sexta-feira, 6 de outubro de 2017

Delegados de Polícia do RS apoiam greve da Polícia do RS

Nota oficial

O presidente da ASDEP, delegado Cleiton Freitas, assinou, na tarde desta sexta-feira (6), nota oficial com orientações aos associados sobre a greve dos agentes da Polícia Civil prevista para começar na próxima segunda-feira (9).

Confira a nota na íntegra:

A Associação dos Delegados de Polícia do Rio Grande do Sul – ASDEP, em vista do não pagamento dos subsídios da categoria na data prevista na Constituição do Estado, vem a público para:
1. Reconhecer como justa a inconformidade dos Agentes da Polícia Civil em face do não recebimento de seus subsídios na data legalmente prevista, uma vez que o trabalho policial exige tranquilidade, dedicação, responsabilidade, entre outros atributos que um servidor público, impossibilitado de garantir o sustento de seus familiares pelo não recebimento de seu salário, dificilmente terá. Por isso, a ASDEP entende e respeita a decisão que os Agentes tomaram em assembleia-geral.
2. Ponderar, no entanto, que a população do Rio Grande do Sul conta com a Polícia Civil para defendê-la, especialmente em face da grave situação de insegurança que vem vivenciando, o que desaconselha uma paralisação total dos serviços.
3. Em virtude do exposto, recomendar a seus associados que:
• dialoguem com os servidores que trabalham sob sua orientação e estabeleçam, conforme as peculiaridades de seu órgão policial, procedimentos que garantam o atendimento das necessidades mínimas da população;
• apoiem a decisão dos agentes, suspendendo a realização de ações e operações policiais especiais até a integralização do pagamento dos subsídios;
• deixem, excepcionalmente, de remeter Inquéritos Policiais, Termos Circunstanciados e Procedimentos para Adolescentes Infratores, exceto Autos de Prisão em Flagrante, Autos de Apreensão em Flagrante e Inquéritos Policiais envolvendo investigados presos, enquanto a anormalidade persistir.

Porto Alegre, 06 de outubro de 2017.
Cleiton Silvestre Munhoz de Freitas,

Presidente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário