pesquisa divulgada ontem pela Fipe em parceria com a empresa de busca de imóveis Zap, que contempla 20 cidades brasileiras. O percentual observado é inferior ao IPCA que estimamos para o mês (+0,64%). Considerando a inflação, o preço médio de venda de imóveis residenciais encerraria o mês com ligeira queda real de 0,6%, aproximadamente.
Do ponto de vista regional, destaque para o desempenho dos preços em Manaus, cidade que registrou a maior elevação no período. Em contraste, João Pessoa apresentou o maior recuo. Ao final do primeiro trimestre, o índice agregado acumulou alta nominal de 0,24%, variação inferior à inflação esperada para o período. Sob uma perspectiva de médio prazo, quando avaliada a variação acumulada em 12 meses, percebe-se, desde abril de 2016, uma relativa estabilidade do índice, com variações próximas a zero.
Olhando para frente, o que se percebe é que a aceleração do crescimento econômico prevista para os próximos trimestres tende a gerar uma recuperação mais evidente dos preços, ainda que com diferenças regionais, explicadas, dentre outros fatores, pelo volume de estoque de imóveis.

Nenhum comentário:

Postar um comentário