segunda-feira, 18 de fevereiro de 2019

Artigo, Benjamin Oliveira - Os inimigos estão muito próximos. Saiba quem é Gustavo Bebianno.


Eu não sabia quem era esse tal de Bebiano, que atualmente é o Secretário-Geral da Presidência. Como a maioria só vim a conhecê-lo durante a campanha presidencial. Porém, quando observei ontem a defesa apaixonada da imprensa oficial por ele, minhas antenas ficaram em alerta. Ora! Justo uma imprensa que quer derrubar o presidente Bolsonaro todos os dias ? Uma imprensa que faz de um limão uma limonada e que quer porque quer derrubar ministros, haja visto o que fizeram com a ministra Damares, só para citar um exemplo e não me prolongar muito.

Como sempre resolvi fazer uma pesquisa, agora sobre o tal Bebiano.

Descobri que ele trabalhou no escritório do famoso advogado e sócio da esposa do Gilmar Mendes, Sérgio Bermudes. A revista Crusoé diz, hoje, que ela recebe, ali,  R$ 280 mil mensais.

Gustavo Bebiano é amigo do Paulo Marinho, aquele ligado aos petistas, que foi casado com a Maitê Proença, amigão do José Dirceu, que se filiou ao PSL e mesmo a contragosto do Flávio Bolsonaro, foi colocado como 1º suplente do Senador.

Além de cuidar pessoalmente do dinheiro do Partido,do PSL, que presidiu durante a campanha, coube-lhe encarregar-se das candidaturas estaduais. 

Carlos Bolsonaro, que atuava ao lado do pai, pois não estava em campanha própria como os outros irmãos, começou a observar mais de perto o que acontecia dentro do PSL, observando as manobras que Gustavo Bebiano fazia para afastar os aliados do pai. A partir daí é que começa o imbróglio.

De alguma form, Jair Bolsonaro despertou para o caso. Gustavo Bebiano foi um dos últimos a assumir um cargo no primeiro escalão, a Secretaria-Geral da Presidência, porém, antes, ela foi esvaziada, pois Bolsonaro passou a maioria dos encargos da Secretaria (como o bilionário Programa de Parcerias de Investimentos, PPI) ao General Santos Cruz que, é o Secretário de Governo. Isto demonstra claramente que o presidente já não mais confiava em Bebiano. E obviamente que o novo ministro percebeu o que acontecia, não ficou feliz e acabou sem função. 

Durante o período de transição e agora mesmo, ocorreram muitos vazamentos para a imprensa. E com a defesa que toda a imprensa faz agora do ministro, para que ele não caia, dá para perceber o que acontece.

Aquilo que mais os inimigos do presidente Bolsonaro desejam é um escândalo, envolvendo-o em algum tipo de corrupção. Que melhor prato seria este do Laranjal do PSL ? O escândalo apareceu justamente no momento que o presidente estava fragilizado pela terceira cirurgia que fez. Acontece que Gustavo Bebiano afirmou que não havia crise e que tinha falado com o presidente (hospitalizado) três vezes num só dia. Sendo assim, colocou o presidente na fogueira, arrastando-o para um escândalo do qual ele nem tinha conhecimento. Carlos Bolsonaro, percebeu a manobra e o pai também. Ambos desmentiram publicamente o ministro, mostrando inclusive um áudio do pai, no qual ele dizia que não podia falar com ele, pois estava se preparando para exames.

Gustavo Bebiano afirma que falou com o presidente Bolsonaro por mensagens, mas não as mostrará por causa da liturgia do cargo. É conversa mole. 

A partir da reação de Bolsonaro, começou o ataque da imprensa contra o Carlos e a defesa ardorosa do ministro. Vale a pena ressaltar que o escândalo em si não mais foi pautado pela imprensa, mas apenas a narrativa de que os filhos do Bolsonaro estão atrapalhando o governo. O que é mentira, senão vejamos:

- Flávio Bolsonaro está no Senado fazendo o trabalho dele. Eduardo, idem. Apenas Carlos estava junto ao pa, ajudando na sua recuperação.

A pergunta que faço é: O

- Os filhos estão atrapalhando o governo ou impedindo a execução dos planos dos inimigos para derrubar o presidente Bolsonaro ?

Diante de tudo que pesquisei não tenho a menor dúvida que o ministro Gustavo Bebiano é um dos infiltrados no governo Bolsonaro e isto desde as eleições. Além de ser X-9 da imprensa é ele o queridinho da Globo, Folha de São Paulo e até dos Antagonistas, fora outros veículos da mídia.

Usando seus amigos da imprensa, Bebiano deu uma entrevista na Crusoé, que li, e nela há várias ameaças ao presidente Bolsonaro. Um ministro que ameaça o presidente ! É isto ? Outro Adélio Bispo, só que agora moral ?

O Bebiano recebeu o recado do Presidente, ou ele pede as contas, ou será exonerado segunda-feira e obviamente o tal Bebiano vazou isso para O Antagonista ontem mesmo.

Diante do exposto, Gustavo Bebiano tem que sair. Ele é um infiltrado, desestabiliza o governo com vazamentos à imprensa, uma imprensa que quer porque quer derrubar o Governo, atua nas sombras.

Muita gente diz que os militares resolverão o problema. Os militares estão falhando muito para meu gosto. Deixaram um petista de carteirinha entrar na comitiva do presidente a Davos e duvido que não soubessem quem é esse tal Bebiano.

Para se agarrar a um cargo que foi esvaziado, com certeza o tal Bebiano está a serviço de alguém, resta saber de quem.

5 comentários:

  1. PARABÉNS 👏👏👏👏👏👏 O que a imprensa não divulga está matéria esclarece os BRASILEIROS..

    ResponderExcluir
  2. Bota no Ministério do Esgoto Moral que ele aceita!

    ResponderExcluir
  3. Bota no Ministério do Esgoto Moral que ele aceita!

    ResponderExcluir
  4. Dá uma embaixada para este cara lá na Europa, ele aceita, pois é isso ou nada, e a bola esfria. Não existe alguém montar um governo 100% ético. Sempre haverá uma certa 'flutuação quântica negativa'contaminação essa que, uma vez no governo, exonerá-la é sempre um desgaste (e tem a mídia inimiga à espreita de uma fofoquinha boa!). Mas tudo isso faz parte do ônus de se governar um estado uma nação. E a imprensa fazer critica faz parte, pois já dizia o mestre Millor Fernandez: imprensa é critica; o resto é armazém de secos e molhados!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Embaixada na Europa? da a embaixada do Sudão do Sul para ele.

      Excluir